Choque valorativo e provocação em tiras da Mafalda

Autores

  • Erick Kader Callegaro Corrêa Universidade Franciscana
  • Ana Paula Carvalho Schmidt Universidade Federal de Santa Maria

DOI:

https://doi.org/10.14393/DL40-v14n1a2020-3

Palavras-chave:

Sistema de avaliatividade, Mafalda, Ironias, Tiras

Resumo

O presente trabalho é resultado de estudos realizados sobre o Sistema de avaliatividade de Martin e White (2005) e sua aplicação a estudos de gênero. Após seleção do gênero tira em quadrinhos, foram escolhidos exemplares de Mafalda, do autor argentino Quino. A escolha foi motivada pelas características dos textos: escassez lexical e mescla de linguagem verbal e não verbal (MENDONÇA, 2005), que contribuem para a realização do sistema avaliativo. O objetivo deste trabalho é identificar como as avaliações são realizadas, utilizando-se o aporte do Sistema da avaliatividade (MARTIN; WHITE, 2005). Para isso, foram escolhidas cinco tiras, publicadas em 2012. Primeiramente, os textos foram analisados, de acordo com os recursos léxico-gramaticais e algumas expressões idiossincráticas de cada personagem nos quais são evidenciadas características valorativas. A seguir, procurou-se delinear outras formas de avaliação, se inscritas ou evocadas. Após a análise, percebeu-se um padrão semântico-discursivo de avaliações, tanto inscritas como evocadas, que semanticamente, carregam consigo valores e crenças opostas que entram em conflito e causam humor. Como num efeito dominó, as avaliações inscritas dão origem a avaliações provocadas, nas quais o autor parece direcionar seu leitor a uma avaliação final do fenômeno cotidiano em jogo.

Downloads

Não há dados estatísticos.

Biografia do Autor

Ana Paula Carvalho Schmidt, Universidade Federal de Santa Maria

Possui graduação em Relações Internacionais pela Universidade Tuiuti do Paraná (2007) e é mestranda em Estudos Linguísticos pela Universidade Federal de Santa Maria (UFSM).

Referências

ALMEIDA, F. S. D. P. A avaliação na linguagem: os elementos de atitude no discurso do professor - um exercício em análise do discurso sistêmico-funcional. São Carlos: Pedro & João Editores, 2010.

BAKHTIN, M. Os gêneros do discurso. In: BAKHTIN, M. Estética da criação verbal. São Paulo: Martins Fontes, 2003, p. 261-306.

BRAIT, B. Ironia em perspectiva polifônica. Campinas, São Paulo: Editora da Unicamp, 1996.

CABRAL, S. R. S. A mídia e o presidente: um julgamento com base na teoria da valoração. 2007. 249 f. Tese (Doutorado em Letras. Estudos Linguísticos) – Universidade Federal de Santa Maria, Santa Maria, 2007.

CLUBE da Mafalda. Disponível em: http://clubedamafalda.blogspot.com. Acesso em 29 mar. 2019.

DUARTE, L. P. Conferência de abertura “Ironia, humor e fingimento literário”. In: XXVI SENAPULLI, 1994, Campinas. Anais do XXVI SENAPULLI - Humor e ironia na literatura. Campinas, 1994. p. 9-16.

FAIRCLOUGH, N. Analysing discourse: textual analysis for social research. Londres: Routledge, 2003. DOI https://doi.org/10.4324/9780203697078.

HALLIDAY, M. A. K.; MATTHIESSEN, C. An introduction to functional grammar. 3. ed. Nova Iorque: Hodder Education, 2004.

LAVADO, J. S. Todo Mafalda. Barcelona: Editorial Lumen S.A., 1992.

MARTIN, J. R.; ROSE, D. Working with discourse: meaning beyond the clause. Londres/Nova Iorque: Continuum, 2007.

MARTIN, J.; WHITE, P. R. R. The language of evaluation: appraisal in English. Nova Iorque: Palgrave, 2005. DOI https://doi.org/10.1057/9780230511910.

MENDONÇA, M. R. de S. Um gênero quadro a quadro: a história em quadrinhos. In: DIONISIO, A. P.; MACHADO, A. R.; BEZERRA, M. A. Gêneros textuais & ensino. Rio de Janeiro: Lucerna, 2005. p. 194-207.

MOYA, A. de. História da história em quadrinhos. 2. ed. São Paulo: Editora Brasiliense, 1993.

PARTINGTON, A. Irony and reversal of evaluation. Journal of Pragmatics, v. 39, n. 9, p. 1547-1569, 2007. DOI https://doi.org/10.1016/j.pragma.2007.04.009

PREDEBON, N. R. C. Do entretenimento à crítica: letramento multimodal crítico no livro didático de inglês com base em gêneros dos quadrinhos. 2015. 241 f. Tese (Doutorado em Letras. Estudos Linguísticos) – Universidade Federal de Santa Maria, Santa Maria, 2015.

VIVAN, E. G. S. Interação e discurso: uma visão da linguística sistêmico-funcional. In: FERNANDEZ, D.; GHIO, E. El discurso en español y portugués: estudios desde una perspectiva sistémico-funcional. Santa Fe: Centro de Publicaciones de la Universidad Nacional del Litoral, 2010, p. 231-269.

WHITE, P. R. R. Appraisal: an overview. [2010]. Disponível em: http://www.grammatics.com/appraisal/appraisalguide/unframed/appraisal-overview.htm.

Downloads

Publicado

11.02.2020

Como Citar

CORRÊA, E. K. C.; SCHMIDT, A. P. C. Choque valorativo e provocação em tiras da Mafalda. Domínios de Lingu@gem, Uberlândia, v. 14, n. 1, p. 65–84, 2020. DOI: 10.14393/DL40-v14n1a2020-3. Disponível em: https://seer.ufu.br/index.php/dominiosdelinguagem/article/view/47602. Acesso em: 7 dez. 2022.