A relação entre as crenças verbalizadas e depreendidas das ações do professor de Língua Inglesa no que tange ao ensino mediado pelas novas tecnologias

Autores

  • Kássia Gonçalves Arantes Escola de Educação Básica/UFU

DOI:

https://doi.org/10.14393/DL13-v6n2a2012-4

Palavras-chave:

Ensino de línguas, Crenças, Novas Tecnologias.

Resumo

O objetivo deste trabalho é investigar a relação entre o dizer e o fazer do professor, no que tange à influência das novas tecnologias no ensino e aprendizagem de língua inglesa, bem como identificar os fatores que se articulam para o estabelecimento dessa relação. Para tanto, fazemos o confronto entre as crenças manifestadas no dizer do professor e as crenças depreendidas de seu fazer. Inserida numa perspectiva predominantemente qualitativa de cunho interpretativista, a pesquisa adota uma abordagem contextual de investigação de crenças de professores. O trabalho é fundamentado teoricamente em estudos que abordam as crenças de professores, o papel das novas tecnologias nos processos de ensino e aprendizagem de língua estrangeria, e a relação entre o professor reflexivo e a utilização das novas tecnologias. Os principais resultados encontrados apontam predominantemente para uma relação de dissonância entre o dizer e o fazer dos professores, e os fatores articuladores dessa relação se enquadram em quatro classes, a saber: fatores contextuais, experienciais, cognitivos e afetivos.

Downloads

Não há dados estatísticos.

Biografia do Autor

Kássia Gonçalves Arantes, Escola de Educação Básica/UFU

Professora de Língua Inglesa da Escola de Educação Básica da Universidade Federal de Uberlândia. Mestre em Linguística pela mesma instituição.

Downloads

Publicado

21-12-2012

Como Citar

ARANTES, K. G. A relação entre as crenças verbalizadas e depreendidas das ações do professor de Língua Inglesa no que tange ao ensino mediado pelas novas tecnologias. Domínios de Lingu@gem, [S. l.], v. 6, n. 2, p. 41–71, 2012. DOI: 10.14393/DL13-v6n2a2012-4. Disponível em: https://seer.ufu.br/index.php/dominiosdelinguagem/article/view/18289. Acesso em: 6 jul. 2022.