Relações familiares na propriedade rural e a permanência do jovem na atividade leiteira

Autores

DOI:

https://doi.org/10.14393/RCT174414

Resumo

A sucessão familiar, ou a falta dela, tem sido tema recorrente no debate sobre o desenvolvimento do meio rural. Muitos filhos de agricultores migram para cidade para estudar e trabalhar e não voltam para dar continuidade à atividade de suas famílias. Assim, o processo sucessório é um tema complexo e dinâmico e que precisa ser discutido sob diferentes contextos. Este estudo tem como objetivo analisar as relações familiares na propriedade rural e a permanência do jovem na atividade leiteira. Como metodologia foi realizada uma pesquisa exploratória, bibliográfica e descritiva, com coleta de dados estruturados qualitativos e quantitativos. Fizeram parte da pesquisa 82 jovens produtores rurais, com idade entre quinze a trinta anos, solteiros, residentes nas unidades de produção rural juntamente com a família, abrangendo 34 Municípios no Rio Grande do Sul. De modo geral, o estudo observou que as famílias são menores e com menos filhos, mesmo assim mais da metade delas tem no mínimo dois sucessores, dentre estes a maioria tem intenção de permanecer no empreendimento da família e como fatores que podem contribuir para a permanência, destacaram-se principalmente, a renda e a convivência familiar.

Downloads

Não há dados estatísticos.

Biografia do Autor

Larissa de Souza Zambiasi, Universidade de Cruz Alta

Mestre em Desenvolvimento Rural pela Universidade de Cruz Alta.

Claudia Maria Prudêncio de Mera, Universidade de Cruz Alta

Docente e pesqusiadora da Universidade de Cruz Alta

Doutora em Desenvolvimento Rural

Domingos Benedetti Rodrigues, Universidade de Cruz Alta

Pós-Doutorando em Direito na Universidade Regional Integrada do Alto Uruguai e das Missões - URI Campus de Santo Ângelo - RS. Doutor em Educação nas Ciências - Direito pela Universidade Regional Integrada do Noroeste do Estado do Rio Grande do Sul - UNIJUI. Mestre em Direitos Sociais e Políticas Públicas pela Universidade de Santa Cruz do Sul - UNISC. Graduado em Ciências Jurídicas e Sociais pela Faculdade de Direito de Santo Ângelo - FADISA. Graduado no curso de Licenciatura para o Magistério em Artes Práticas - Habilitação em Técnicas Agrícolas pela Universidade de Ijuí - UNIJUÍ. Na Universidade de Cruz Alta - RS é Professor do Mestrado Profissional em Desenvolvimento Rural e do Curso de Direito. Professor convidado nas Especializações em Direito Ambiental, Educação Ambiental, Biologia da Conservação e Desenvolvimento Sustentável e membro integrante do Grupo de Pesquisas Jurídicas - GPJUR do curso de Direito da UNICRUZ. Pesquisador em temas nacionais e internacionais ligados a sua área de formação. 

Downloads

Publicado

20-05-2022

Como Citar

DE SOUZA ZAMBIASI, L.; MERA, C. M. P. de; BENEDETTI RODRIGUES, D. Relações familiares na propriedade rural e a permanência do jovem na atividade leiteira. Revista Campo-Território, Uberlândia, v. 17, n. 44 Abr., p. 324–339, 2022. DOI: 10.14393/RCT174414. Disponível em: https://seer.ufu.br/index.php/campoterritorio/article/view/62785. Acesso em: 20 jul. 2024.

Edição

Seção

Artigos