O estudo de fraseologismos na tradução

uma metodologia baseada em corpus

Autores

DOI:

https://doi.org/10.14393/DL45-v15n1a2021-3

Palavras-chave:

Fraseologia, Metáforas, Linguística de Corpus, Estudos da Tradução baseados em corpus

Resumo

Este artigo propõe uma discussão acerca de uma atividade didática desenvolvida por meio da abordagem teórico-metodológica da Fraseologia e dos Estudos da Tradução Baseados em Corpus que visa ser aplicada em uma sala de aula composta por aprendizes de Tradução. O objetivo é que os alunos possam conscientizar-se da interface entre essas duas áreas de estudos linguísticos que se conectam. Nesse sentido, os alunos devem usar o corpus de referência iWeb®, a fim de identificar o aspecto metafórico de determinados fraseologismos, para que possam aplicar os conhecimentos em sua prática tradutória. Para isso, o artigo se apoia nos Estudos da Tradução baseado em Corpora, (BAKER, 1993, 1996; BOWKER, 1998; BOWKER; PEARSON, 2002; TAGNIN, 2015; BERBER SARDINHA, 2002; ZANETTIN, BERNARDINI; STEWART, 2003 2002, 2011) e também na Fraseologia (BEVILACQUA, 2005; ROCHA; ORENHA-OTTAIANO; AMADEU-SABINO, 2018), entre outros autores que também contribuíram para a fundamentação deste trabalho.

Downloads

Não há dados estatísticos.

Biografia do Autor

Luana Aparecida Nazzi Laranja, Instituto de Biociências, Letras e Ciências Exatas - Unesp/ IBILCE

Mestranda em Estudos Linguísticos pela Universidade Estadual Paulista Júlio de Mesquita Filho - UNESP/Ibilce. Atualmente atua como professora de Língua Inglesa no Centro Cultural América S/S Ltda (Fernandópolis-SP).

Milena de Paula Molinari, Instituto de Biociências, Letras e Ciências Exatas - UNESP/ Ibilce

Atualmente, desenvolve pesquisa em nível de Doutorado (2018-2022), junto ao Programa de Pós-Graduação em Estudos Linguísticos, pela Unesp/São José do Rio Preto.

Adriane Orenha Ottaiano, Instituto de Biociências, Letras e Ciências Exatas - Unesp/ IBILCE

Doutorado em Estudos Linguísticos, pela UNESP.  É Professora Assistente Doutora do Departamento de Letras Modernas, da Universidade Júlio de Mesquita Filho, Câmpus de São José do Rio Preto.

Referências

BAKER, M. Corpus linguistics and translation studies: implications and application. In: BAKER, M.; FRANCIS, G.; TOGNINI-BONELLI, E. (ed.) Text and Technology: In honour of John Sinclair. Amsterdam/Philadelphia: John Benjamins Publishing CO, 1993. p. 233-250. DOI https://doi.org/10.1075/z.64

BAKER, M. Corpus-based translation studies: the challenges that lie ahead. In: SOMERS, H. (ed.). Terminology, LSP and Translation Studies in language engineering, in honour of Juan C. Sager. Amsterdam/Philadelphia: John Benjamins, 1996. p. 175-186. DOI https://doi.org/10.1075/btl.18.17bak

BAKER, M. The role of corpora in investigating the linguistic behaviour of professional translators. International Journal of Corpus Linguistics, 1999. DOI https://doi.org/10.1075/ijcl.4.2.05bak

BERNARDINI, S. Corpora for translator education and translation practice: achievements and challenges. In: YUSTE RODRIGO, E. (ed.). Paris: ELRA (European Language Resources Association): Proceedings of the Third International Workshop on Language Resources for Translation Work, Research & Training (LR4Trans-III), s/p, 2004.

BEVILACQUA, C. R. Fraseologia: perspectiva da língua comum e da língua especializada. Revista Língua e Literatura, Rio Grande do Sul, v. 6 e 7, n° 10/11, p. 73-86, 2004/2005.

BERBER SARDINHA, T. Análise de metáfora em corpora. Ilha do Desterro. [S.l.], n. 52, p. 167-199, oct. 2007. ISSN 2175-8026. Disponível em: https://periodicos.ufsc.br/index.php/desterro/article/view/11715. Acesso em: 22 jan. 2019. DOI https://doi.org/10.5007/%x.

BIBER, D. E. Corpus-Based and Corpus-driven Analyses of Language Variation and Use. In: The Oxford Handbook of Linguistic Analysis, 2012. Oxford University Press. DOI https://doi.org/10.1093/oxfordhb/9780199544004.013.0008

BOULTON, A. Hands-on / hands-off: Alternative approaches to data-driven learning. p. 152-168, 2012. Disponível em: https://hal.archives-ouvertes.fr/hal-00503034. Acesso em: 12 fev. 2019.

BOWKER, L.; PEARSON, J. Working with specialized language: a practical guide to using corpora. London, Routledge, 2002. p. 242. DOI https://doi.org/10.4324/9780203469255

DELFINO, M. C. N. Uso de música para o ensino de Inglês em um ambiente baseado em corpus. 2016. Dissertação (Mestrado em Linguística Aplicada e Estudos da Linguagem) – LAEL, PUC/SP, São Paulo, 2016.

DEMMEN, J. et al. A computer-assisted study of the use of violence metaphors for cancer and end of life by patients, family carers and health professionals. International Journal of Corpus Linguistics, p. 205–231, 2015. Acesso em: 22 jan. 2019. DOI https://doi.org/10.1075/ijcl.20.2.03dem

FRANKENBERG-GARCIA, A. Training translators to use corpora hands-on: challenges and reactions by a group of 13 students at a UK university. Corpora, 10/2: 351-380. DOI https://doi.org/10.3366/cor.2015.0081

JOHNS, T. Should you be persuaded. Two samples of data-driven learning materials. English Language Research Journal, p. 1-14, 1991.

KÜBLER, N; ASTON, G. Using corpora in translation. In: O'KEEFFE, A.; MCCARTHY, M. (ed.). The Routledge Handbook of Corpus Linguistics. London: Routledge, 2010. Acesso em: 15 jan. 2019.

RAMOS, L. Pode o tradutor falar? Uma análise da tradução da autobiografia de Juan Francisco Manzano no Brasil sob a ótica dos Estudos Culturais. Tradução e Diásporas Negras, Porto Alegre, n. 13, p. 251-267, 2017.

ROCHA, J. M. P.; ORENHA-OTTAIANO, A.; AMADEU-SABINO, M. As metáforas do coração nos discursos do Papa Francisco. Calidoscópio, v. 16, p. 403-411, 2018. Acesso em: 20 jan. 2020. DOI https://doi.org/10.4013/cld.2018.163.05

SABINO, M. A.; ORENHA-OTTAIANO, A.; CALDAS, A. D. D. R. As metáforas em Verdade e Coração: estudo contrastivo do léxico fraseológico a partir de um corpus paralelo. Signo. Santa Cruz do Sul, v. 44, n. 79, p. 144-155, 2019. Acesso em: 15 fev. 2020. DOI https://doi.org/10.17058/signo.v44i79.12631

SILVA, L. F.; PINTO, P. T.; DIAS, E. Atividades de compreensão oral com base em corpora de TED Talks: um estudo piloto. In: FINATTO, M. J. B.; REBECHI, R. R.; SARMENTO, S.; BOCORNY, A. E. P. (org.) Linguística de corpus: perspectivas. Porto Alegre: Instituto de Letras - UFRGS, 2018. p. 527–554.

TAGNIN, S. E. O. Corpus-driven glossaries in translator training courses. Oslo Studies in Language, v. 7, p. 359-377, 2015.

TOGNINI-BONELLI, E. Functionally complete units of meaning across English and Italian: Towards a corpus-driven approach. In: ALTENBERG; B.; GRANGER, S. (org.) Lexis in Contrast: Corpus-Based Approaches. Amsterdam: John Benjamins, 2002. DOI https://doi.org/10.1075/scl.7.07tog

TYMOCZKO, M. Computerized corpora and the future of translation studies. Meta, v. 43, n. 4, 1998. DOI https://doi.org/10.7202/004515ar

ZANETTIN, F; BERNARDINI, S; STEWART, D. Corpora in Translator Education. New York: Routledge, 2003.

ZANETTIN, F. Corpora in Translation Practice. In: Proceedings of the LREC Workshop, Language Resources for Translation Work and Research. p, 10-14, 2002.

ZANETTIN, F. Translation and corpus design. SYNAPS – A Journal of Professional Communication, no. 26, p. 14-23, 2011.

Publicado

24.04.2020

Como Citar

NAZZI LARANJA, L. A.; MOLINARI, M. de P.; ORENHA OTTAIANO, A. O estudo de fraseologismos na tradução: uma metodologia baseada em corpus. Domínios de Lingu@gem, Uberlândia, v. 15, n. 1, p. 76–100, 2020. DOI: 10.14393/DL45-v15n1a2021-3. Disponível em: https://seer.ufu.br/index.php/dominiosdelinguagem/article/view/52873. Acesso em: 5 dez. 2022.