POTENCIAL DAS IMAGENS MULTIPOLARIZADAS DO SATÉLITE ALOS/PALSAR NA DISCRIMINAÇÃO DE COBERTURA VEGETAL DO BIOMA PANTANAL: ESTUDO DE CASO NA REGIÃO DO MÉDIO TAQUARI, MS

Conteúdo do artigo principal

Daniel Moraes de Freitas
Edson Eyji Sano
Rodrigo Antônio de Souza

Resumo

O Médio Taquari, MS, corresponde a uma região situada em áreas de terra firme do bioma Pantanal, apresenta fitofisionomias típicas do bioma Cerrado e possui importantes tributários que contribuem para o alagamento periódico do Pantanal propriamente dito. O objetivo do presente trabalho é analisar o potencial das imagens de radar de abertura sintética para discriminar as diferentes classes de cobertura de terras representativas da região do Médio Taquari. Foram analisadas imagens do sensor PALSAR (banda L, polarizações HH, HV e VV) de 11 de junho de 2009. Essas imagens foram convertidas para coeficiente de retroespalhamento e analisadas por meio dos seguintes tratamentos estatísticos: análise multivariada discriminante, teste de Kruskal-Wallis, teste ad hoc de distância e análise de correlação de Spearman. As seguintes classes de cobertura vegetal natural e antrópica foram consideradas: Floresta Estacional Semidecidual Aluvial (Fa); Savana Florestada (Sd); Savana Arborizada (Sa); Savana Gramíneo-Lenhosa (Sg); e Pastagens Cultivadas (Ap). Os resultados mostraram que é possível separar os alvos presentes na área de estudo em quaisquer das três polarizações consideradas. A única exceção ficou por conta da separação entre Sg e Ap. A polarização VV apresentou melhor desempenho, dentre as três analisadas nesse estudo. Diferença entre os retroespalhamentos provenientes da Fa e Ap ou Sg (respectivamente, os alvos com maiores e menores retroespalhamentos), foi da ordem de 4 dB a 6 dB, dependendo da polarização.

Downloads

Não há dados estatísticos.

Métricas

Carregando Métricas ...

Detalhes do artigo

Como Citar
FREITAS, D. M. de; SANO, E. E.; SOUZA, R. A. de. POTENCIAL DAS IMAGENS MULTIPOLARIZADAS DO SATÉLITE ALOS/PALSAR NA DISCRIMINAÇÃO DE COBERTURA VEGETAL DO BIOMA PANTANAL: ESTUDO DE CASO NA REGIÃO DO MÉDIO TAQUARI, MS. Revista Brasileira de Cartografia, [S. l.], v. 66, n. 2, 2014. DOI: 10.14393/rbcv66n2-43907. Disponível em: https://seer.ufu.br/index.php/revistabrasileiracartografia/article/view/43907. Acesso em: 4 mar. 2024.
Seção
Artigos
Biografia do Autor

Daniel Moraes de Freitas, Universidade de Brasília

Universidade de Brasília

Edson Eyji Sano, Empresa Brasileira de Pesquisa Agropecuária

Empresa Brasileira de Pesquisa Agropecuária

Rodrigo Antônio de Souza, Instituto Brasileiro de Meio Ambiente e Recursos Naturais Renováveis

Instituto Brasileiro de Meio Ambiente e Recursos Naturais Renováveis

Artigos mais lidos pelo mesmo(s) autor(es)