DETERMINAÇÃO DOS AFASTAMENTOS (OFFSETS) ENTRE SENSORES NUMA EMBARCAÇÃO HIDROGRÁFICA

Conteúdo do artigo principal

Nassau de Nogueira Nardez
Cláudia Pereira Krueger
Adriano Vieira de Souza
Quintino Dalmolin

Resumo

O conhecimento dos afastamentos entre os sensores instalados em um navio hidrográfico é de extrema importância quando se almeja a determinação correta da profundidade e da sua posição planimétrica (latitude e longitude). Para obter esses valores é necessário o estabelecimento de um sistema cartesiano local, definido e materializado no dique seco. Através de técnicas topográficas é possível transferir as coordenadas do referencial local para a embarcação. Esta pesquisa contribui para o estabelecimento de uma metodologia visando à determinação dos afastamentos de sensores do navio, tais como sensor GPS/DGPS, sensor inercial, sensor de giro entre outros, em relação ao sistema de coordenadas local e depurar as suas qualidades, por meio de testes estatísticos e do ajuste de observações por mínimos quadrados. No final, a matriz de coordenadas finais é rotacionada e transladada para o ponto de referência do navio. As medições foram realizadas no Navio Hidrográfico Brasileiro Sirius, que estava atracado no dique Almirante Brasil do Complexo Naval da Ilha do Mocanguê, Niterói, RJ. A metodologia é adequada para determinar as distâncias entre os sensores auxiliares, em relação ao ponto de referência da embarcação, e estas devem ser aplicadas para melhorar a qualidade dos levantamentos hidrográficos.

Downloads

Não há dados estatísticos.

Métricas

Carregando Métricas ...

Detalhes do artigo

Como Citar
NARDEZ, N. de N.; KRUEGER, C. P.; DE SOUZA, A. V.; DALMOLIN, Q. DETERMINAÇÃO DOS AFASTAMENTOS (OFFSETS) ENTRE SENSORES NUMA EMBARCAÇÃO HIDROGRÁFICA. Revista Brasileira de Cartografia, [S. l.], v. 68, n. 5, 2016. DOI: 10.14393/rbcv68n5-44432. Disponível em: https://seer.ufu.br/index.php/revistabrasileiracartografia/article/view/44432. Acesso em: 4 dez. 2022.
Seção
Artigos
Biografia do Autor

Nassau de Nogueira Nardez, Universidade Federal do Paraná

Universidade Federal do Paraná, Departamento de Geomática, Laboratório de Geodésia Celeste e Hidrografia. Programa de Pós-Graduação em Ciências Geodésicas

Cláudia Pereira Krueger, Universidade Federal do Paraná

Universidade Federal do Paraná, Departamento de Geomática, Laboratório de Geodésia Celeste e Hidrografia. Programa de Pós-Graduação em Ciências Geodésicas

Quintino Dalmolin, Universidade Federal do Paraná

Universidade Federal do Paraná, Departamento de Geomática. Programa de Pós-Graduação em Ciências Geodésicas

Artigos mais lidos pelo mesmo(s) autor(es)

1 2 > >>