O Modo de organização enunciativo no conto “O homem dos sonhos”, de Mário de Sá-Carneiro

Autores

  • Francisca Jaqueline Ferreira de Oliveira UFPI

DOI:

https://doi.org/10.14393/AM-v19n1-2022-65014

Palavras-chave:

Modo de organização enunciativo;, “O homem dos sonhos”;, Teoria semiolinguística.

Resumo

O presente trabalho consiste em um recorte de pesquisa de Iniciação Científica realizada na UFPI, cujo objetivo principal foi analisar a configuração do discurso literário no conto “O homem dos sonhos”, do escritor português Mário de Sá-Carneiro. Desse modo, no presente artigo busca-se analisar a organização enunciativa do conto “O homem dos sonhos” Para tanto, como base teórica utilizamos a Teoria Semiolinguística de  Charaudeau (2019). Vale ressaltar que esse trabalho resulta de uma pesquisa qualitativa e interpretativa que teve como corpus o conto já mencionado que foi publicado em 1913 na revista “A Águia”.  Os resultados obtidos revelam que o modo de organização enunciativo é usado pelo personagem homem dos sonhos com o objetivo de convencer seu interlocutor que a vida humana é monótona e sem muitas variações e mostrar como a vida onírica vivida por ele é bem mais interessante. Dessa maneira, conclui-se que as análises do modo de organização enunciativo  ajudam a perceber como se deu a construção discursiva desse conto da literatura portuguesa.

Downloads

Não há dados estatísticos.

Referências

CANDIDO, A. O direito à literatura in CANDIDO, Antonio. Vários escritos, v. 4, p. 170, 2011.

CASTELO BRANCO, Luis Felipe da Silva. O Piauí na teia dos discursos: os imaginários sociodiscursivos na ficção de Fontes Ibiapina. In: MOURA, João Benvindo de; ROCHA, Max Silva da. Semiolinguística e Retórica: interfaces. Teresina: Editora Pathos, 2021. Disponível em: http://editorapathos.com.br/semiolinguistica-e-retorica-interfaces/ Acesso em: 10 out. 2021.

CHARAUDEAU, Patrick. Linguagem e discurso: modos de organização. São Paulo: Editora Contexto, 2019.

FIORIN, José Luiz. Introdução à linguística–I Objetos teóricos. 6ª Edição. São Paulo: Contexto, 2010.

MOISÉS, Massaud. A literatura portuguesa. 37. ed. São Paulo. Cultrix, 2013.

MOURA, João Benvindo de; ASSUNÇÃO, Érica Patrícia Barros. A construção de sentidos no discurso literário: a paratopia numa perspectiva de interface. Letras em Revista (PPGL/UESPI), v. 8, p. 437-450, 2018. Disponível em: https://ojs.uespi.br/index.php/ler/article/view/41. Acesso em: 16 mai. 2021.

MOURA, João Benvindo de; VIEIRA, José Magno de Sousa. Paratopia: o discurso acerca do sujeito niilista alojado no subsolo de Dostoiévski. Revista de Letras Norte@mentos (PPGL/UNEMAT), v. 11, p. 192-205, 2018. Disponível em: http://sinop.unemat.br/projetos/revista/index.php/norteamentos/article/view/2627. Acesso em: 23 mai. 2021.

OLIVEIRA, Francisca Jaqueline Ferreira de. Uma análise semiolinguística do conto “O homem dos sonhos”, de Mário de Sá-Carneiro. In: MOURA, João Benvindo de; ROCHA, Max Silva da. Semiolinguística e Retórica: interfaces. Teresina: Editora Pathos, 2021. Disponível em: http://editorapathos.com.br/semiolinguistica-e-retorica-interfaces/ Acesso em: 10 out. 2021.

SÁ-CARNEIRO, Mário. Céu em fogo. Lisboa: Bibliotrônica Portuguesa, 2015.

SOUZA, Iara Silva de. A construção argumentativa e os discursos produzidos no conto “Intestino grosso”, de Rubem Fonseca. Revista Form@re - Parfor/UFPI, v. 8, n. 2, 2020. Disponível em: https://revistas.ufpi.br/index.php/parfor/article/view/10538. Acesso em: 10 jun.2021.

Downloads

Publicado

15.11.2022