USO DA CARTOGRAFIA HISTÓRICA E DO SIG PARA A RECONSTITUIÇÃO DOS CAMINHOS DA ESTRADA REAL

Conteúdo do artigo principal

Glauco Umbelino
Rodrigo Carvalho
Américo Antunes

Resumo

A partir do uso da cartografia histórica e de técnicas de geoprocessamento, foi desenvolvida uma metodologia que permitiu a reconstituição cartográfica dos caminhos da Estrada Real, fundamentais para a ocupação territorial mineira. Para isso, foram cruzadas as informações existentes em um mapa produzido em 1778 pelo militar português José Joaquim da Rocha, com as informações georeferenciadas de remanescentes de calçamentos, pontes e registros do século XVIII.

Downloads

Não há dados estatísticos.

Métricas

Carregando Métricas ...

Detalhes do artigo

Como Citar
UMBELINO, G.; CARVALHO, R.; ANTUNES, A. USO DA CARTOGRAFIA HISTÓRICA E DO SIG PARA A RECONSTITUIÇÃO DOS CAMINHOS DA ESTRADA REAL. Revista Brasileira de Cartografia, [S. l.], v. 61, n. 1, 2009. DOI: 10.14393/rbcv61n1-44855. Disponível em: https://seer.ufu.br/index.php/revistabrasileiracartografia/article/view/44855. Acesso em: 5 dez. 2022.
Seção
Artigos
Biografia do Autor

Glauco Umbelino, UFMG - Universidade Federal de Minas Gerais

Faculdade de Ciências Econômicas - Cedeplar

Rodrigo Carvalho, UFMG - Universidade Federal de Minas Gerais

Instituto de Geociëncias - IGC

Américo Antunes, Stratégia Jornalismo e Propaganda

Stratégia Jornalismo e Propaganda