A padronização dos nomes geográficos das indicações geográficas brasileiras: uma breve discussão

Conteúdo do artigo principal

Graciosa Rainha Moreira
Lúcia Regina Rangel de Moraes Valente Fernandes

Resumo

Este artigo apresenta uma breve discussão sobre a padronização dos nomes geográficos das indicações geográficas brasileiras. O objetivo foi alcançado por meio de uma metodologia de base descritiva e explicativa. A revisão bibliográfica abrangeu os termos indicação geográfica, nome geográfico e padronização de nomes geográficos. Além disso, foram realizadas consultas aos sites do INPI, do IBGE e ao Banco de Nomes Geográficos do Brasil. Assim, verificou-se que no Brasil existem nomes duplicados para municípios, que os nomes geográficos sofrem alterações ortográficas, que os nomes de municípios e vilas podem ser alterados por uma lei estadual e que as indicações geográficas com grafias que diferem das grafias oficiais dos nomes geográficos a que se referem podem dificultar a busca de informações nas bases de dados oficiais e o cruzamento de dados para análises estatísticas. Logo, a padronização dos nomes geográficos das indicações geográficas é uma questão que precisa de uma reflexão mais aprofundada, especialmente porque integra duas subáreas de conhecimento que são pouco exploradas e debatidas no Brasil: nome geográfico e indicação geográfica.

Downloads

Não há dados estatísticos.

Métricas

Carregando Métricas ...

Detalhes do artigo

Como Citar
MOREIRA, G. R.; FERNANDES, L. R. R. de M. V. A padronização dos nomes geográficos das indicações geográficas brasileiras: uma breve discussão. Revista Brasileira de Cartografia, [S. l.], v. 70, n. 2, p. 665–695, 2018. DOI: 10.14393/rbcv70n2-45402. Disponível em: https://seer.ufu.br/index.php/revistabrasileiracartografia/article/view/45402. Acesso em: 28 maio. 2022.
Seção
Artigos Originais

Artigos mais lidos pelo mesmo(s) autor(es)