Concepções diferenciadas sobre o trabalho do professor de Língua Portuguesa: algumas reflexões

Autores

  • Ana Cecilia Gonçalves Universidade Federal da Fronteira Sul

DOI:

https://doi.org/10.14393/DL20-v9n4a2015-6

Palavras-chave:

linguagem, trabalho docente, língua portuguesa

Resumo

Este artigo tem como objetivo refletir sobre questões relacionadas ao trabalho docente, em especial, sobre o trabalho do professor de Língua Portuguesa. Nesse sentido, apresentam-se, primeiramente, considerações a respeito de pesquisas sobre o trabalho docente a partir do viés do interacionismo sociodiscursivo. Em seguida, é construído um quadro histórico a respeito da constituição da disciplina Língua Portuguesa (LP) e da caracterização do professor da área. Por fim, analisa-se a relação existente entre a linguagem e o trabalho docente, expressa em textos introdutórios de manuais didáticos, pertencentes a dois momentos distintos do ensino de LP: um período que vai até a década de 60, marcado por atividades calcadas em bases tradicionais; e o início da década de 80, período agitado por movimentos cruciais que interferiram veementemente no contexto de ensino de português, como o processo de democratização da escola e o surgimento das propostas de reformulação de ensino na área. Com isso, busca-se evidenciar a existência de concepções diferenciadas sobre o trabalho do "professor de português" atreladas a diferentes momentos da história do ensino da disciplina. 

Downloads

Não há dados estatísticos.

Downloads

Publicado

30-12-2015

Como Citar

GONÇALVES, A. C. Concepções diferenciadas sobre o trabalho do professor de Língua Portuguesa: algumas reflexões. Domínios de Lingu@gem, [S. l.], v. 9, n. 4, p. 127–151, 2015. DOI: 10.14393/DL20-v9n4a2015-6. Disponível em: https://seer.ufu.br/index.php/dominiosdelinguagem/article/view/31255. Acesso em: 24 maio. 2022.

Artigos Semelhantes

1 2 > >> 

Você também pode iniciar uma pesquisa avançada por similaridade para este artigo.