Do capitalismo produtivo ao capitalismo financeiro

construção da coerência em testemunhos neopentecostais de prosperidade

Autores

  • Alexandre Florêncio dos Santos Pontifícia Universidade Católica do Rio de Janeiro
  • Liana de Andrade Biar Pontifícia Universidade católica do Rio de Janeiro (PUC-Rio)

DOI:

https://doi.org/10.14393/DL33-v12n1a2018-4

Palavras-chave:

Teologia da Prosperidade, Análise de Narrativa, Sistema de coerência

Resumo

O objeto desta investigação são os testemunhos – narrativas públicas de história de vida – de pessoas alinhadas à Teologia da Prosperidade. Um conjunto de narrativas performadas em programas evangélicos de 6 igrejas neopentecostais foi analisado qualitativa e interpretativamente com base em uma perspectiva discursiva informada pela Análise de Narrativa. Os resultados descrevem padrões formais desses testemunhos baseando-se no modelo laboviano, e destaca que frequentemente tais narrativas apresentam uma sequência recorrente de ações: um estado inicial de dificuldades financeiras leva o narrador a um investimento que se converte em retorno material. A sequência e as relações de causa e efeito construídas em tais narrativas conduzem à interpretação de que, na base dessas construções, encontra-se um sistema de crenças constituído por versões simplificadas dos princípios do capitalismo financeiro contemporâneo.

Downloads

Não há dados estatísticos.

Biografia do Autor

Alexandre Florêncio dos Santos, Pontifícia Universidade Católica do Rio de Janeiro

Mestre em Estudos da Linguagem pela PUC-Rio; Doutorando em Estudos da Linguagem pela PUC-Rio.

Liana de Andrade Biar, Pontifícia Universidade católica do Rio de Janeiro (PUC-Rio)

Doutora em Estudos da Linguagem eProfessora do Programa de Pòs-Graduação em Estudos da Linguagem da PUC-Rio.

Referências

ARAÚJO, H. R. Uma análise da possibilidade da existência de um sistema teológico caracteristicamente brasileiro. Tese (Ph.D.) - Trinity Theological Seminary and College of the Bible, 2013.

BAKHTIN, M. Estética da criação verbal. 4. ed. São Paulo: Martins Fontes, 2003.

BASTOS, L. C.; BIAR, L. A. Análise de Narrativas e Práticas de entendimento da vida social. DELTA, São Paulo, v. 31, n. spe, p. 97-126, ago. 2015.

BASTOS, L. C.; BIAR, L. A . Quando entretenimento e política se encaixam: enquadres e estruturas de participação no talk show. ReVEL, vol. 7, n.13, 2009. [www.revel.inf.br].

BASTOS, L. C.; FABRÍCIO, B. F. Narrativas e identidade de grupo: a memória como garantia do “nós” perante o “outro”. In: PEREIRA, M. G. D.; BASTOS, C. R. P.; PEREIRA, T. C. (Orgs.). Discursos socioculturais em interação: Interfaces entre a narrativa, a conversação e a argumentação: navegando nos contextos da escola, saúde, empresa, mídia, política e migração. Rio de Janeiro: Garamond, 2009, p. 39-66.

BOURDIEU, P. O poder simbólico. Tradução Fernando Tomaz. Rio de Janeiro: Bertrand Brasil, 1989.

BRUNER, J. Atos de significação. Porto Alegre: Artes Médicas, 1997. p. 39-64.

DENZIN, N. K.; LINCOLN, Y. O planejamento da Pesquisa Qualitativa: teorias e abordagens. Porto Alegre: ARTMED, 2006.

FAUSTO NETO, A. Nada tira, nada envolve, nada completa: Leituras em recepção do discurso midiático religioso. Revista Famecos - Mídia, Cultura e Tecnologia, v. 15, n. 36, Porto Alegre: ago de 2008.

FIGUEREDO FILHO, V. Coronelismo Eletrônico Evangélico. Rio de Janeiro: Publit, 2010.

GARCEZ, P. M.; BULLA, G. S.; LODER, L. L. Práticas de pesquisa microetnográfica: geração, segmentação e transcrição de dados audiovisuais como procedimentos analíticos plenos. DELTA [online]. 2014, vol. 30, n. 2, p. 257-288. https://doi.org/10.1590/0102-445078307364908145

GEORGAKOPOULOU, A. Narrative Performances: a study of modern greek storytelling. Amsterdam-Philadelphia: John Benjamins, 1997. https://doi.org/10.1075/pbns.46

HARVEY, D. Os limites do capital. São Paulo: Boitempo, 2013.

LABOV, W.; WALETZKY, J. Narrative analysis. In: HELM, J. (Ed.). Essays on the Verbal and Visual Arts. Seattle: U. of Washington Press, 1967.

LABOV, W. The transformation of experience in narrative syntax. In: Language in the inner city. Philadelphia: University of PA Press, 1972.

LINDE, C. Life stories. The creation of coherence. New York: Oxford University Press, 1993.

LONGACRE, R. E. A spectrum and profile approach to discourse analysis. In: Text - Interdisciplinary Journal for the Study of Discourse 1(4), January 1981. https://doi.org/10.1515/text.1.1981.1.4.337

MARIANO, R. Os Neopentecostais e a teologia da prosperidade. Novos Estudos. CEBRAP. nr. 44, março de 1996. p. 24-44.

MORAIS, E. E. Religiosidade contemporânea: aproximações entre o neopentecostalismo e o neoliberalismo. Dissertação (Mestrado em Ciências Sociais), Centro de Letras e Ciências Humanas, Universidade Estadual de Londrina, Londrina, 2013.

NELSON, C.; TREICHLER, P. A.; GROSSBERG, L. Cultural Studies: An Introduction. New York. Routledge, 1992 (pp. 1-16)

PIERATT, A. B. O Evangelho da Prosperidade: análise e resposta. Tradução Robinson Malkomes. São Paulo: Ed. Vida Nova, 1993.

SIEPIERSKI, P. D.; GIL, B. M. (Org.) Religião no Brasil: Enfoques, dinâmicas e abordagens. 2a. ed. Paulinas, 2007 (Coleção estudos ABHR).

SOUSA, B. O. A Teologia da Prosperidade e a redefinição do protestantismo brasileiro: uma abordagem à luz da análise do discurso. Revista Brasileira de História das Religiões. ANPUH, ano IV, n. 11, Setembro 2011.

THOMPSON, J. B. A mídia e a modernidade: uma teoria social da mídia. Tradução Wagner de Oliveira Brandão. Petrópolis: Vozes, 2011.

WEBER, M. A ética protestante e o “espírito” do capitalismo. Tradução José Marcos Mariani de Macedo. São Paulo, Companhia das Letras, 2004 [1920].

Downloads

Publicado

29.03.2018

Como Citar

DOS SANTOS, A. F.; BIAR, L. de A. Do capitalismo produtivo ao capitalismo financeiro: construção da coerência em testemunhos neopentecostais de prosperidade. Domínios de Lingu@gem, Uberlândia, v. 12, n. 1, p. 92–120, 2018. DOI: 10.14393/DL33-v12n1a2018-4. Disponível em: https://seer.ufu.br/index.php/dominiosdelinguagem/article/view/38599. Acesso em: 24 maio. 2024.