Centro e margem dos discursos sobre sustentabilidade: da ecologia linguística ao ecossistema social

Autores

  • Cláudio Márcio do Carmo Universidade Federal de São João del-Rei

DOI:

https://doi.org/10.14393/LL60-v30n2a2014-21

Palavras-chave:

Linguística de Corpus. Análise Crítica do Discurso. Ecologia Linguística. Ecossistema Social. Sustentabilidade

Resumo

Conforme Kennedy (1998), ecologia linguística é uma das quatro áreas de trabalho em Linguística de Corpus, ocupando-se da análise de padrões lexicais de que um determinado item faz parte, tendo como objetivo descrever sentidos a que um item se associa, em quais estruturas ele aparece e qual correlação existe entre seu uso e o sentido a ele atribuído. A partir disso, procura-se ter acesso a seu valor na organização do texto. Tendo esse pressuposto como base, trabalhando na interface entre estudos de corpora, Linguistica Sistêmico-Funcional e Análise Crítica do Discurso, pretende-se analisar o item sustentabilidade em um corpus de pequena dimensão (SINCLAIR, 2001) de textos coletados na internet, para procurar entender o que é central tematicamente e o que margeia os discursos a ele associados, com foco no entendimento do ecossistema social (LEMKE, 2003). Entendemos, apoiando-nos em Martin (1992) e Eggins (1994), que as relações lexicais são relevantes para a compreensão de fenômenos linguísticos e, em Willians (1976), que existem itens culturalmente relevantes. Mas essa relevância também é produzida sócio-historicamente, logo, por consequência disso, hoje se tornando relevante especialmente por causa do processo de globalização, em que novos (ou a recontextualização/rearticulação de velhos) discursos passaram a ter maior alcance devido às novas temporalidades e espacialidades permitidas pelas novas tecnologias de informação. Descrevendo a ecologia do item sustentabilidade, procuramos adentrar na organização social que cerca o tema no contexto global.

Downloads

Não há dados estatísticos.

Biografia do Autor

Cláudio Márcio do Carmo, Universidade Federal de São João del-Rei

Professor Adjunto de Linguística e Língua Portuguesa do Departamento de Letras, Artes e Cultura da Universidade Federal de São João del-Rei, onde também atua no Mestrado em Letras, na linha Discurso e Representação Social.

Downloads

Publicado

2014-12-18

Como Citar

DO CARMO, C. M. Centro e margem dos discursos sobre sustentabilidade: da ecologia linguística ao ecossistema social. Letras & Letras, [S. l.], v. 30, n. 2, p. 431–451, 2014. DOI: 10.14393/LL60-v30n2a2014-21. Disponível em: https://seer.ufu.br/index.php/letraseletras/article/view/28304. Acesso em: 29 nov. 2022.