Lexicografia Pedagógica

história e panorama em contexto brasileiro

Autores

  • Mariana Daré Vargas UNESP

DOI:

https://doi.org/10.14393/DL36-v12n4a2018-2

Palavras-chave:

Lexicografia Pedagógica, História da Lexicografia Pedagógica, Metalexicografia Pedagógica, Ensino-aprendizagem de línguas

Resumo

O objetivo deste artigo é apresentar reflexões sobre questões teóricas relacionadas à  Lexicografia Pedagógica. Resgatam-se as origens dessa disciplina, no final do século XIX e começo do século XX, quando da mudança do paradigma de ensino de línguas (MOLINA GARCÍA, 2006). Apresentam-se conceitos de Lexicografia Pedagógica atribuídos por especialistas (DUBOIS; DUBOIS, 1970; RUNDELL, 1998; HARTMANN, 2001; MOLINA GARCÍA, 2006; DURAN; XATARA, 2007; DURAN, 2008; HERNÁNDEZ, 2008; WELKER, 2008; KRIEGER, 2011; WELKER, 2011; DE SCHRYVER, 2012). Por fim, discutem-se as áreas com as quais essa ciência faz interface e propõe-se o panorama da Lexicografia Pedagógica em contexto brasileiro, proposta ampliada de Duran e Xatara (2007), da qual fazem parte, além de aluno(a), professor(a), lexicógrafo(a) e editor(a), o Governo Federal e as publicações especializadas.

Downloads

Não há dados estatísticos.

Biografia do Autor

Mariana Daré Vargas, UNESP

Doutoranda no Programa de Linguística e Língua Portuguesa, da Universidade Estadual Paulista "Júlio de Mesquita Filho" (UNESP), campus de Araraquara-SP. Bolsista da FAPESP (Fundação de Amparo à Pesquisa do Estado de São Paulo).

Referências

DE GRANDI, L. Uso do dicionário no ensino de língua espanhola: proposta de Guia teórico-metodológico para professores. 2014. Dissertação (Mestrado em Linguística e Língua Portuguesa) – Faculdade de Ciências e Letras, Universidade Estadual Paulista “Júlio de Mesquita Filho”, Araraquara, 2014.

DE SCHRYVER, G.-M. Trends in twenty-five years of Academic Lexicography. International Journal of Lexicography, v. 25, n. 4, p. 464-506, 2012. DOI: https://doi.org/10.1093/ijl/ecs030

DUBOIS, J.; DUBOIS, C. Introduction à la lexicographie: le dictionnaire. Paris: Larousse, 1971.

DURAN, M. S. Parâmetros para a elaboração de dicionários bilíngues de apoio à codificação escrita em línguas estrangeiras. 2008. Tese (Doutorado) – Instituto de Biociências, Letras e Ciências Exatas, Universidade Estadual Paulista “Júlio de Mesquita Filho”, São José do Rio Preto, 2008.

DURAN, M. S.; XATARA, C. M. Lexicografia Pedagógica: atores e interfaces. Delta: Documentação de Estudos em Linguística Teórica e Aplicada, São Paulo, 2007.

GOUWS, R. H. Theoretical Lexicography and the International Journal of Lexicography. International Journal of Lexicography, v. 25, n. 4, p. 450-463, 2012. DOI: https://doi.org/10.1093/ijl/ecs028

HARTMANN, R. R. K. Teaching and researching Lexicography. England: Pearson Education Limited, 2001.

HARTMANN, R. R. K. Theory and practice in dictionary-making. In: Lexicography: principles and practice. HARTMANN, R. R. K. (org.). London: Academic Press, 1983. p. 3-12.

HERNÁNDEZ, H. Retos de la Lexicografía Didáctica. In: EL DICCIONARIO COMO PUENTE ENTRE LAS LENGUAS Y CULTURAS DEL MUNDO, 2008, Alicante. Actas del II Congreso Internacional de Lexicografía Hispánica. Alicante: Biblioteca Virtual Miguel de Cervantes, 2008. p. 22-32. Disponível em: http://descargas.cervantesvirtual.com/servlet/SirveObras/03692741069236462977857/031297.pdf?incr=1. Acesso em: 26 fev. 2018.

HUMBLÉ, P. A new model for a foreign language learners’ dictionary. 1997. Tese (Doutorado em Letras). Universidade Federal de Santa Catarina, Florianópolis, 1997.

KRIEGER, M. da G. Políticas públicas e dicionários para escola: o Programa Nacional do Livro Didático e seu impacto sobre a lexicografia didática. Cadernos de Tradução, Florianópolis, v. 18, p. 235-252, 2006.

KRIEGER, M. da G. Questões de lexicografia pedagógica. In: XATARA, C.; BEVILACQUA, C. R.; HUMBLÉ, P. R. M. (org.). Dicionários na teoria e na prática: como e para quem são feitos. São Paulo: Parábola Editorial, 2011. p. 103-113.

MOLINA GARCÍA, D. Fraseología bilingüe: un enfoque lexicográfico-pedagógico. Granada: Comares, 2006.

RANGEL, E. de O. Dicionários escolares e políticas públicas em educação: a relevância da “proposta lexicográfica”. In: CARVALHO, O. L. de S.; BAGNO, M. (org.). Dicionários escolares: políticas, formas & usos. São Paulo: Parábola Editorial, 2011. p. 37-60.

RUNDELL, M. Recent Trends in English Pedagogical Lexicography. International Journal of Lexicography, v. 11, n. 4, p. 315-342, 1998. DOI: https://doi.org/10.1093/ijl/11.4.315

WELKER, H. A. Panorama geral da lexicografia pedagógica. Brasília: Thesaurus, 2008a.

WELKER, H. A. Lexicografia pedagógica: definições, história, peculiaridades. In: XATARA, C.; BEVILACQUA, C. R.; HUMBLÉ, P. R. M. (org.). Lexicografia Pedagógica: pesquisas e perspectivas. Florianópolis: UFSC, 2008b. p. 9-45.

WELKER, H. A. Questões de lexicografia pedagógica. In: XATARA, C.; BEVILACQUA, C. R.; HUMBLÉ, P. R. M. (org.). Dicionários na teoria e na prática: como e para quem são feitos. São Paulo: Parábola Editorial, 2011. p. 103-113.

Downloads

Publicado

19-01-2019

Como Citar

DARÉ VARGAS, M. Lexicografia Pedagógica: história e panorama em contexto brasileiro. Domínios de Lingu@gem, [S. l.], v. 12, n. 4, p. 1934–1949, 2019. DOI: 10.14393/DL36-v12n4a2018-2. Disponível em: https://seer.ufu.br/index.php/dominiosdelinguagem/article/view/41472. Acesso em: 17 ago. 2022.