Interface Onomástica e Direito

contribuições para os estudos da antroponímia brasileira

Autores

DOI:

https://doi.org/10.14393/DL46-v15n2a2021-7

Palavras-chave:

Onomástica, Direito, Português brasileiro, Antropônimos

Resumo

O objetivo deste artigo é apresentar as características de um grupo de antropônimos com o fim de apontar alguns caminhos para estudos da antroponímia brasileira. O trabalho se baseia em pressupostos teóricos da Onomástica e na interface entre esta área e o Direito. Os antropônimos analisados são o nome civil, o nome social, o nome de urna e o nome parlamentar. Os dados utilizados foram extraídos do Tribunal Superior Eleitoral, da Câmara dos Deputados e da jurisprudência de tribunais. No histórico recente dos estudos antroponímicos no Brasil, verifica-se que são incipientes os trabalhos que buscam pesquisar os nomes de pessoa relacionando aspectos linguísticos e jurídicos. Por esse motivo, são apontadas algumas sugestões que podem suprir essa lacuna, partindo-se da análise de aspectos lexicais ou gramaticais de dados provenientes de normas legais ou de decisões judiciais.

Downloads

Não há dados estatísticos.

Biografia do Autor

Eduardo Tadeu Roque Amaral, Universidade Federal de Minas Gerais

Professor adjunto da UFMG. Licenciado em Língua Portuguesa e em Língua Espanhola pela UFMG, mestre em Estudos Linguísticos pela mesma instituição e doutor em Letras pela USP.

Referências

AINIALA, T. Names in society. In: HOUGH, C. The Oxford handbook of names and naming. Oxford: Oxford University Press, 2016. p. 371-381. DOI https://doi.org/10.1093/oxfordhb/9780199656431.013.27

ALVIM NETO, J. M. A.; CLÁPIS, A. L.; CAMBLER, E. A. (coord.). Lei de registros públicos comentada: Lei 6.015/1973. 2. ed. Rio de Janeiro: Forense, 2019.

AMARAL, E. T. R. Contribuições para uma tipologia de antropônimos do português brasileiro. Alfa Revista de Linguística, São Paulo, v. 55, n. 2, p. 63-82, 2011.

AMARAL, E. T. R; MACHADO, V. B. Nomes de urna e nomes parlamentares de vereadores da Câmara Municipal de Ouro Preto. Revista GTLex, v. 1, n. 1, p. 52-65, 2015. DOI https://doi.org/10.14393/Lex1-v1n1a2015-4

AMARAL, E. T. R. OLIVEIRA, I. F. N. O nome social como uma categoria antroponímica para a garantia do princípio da dignidade da pessoa humana. Caligrama, v. 24, n. 3, p. 25-46, 2019. DOI https://doi.org/10.17851/2238-3824.24.3.25-46

AMARAL, E. T. R.; SEIDE, M. S. Nomes próprios de pessoa: introdução à antroponímia brasileira. São Paulo: Blucher, 2020. DOI https://doi.org/10.5151/9786555500011

BELO HORIZONTE. Resolução CME/BH nº 2, de 18 de dezembro de 2008. Dispõe sobre os parâmetros para a inclusão do nome social de travestis e transexuais nos registros escolares das escolas da Rede Municipal de Educação de Belo Horizonte – RME/BH. Diário Oficial do Município, Belo Horizonte, 18 dez. 2008. Available in: http://portal6.pbh.gov.br/dom/iniciaEdicao.do?method=DetalheArtigo&pk=1000854. Accessed: 7th July 2019.

BOAS, T. C. Pastor Paulo vs. Doctor Carlos: Professional titles as voting heuristics in Brazil. Journal of politics in Latin America, v. 6, n. 2, p. 39–72, 2014. Available at: https://journals.sagepub.com/doi/10.1177/1866802X1400600202. Accessed: 6th May 2020. DOI https://doi.org/10.1177/1866802X1400600202

BRASIL. Lei nº 6.015, de 31 de dezembro de 1973. Dispõe sobre os registros públicos, e dá outras providências. Diário Oficial da União, Brasília, DF, 31 dez. 1973. Available at: http://www.planalto.gov.br/ ccivil_03/LEIS/L6015original.htm. Accessed: 5th Feb. 2019.

BRASIL. Lei nº 9.504, de 30 de setembro de 1997. Estabelece normas para as eleições. Diário Oficial da União, Brasília, DF, 1 out. 1997. Available at: http://www.planalto.gov.br/ccivil_03/leis/l9504.htm. Accessed: 11th June 2020.

BRASIL. Lei nº 10.406, de 10 de janeiro de 2002. Institui o Código Civil. Brasília, DF: Diário Oficial da União, Brasília, DF, 11 jan. 2002. Available at: http:// www.planalto.gov.br/ccivil_03/leis/2002/L10406.htm. Accessed: 29th Dec. 2017.

BRASIL. Decreto nº 8.727, de 28 de abril de 2016. Dispõe sobre o uso do nome social e o reconhecimento da identidade de gênero de pessoas travestis e transexuais no âmbito da administração pública federal direta, autárquica e fundacional. Diário Oficial da União, Brasília, DF, 29 abr. 2016. Available at: http://www.planalto.gov.br/ccivil_03/_ato2015-2018/2016/decreto/D8727.htm. Accessed: 12th July 2017.

CÂMARA DOS DEPUTADOS. Resolução nº 17, de 21 de setembro de 1989. Aprova o Regimento Interno da Câmara dos Deputados. Diário do Congresso Nacional, Suplemento, Brasília, DF, 22 set. 1989. Available at:

http://www2.camara.leg.br/legin/fed/rescad/1989/resolucaodacamaradosdeputados-17-21-setembro-1989-320110-norma-pl.html. Accessed: 28th Dec. 2017.

CARVALINHOS, P. J. As origens dos nomes de pessoas. Domínios de Lingu@gem, v. 1, n. 1, 2007. Disponível em : http://www.seer.ufu.br/index.php/dominiosdelinguagem/article/view/11401. Accessed: 8th June 2020. DOI https://doi.org/10.14393/DL1-v1n1a2007-9

CERQUEIRA, R. M. Nome social: propósito, definição, evolução histórica, problemas e particularidades. Jus.com.br, ago. 2015. Disponível em https://jus.com.br/artigos/45219/nome-social-proposito-definicao-evolucao-historica-problemas-e-particularidades. Accessed: 29th Dec. 2017.

CONSELHO NACIONAL DE JUSTIÇA. Provimento nº 73, de 29 de junho de 2018. Dispõe sobre a averbação da alteração do prenome e do gênero nos assentos de nascimento e casamento de pessoa transgênero no Registro Civil das Pessoas Naturais (RCPN). Diário da Justiça, Brasília, DF, 29 jun. 2018. Available at: https://atos.cnj.jus.br/atos/detalhar/2623. Accessed: 11th June 2020.

FARKAS, T. The history and practice of the regulations for changing one’s family name in Hungary. Onoma, v. 47, p. 35-56, 2012.

FONTES, H. Digressões antroponímicas. Florianópolis: ed. do Autor, 1950.

GARY-PRIEUR, M-N. Le nom propre como catégorie de la grammaire. Langue Française, v. 190, n. 2, p. 45-64, 2016. DOI https://doi.org/10.3917/lf.190.0045

GUÉRIOS, R. F. M. Dicionário etimológico de nomes e sobrenomes. 3. ed. rev. e aum. São Paulo: Ave Maria, 1981.

HAJDÚ, M. The History of Onomastics. Onomastica Uralica, v. 2, p. 7-45, 2002. Available at: http://nevtan.arts.unideb.hu/nevtan/tagozat/06hajdu.pdf. Accessed: 19th Nov. 2018.

HOFFMANN, G. Somos tod@s Lula, Eu sou Lula! @gleisi. 10:49 a. m. 11 abr. 2018. Available at: https://twitter.com/gleisi/status/984065977737515008/photo/1. Accessed: 8th June 2020. Tweet.

INSTITUTO BRASILEIRO DE GEOGRAFIA E ESTATÍSTICA. Nomes no Brasil. Rio de Janeiro, 2016. Available at: https://censo2010.ibge.gov.br/nomes/#/search. Accessed: 13th June 2020.

KAZ, R. O candidato enjaulado. Piauí, 4 out. 2017. Available at: https://piaui.folha.uol.com.br/o-candidato-enjaulado/. Accessed: 14th June 2020.

KREMER, D. Personennamen und Recht in der Romania aus sprachwissenschaftlicher Sicht. Namenkundlichen Informationen, 105/106, p. 168-209, 2015.

McCLURE, P. Nicknames and petnames. Linguistic forms ans social contexts. Nomina, v. 5, p. 63-76, 1981.

MORALA, J. R. El nombre propio ¿objeto de estudio interdisciplinar? Contextos, León, v.8, p.49-61, 1986.

RIO GRANDE DO SUL. Resolução nº 2.288, de 18 de janeiro de 1991. Dispõe sobre o Regimento Interno da Assembleia Legislativa do Estado do Rio Grande do Sul. Diário Oficial do Estado do Rio Grande do Sul, Porto Alegre, 25 jan. 1991. Available at: http://www2.al.rs.gov.br/dal/Legisla%C3%A7%C3%A3o/RegimentoInterno/tabid/3682/Default.aspx. Accessed: 12th June 2020.

SANTOS, A. M.; ROCHA, S. A. Antroponímia e Ciência Política: uma possível relação entre os nomes de urna e o voto. RE-UNIR, v. 6, n. 2, p. 9-25, 2019. Available at: http://www.periodicos.unir.br/index.php/RE-UNIR/article/view/4546. Accessed: 6th May 2020.

SCHWAB, D. Personenname und Recht. Namenkundlichen Informationen, v. 105-106, p. 110-134, 2015.

SEIDE, M.; SAPARAS, M. Trends in Onomastic Research in Brazil. Linguistik Online, v. 101, n. 1, p. 139–155. Available at: https://doi.org/10.13092/lo.101.6681. Accessed: 21th June 2020.

SOARES, P. S. L. O aumento da inclusão de postos e graduações militares em nomes de urna como um indicador de mudanças no imaginário social brasileiro. GTLex, v. 3, n. 1, p. 169-182, 2017. Available at: http://www.seer.ufu.br/index.php/GTLex/article/view/50758. Accessed: 6th May 2020. DOI https://doi.org/10.14393/Lex5-v3n1a2017-10

SUPREMO TRIBUNAL FEDERAL. Ação direta de inconstitucionalidade 4.275. Requerente: Procuradora-Geral da República. Relator: Marco Aurélio. Diário da Justiça Eletrônica, Brasília, DF, n. 45, p. 25, 8 mar. 2018. Available at: https://www.stf.jus.br/arquivo/djEletronico/DJE_20180308_045.pdf. Accessed: 9th jun. 2020.

TEUTSCH, A. Names and law. In: HOUGH, C. The Oxford handbook of names and naming. Oxford: Oxford University Press, 2016. p. 554-571. DOI https://doi.org/10.1093/oxfordhb/9780199656431.013.62

TRIBUNAL SUPERIOR ELEITORAL. Resolução nº 23.609, de 18 de dezembro de 2019. Dispõe sobre a escolha e o registro de candidatos para as eleições. Diário da Justiça Eletrônico do Tribunal Superior Eleitoral, Brasília, DF, n. 249, p. 109-125, 27 dez. 2019. Available at: http://www.tse.jus.br/legislacao/compilada/res/2019/resolucao-no-23-609-de-18-de-dezembro-de-2019. Accessed: 11th June 2020.

VASCONCELLOS, J. L. Antroponímia portuguesa: tratado comparativo da origem, significação, classificação, e vida do conjunto dos nomes próprios, sobrenomes, e apelidos, usados por nós desde a Idade Média até hoje. Lisboa: Imprensa Nacional, 1928.

VIEIRA, T. R. Nome e sexo: mudanças no registro civil. 2. ed. São Paulo: Atlas, 2012.

WALKOWIAK, J. B. Personal name policy: from theory to practice. Poznań: Wydział Neofilologii UAM, 2016. Available at: http://hdl.handle.net/10593/17416. Accessed: 29th November 2020. DOI https://doi.org/10.14746/9788394601720

Court decisions

DISTRITO FEDERAL. Tribunal Regional Eleitoral. Registro de Candidatura 940-73. Candidata: Rejane Soares dos Anjos, cargo Deputado Federal. Relatora: Maria de Fátima Rafael de Aguiar. Brasília - DF, Acórdão nº 6003, de 20 ago. 2014. Publicado em sessão nos termos do art. 57, §3º da Resolução 23.405 - TSE. Available at: http://www.tre-df.jus.br/jurisprudencia/pesquisa-de-jurisprudencia/jurisprudencia. Accessed: 5th June 2020.

MINAS GERAIS. Tribunal de Justiça. Apelação cível nº 1.0702.08.439187-0/001. Apelantes: L. A. S, L. O. V. S.; L. H. S. S. Relator: Heloisa Combat. Belo Horizonte, Acórdão de 28 de abr. 2009. Tribunal de Justiça do Estado de Minas Gerais, Belo Horizonte, 5 jun. 2009. Available at: https://www5.tjmg.jus.br/jurisprudencia/pesquisaNumeroCNJEspelhoAcordao.do?numeroRegistro=1&totalLinhas=1&linhasPorPagina=10&numeroUnico=1.0702.08.439187-0%2F001&pesquisaNumeroCNJ=Pesquisar. Accessed: 12th Oct. 2020.

MINAS GERAIS. Tribunal de Justiça. Apelação cível nº 1.0431.09.048146-3/001. Apelante: C. C. S. M. R. Relator: Bitencourt Marcondes. Belo Horizonte, Acórdão de 9 dez. 2010. Tribunal de Justiça do Estado de Minas Gerais, Belo Horizonte, 14 mar. 2011. Available at: https://www5.tjmg.jus.br/jurisprudencia/pesquisaNumeroCNJEspelhoAcordao.do?numeroRegistro=1&totalLinhas=1&linhasPorPagina=10&numeroUnico=1.0431.09.048146-3%2F001&pesquisaNumeroCNJ=Pesquisar. Accessed: 12th Oct. 2020.

MINAS GERAIS. Tribunal de Justiça. Apelação cível nº 1.0702.13.033192-0/001. Apelantes: C. R.; J. R. R.; G.V.M.R. Relator: Duarte de Paula. Belo Horizonte, Acórdão de 2 out. 2014. Tribunal de Justiça do Estado de Minas Gerais, Belo Horizonte, 9 out. 2014. Available at: https://www5.tjmg.jus.br/jurisprudencia/pesquisaNumeroCNJEspelhoAcordao.do?numeroRegistro=1&totalLinhas=1&linhasPorPagina=10&numeroUnico=1.0702.13.033192-0%2F001&pesquisaNumeroCNJ=Pesquisar. Accessed: 12th Oct. 2020.

MINAS GERAIS. Tribunal de Justiça. Apelação cível nº 1.0687.14.003101-8/001. Apelante: J. S. R. Relator: Sandra Fonseca. Belo Horizonte, Acórdão de 18 de ago. 2015. Tribunal de Justiça do Estado de Minas Gerais, Belo Horizonte, 28 ago. 2015. Available at: https://www5.tjmg.jus.br/jurisprudencia/pesquisaNumeroCNJEspelhoAcordao.do?numeroRegistro=1&totalLinhas=1&linhasPorPagina=10&numeroUnico=1.0687.14.003101-8%2F001&pesquisaNumeroCNJ=Pesquisar. Accessed: 5th June 2020.

MINAS GERAIS. Tribunal de Justiça. Apelação cível nº 1.0000.18.059637-1/001. Apelante: W. R. S. Relator: Adriano de Mesquita Carneiro. Belo Horizonte, Acórdão de 20 set. 2018. Tribunal de Justiça do Estado de Minas Gerais, Belo Horizonte, 21 set. 2018. Available at: https://www5.tjmg.jus.br/jurisprudencia/pesquisaNumeroCNJEspelhoAcordao.do?numeroRegistro=1&totalLinhas=1&linhasPorPagina=10&numeroUnico=1.0000.18.059637-1%2F001&pesquisaNumeroCNJ=Pesquisar. Accessed: 5th June 2020.

MINAS GERAIS. Tribunal de Justiça. Apelação cível nº 1.0000.19.161116-9/001. Apelante: J. F. F. R. Interessado: Ministério Público - MPMG. Relator: Leite Praça. Belo Horizonte, Acórdão de 6 de fev. 2020. Tribunal de Justiça do Estado de Minas Gerais, Belo Horizonte, 14 fev. 2020a. Available at: https://www5.tjmg.jus.br/jurisprudencia/pesquisaNumeroCNJEspelhoAcordao.do?numeroRegistro=1&totalLinhas=1&linhasPorPagina=10&numeroUnico=1.0000.19.161116-9%2F001&pesquisaNumeroCNJ=Pesquisar. Accessed: 5th June 2020.

MINAS GERAIS. Tribunal de Justiça. Apelação cível nº 1.0611.18.003342-9/001. Apelante: T.R.S.P.A., F.A.A.P. e outro(a)(s). Relator: Wilson Benevides. Belo Horizonte, Acórdão de 18 de fev. 2020. Tribunal de Justiça do Estado de Minas Gerais, Belo Horizonte, 2 mar. 2020b. Available at: https://www5.tjmg.jus.br/jurisprudencia/pesquisaNumeroCNJEspelhoAcordao.do?numeroRegistro=1&totalLinhas=1&linhasPorPagina=10&numeroUnico=1.0611.18.003342-9%2F001&pesquisaNumeroCNJ=Pesquisar. Accessed: 5th June 2020.

MINAS GERAIS. Tribunal de Justiça. Apelação cível nº 1.0000.20.000568-4/001. Apelante: K. P. N. I. Relator: Versiani Penna. Belo Horizonte, Acórdão de 23 de abr. 2020. Tribunal de Justiça do Estado de Minas Gerais, Belo Horizonte, 30 abr. 2020c. Available at: https://www5.tjmg.jus.br/jurisprudencia/pesquisaNumeroCNJEspelhoAcordao.do?numeroRegistro=1&totalLinhas=1&linhasPorPagina=10&numeroUnico=1.0000.20.000568-4%2F001&pesquisaNumeroCNJ=Pesquisar. Accessed: 5th June 2020.

Publicado

01.12.2020

Como Citar

AMARAL, E. T. R. Interface Onomástica e Direito: contribuições para os estudos da antroponímia brasileira. Domínios de Lingu@gem, Uberlândia, v. 15, n. 2, p. 446–473, 2020. DOI: 10.14393/DL46-v15n2a2021-7. Disponível em: https://seer.ufu.br/index.php/dominiosdelinguagem/article/view/56675. Acesso em: 2 dez. 2022.