Revisão textual-interativa

aspectos teórico-metodológicos

Autores

  • Renilson José Menegassi Universidade Estadual de Maringá
  • Denise Moreira Gasparotto Instituto Federal Catarinense - Campus Videira

DOI:

https://doi.org/10.14393/DL23-v10n3a2016-13

Palavras-chave:

Revisão textual interativa, Reescrita, Formação docente

Resumo

Neste estudo, discutimos acerca do trabalho docente de revisão de textos, enfocando a abordagem textual-interativa de revisão, proposta por Ruiz (2010). Dada a pertinência e a abrangência da proposta dessa autora, apresentamos alternativas metodológicas de trabalho em situação de ensino, isto é, apresentamos e analisamos estratégias específicas de revisão textual-interativa: apontamento, questionamento e comentário, considerando-as como diferenciadas. Cientes da demanda de estudos voltados ao professor sobre o trabalho com a escrita em sala de aula, objetivamos oferecer subsídios metodológicos que colaborem e orientem a prática docente na revisão e reescrita de textos. A análise apontou a efetividade das propostas apresentadas ao se considerar aspectos do contexto imediato e mais amplo, como: objetivo da revisão, gênero discursivo produzido, aspecto do gênero enfocado e nível de escolaridade do aluno.

Downloads

Não há dados estatísticos.

Biografia do Autor

Denise Moreira Gasparotto, Instituto Federal Catarinense - Campus Videira

Mestre em Letras pela Universidade Estadual de Maringá

Referências

BAKHTIN, M. Estética da criação verbal. 4. ed., São Paulo, Martins Fontes, 2009.

BAKHTIN, M. M. Marxismo e Filosofia da Linguagem. 12. ed. São Paulo: Hucitec, 2010.

CHRISTENSON, T. A. Supporting struggling writers in the elementary classroom. Newark, DE: International Reading Association, 2002.

COSTA-VAL, M. G. et al. Avaliação do texto escolar: professor-leitor/ aluno-autor. Belo Horizonte: Autêntica Editora, 2009.

FIAD, R. S.; MAYRINK-SABINSON, M. L. T. A escrita como trabalho. In: MARTINS, M. H. (Org.) Questões de linguagem. São Paulo: Contexto, 1991, p. 55-62.

GASPAROTTO, D. M., MENEGASSI, R. J. Modos de participação do professor na revisão e reescrita textual no Ensino Médio. In: 2º CIELLI - Colóquio Internacional de Estudos Linguísticos e Literários & 5º CELLI - Colóquio de Estudos Linguísticos e literários, 2012, Maringá. Anais 2º CIELLI - Colóquio Internacional de Estudos Linguísticos e Literários & 5º CELLI - Colóquio de Estudos Linguísticos e literários, 2012a.v. 2. p. 1-12.

______ . Modos de participação do professor na reescrita de alunos: enfoque na análise linguística. In: Círculo de Estudos Linguísticos do Sul, 2012, Cascavel. Anais do X encontro do CELSUL, 2012b, v. 10.

_______. A mediação do professor na revisão e reescrita de textos de aluno de Ensino Médio. Revista Calidoscópio, v. 11, n. 1: p. 29-43, 2013a. http://dx.doi.org/10.4013/cld.2013.111.04

_______ . Orientações teórico-práticas na revisão textual docente com o gênero discursivo narrativa de terror. Anais do Congresso Nacional de Linguagens em Interação, 2013, Maringá. Anais do IV CONALI, 2013b.

GERALDI, J. W. Da redação à produção de textos. In: GERALDI, J. W.; CITELLI, B. (orgs.) Aprender e ensinar com textos de alunos. Vol. I. São Paulo: Cortez, 2001, p. 17-23.

HAYES, J. R.; FLOWER, L. S. Identifying the organization of writing process. In: GREGG, L. W.; STEINBERG, E. R. (Orgs.). Cognitive processes in writing. New Jersey: Lawrence Erlbaum, 1980. p.3-30.

LEAL, L. de F. V. A formação do produtor de texto escrito na escola: uma análise das relações entre os processos interlocutivos e os processos de ensino. In: M. das G. Costa Val (org.) Reflexões sobre práticas escolares de produção de texto. Belo Horizonte: Autêntica/CEALE/FaE/UFMG, 2003, p. 53-67.

MENEGASSI, R. J. Da revisão à reescrita de textos: operações e níveis linguísticos na construção do texto. 1998. Tese (Doutorado). Assis-SP: Universidade Estadual Paulista - Faculdade de Ciências e Letras de Assis, 1998.

MENEGASSI, R. J. Comentários de revisão na reescrita de textos: componentes básicos. Trabalhos em Linguística Aplicada, Campinas: n 35,p. 84-93, 2000.

______. O processo de produção textual. In: SANTOS, A. R.; GREGO, E. A.; GUIMARÃES, T. B. (Org.). A produção textual e o ensino. Maringá, PR: Eduem, 2010, p. 75-102.

______. A revisão de textos na formação docente inicial. In: GONÇALVES, A. V.; BAZARIM, M. Interação, gêneros e letramento: a (re)escrita em foco. 2. ed. Campinas: Pontes, 2013, p. 105-131.

MENEGASSI, R. J., GASPAROTTO, D. M. Revisão e reescrita em documentos oficiais: conceitos e orientações metodológicas. Revista Signum, v 17. n 2. p 166-192. 2014. http://dx.doi.org/10.5433/2237-4876.2014v17n2p166

MOTERANI, N. G. A reescrita de textos nas 7ª e 8ª séries do ensino fundamental: caracterização de aspectos linguístico-discursivos. Dissertação (Mestrado em Letras), Universidade Estadual de Maringá, Maringá, 2012.

NASCIMENTO, C. L. Os bilhetes orientadores da reescrita e a aprendizagem do gênero relatório de experiência. In: GONÇALVES, A. V.; BAZARIM, M. Interação, gêneros e letramento: a (re)escrita em foco. 2. ed. Campinas: Pontes, 2013.

RUIZ, E. D. Como corrigir redações na escola.2 ed.São Paulo, Contexto, 2010.

SERAFINI, M. T. Como escrever textos. Trad. Maria Augusta de Matos; Adap. Ana Maria Marcondes Garcia. 12. ed., São Paulo, Globo, 2004.

SERCUNDES, M. M. I. Ensinando a escrever: as práticas em sala de aula. In: GERALDI, J. W.; CITELLI, B. (Coord.). Aprender e ensinar com textos de alunos. São Paulo: Cortez, 2011, p. 75-97.

Downloads

Publicado

26-08-2016

Como Citar

MENEGASSI, R. J.; GASPAROTTO, D. M. Revisão textual-interativa: aspectos teórico-metodológicos. Domínios de Lingu@gem, [S. l.], v. 10, n. 3, p. 1019–1045, 2016. DOI: 10.14393/DL23-v10n3a2016-13. Disponível em: https://seer.ufu.br/index.php/dominiosdelinguagem/article/view/33021. Acesso em: 13 ago. 2022.

Artigos mais lidos pelo mesmo(s) autor(es)