A heterocorreção heteroiniciada no Discurso Parlamentar: a elaboração de faces em destaque

Autores

  • Maria Rodrigues de Oliveira Pontifícia Universidade Católica de São Paulo Câmara Municipal de Guarulhos

DOI:

https://doi.org/10.14393/DLE-v9n5a2015-20

Palavras-chave:

Discurso Parlamentar, Heterocorreção heteroiniciada, Linguagem polticamente correta, Elaboração de faces.

Resumo

Este artigo trata da heterocorreção heteroiniciada no Discurso Parlamentar e suas implicações para a elaboração de faces de pessoas presentes ou ausentes no cenário discursivo. Com os objetivos de analisar trechos de discursos parlamentares proferidos na Câmara dos Deputados que contenham sequências reveladoras de cortesia/descortesia que incluam amostras de heterocorreções heteroiniciadas e verificar o papel dessas heterocorreções nesses trechos com foco nos aspectos relativos às faces dos envolvidos na interação, o artigo fundamenta-se em trabalhos de estudiosos da Linguística Textual, da Análise da Conversação, da Sociolinguística Interacional, do Regimento Interno da Câmara dos Deputados e de outros textos relacionados ao assunto. Organizado em duas partes, alem das considerações iniciais e das considerações finais, apresenta, na primeira parte, considerações teóricas sobre texto e contexto tendo em vista o Discurso Parlamentar e sobre os temas da linguagem politicamente correta e da heterocorreção heteroiniciada; na segunda parte, encontra-se o corpus, sua análise e os resultados obtidos.

Downloads

Não há dados estatísticos.

Biografia do Autor

Maria Rodrigues de Oliveira, Pontifícia Universidade Católica de São Paulo Câmara Municipal de Guarulhos

Área de atuação: Língua Portuguesa (oralidade e escrita); discurso parlamentar; retextualização.

Especialista em Língua Portuguesa pela Pontifícia Universidade Católica de São Paulo - Monografia: Do oral para o escrito: um ofício do Taquígrafo Parlamentar;

Mestra em Língua Portuguesa pela Pontifícia Universidade Católica de São Paulo - Dissertação: Discurso parlamentar Estratégias de retextualização;

Doutoranda em Língua Portuguesa pela Pontifícia Universidade de São Paulo - Pesquisa em andamento sobre as correções no discurso parlamentar, com foco nas heterocorreções que visam ao salvamento de faces no texto retextualizado.

Taquígrafa encarregada do Serviço de Taquigrafia da Câmara Municipal de Guarulhos (concursada para o cargo de Encarregada do Serviço de Taquigrafia em 2002). Implantou, em 2002, o Serviço de Taquigrafia na CMG, responsável pela transcrição de eventos como sessões ordinárias, sessões extraordinárias, sessões solenes e audiências públicas. Coodena os serviços, acompanha os eventos diretamente no plenário, ou por dispositivos digitais, e monta as atas dos eventos acompanhados. Faz leitura críticas das retextualizações, por amostragem, já que não há condições de revisão total dos documentos produzidos.

Em caráter particular, revisão de dissertações e teses.

 

Downloads

Publicado

28.08.2015

Como Citar

OLIVEIRA, M. R. de. A heterocorreção heteroiniciada no Discurso Parlamentar: a elaboração de faces em destaque. Domínios de Lingu@gem, Uberlândia, v. 9, n. 5, p. 389–409, 2015. DOI: 10.14393/DLE-v9n5a2015-20. Disponível em: https://seer.ufu.br/index.php/dominiosdelinguagem/article/view/29257. Acesso em: 5 dez. 2022.

Edição

Seção

Artigos