O meme como gênero discursivo nativo do meio digital

principais características e análise preliminar

Autores

  • Christiane Guerra Centro Universitário Ritter dos Reis (Uniritter).
  • Mariana Giacomini Botta Centro Universitário Ritter dos Reis (Uniritter)

DOI:

https://doi.org/10.14393/DL35-v12n3a2018-17

Palavras-chave:

Gênero discursivo, Gêneros digitais, Meme, Redes sociais, Enunciação

Resumo

A grande popularidade dos sites de redes sociais trouxe consigo a emergência de novos gêneros discursivos, nativos do meio digital. Esse é o caso do meme, cada vez mais presente nas comunicações on-line. Neste trabalho é apresentado um breve panorama do surgimento do conceito e dos memes na internet, que serve como base para a análise dessa nova forma de interação entre indivíduos. Com o objetivo de fazer um levantamento das principais características do meme como gênero discursivo, esta pesquisa se apoia em conceitos de Bakhtin e em algumas ideias de Charaudeau, Moirand, Marcuschi e Fiorin. Sobre a concepção de meme, foram consultadas obras de Dawkins, Recuero e Martino. Os resultados mostram que o meme tem a finalidade de manifestar posicionamento ou comentário sobre algum acontecimento, de modo leve e bem-humorado. Além disso, entende-se que a referência ao fato que motivou a criação do meme é fundamental no que diz respeito à fidelidade da cópia e pode ser mantida tanto nos elementos visuais quanto nos verbais.

Downloads

Não há dados estatísticos.

Biografia do Autor

Christiane Guerra, Centro Universitário Ritter dos Reis (Uniritter).

Mestre em Letras pelo Centro Universitário Ritter dos Reis (Uniritter) e Doutoranda em Letras pelo Centro Universitário Ritter dos reis.

Mariana Giacomini Botta, Centro Universitário Ritter dos Reis (Uniritter)

Doutora em Linguística e língua portuguesa; Professora do Centro Universitário Ritter dos Reis (UniRitter)

Referências

AZEVEDO, T. Confira os 10 melhores memes da “Senhora?” que fugiu da Globo. In: Vix (site). Disponível em: http://www.batanga.com.br/2072/confira-os-10-melhores-Memes-da-senhora-que-fugiu-da-globo. Acesso em 29 jan 2017.

BAKHTIN, M. Estética da Criação Verbal. São Paulo: Martins Fontes, 1997.

BAKHTIN, M. Questões de literatura e de estética - A Teoria do Romance. São Paulo: Hucitec/AnnaBlume, 2002.

BAKHTIN, M. Marxismo e a Filosofia da Linguagem. São Paulo: Hucitec, 2006.

CHARAUDEAU, P. Discurso das mídias. São Paulo: Contexto, 2010.

CLARK, K.; HOLQUIST, M. Rebelais e seu mundo. In: Mikhail Bakhtin. São Paulo: Perspectiva, 1998.

DAWKINS, R. O gene egoísta. São Paulo: EDUSP, 1979.

FIORIN, J. L. Interdiscursividade e intertextualidade. Bakhtin: outros conceitos-chave. São Paulo: Contexto, p. 161-193, 2006.

LÉVY, P. Cibercultura. São Paulo: Editora 34, 1999.

MARCUSCHI, L. A. Gêneros textuais: definição e funcionalidade. In: DIONISIO, A. P.; MACHADO, A. R.; BEZERRA, M. A. Gêneros textuais e ensino. Rio de Janeiro: Lucerna, 2002.

MARTINO, L. M. Teoria das mídias digitais: linguagens, ambientes, redes. São Paulo: Vozes, 2015.

MOIRAND, S. Le dialogisme, entre problématiques énonciatives et théories discursives. In: Cahiers de praxématique. Aspects du dialogisme. Montpellier: Presses universitaires de la Méditerranée, 2004, n. 43, p. 189-220.

MOIRAND, S. Les discours de la presse quotidienne: observer, analyser, comprendre. Paris: PUF, 2007.

MUSEU do meme. Disponível em: http://www.museudeMemes.com.br/sermons/senhora/. Acesso em: 30 jan 2017.

ON sizzle. Disponível em: https://onsizzle.com/i/e-verdade-que-a-senhora-ficou-vendo-series-cuando-tinha-1091287. Acesso em: 30 jan 2017.

PENSE digital. Disponível em: http://pensedigital.com.br/2015-o-ano-que-a-internet-bombou-de-hits/. Acesso em: 30 jan 2017.

PORTAL BRASIL. Disponível em: http://www.brasil.gov.br/ciencia-e-tecnologia/2016/09/pesquisa-revela-que-mais-de-100-milhoes-de-brasileiros-acessam-a-internet. Acesso em: 29 jan 2017.

RECUERO, R. Memes em weblogs: proposta de uma taxonomia. In: Revista da Famecos. Porto Alegre: PUCRS, 2007, v. 14, n. 32. Disponível em: http://revistaseletronicas.pucrs.br/ojs/index.php/revistafamecos/article/view/3411. Acesso em: 28 set 2017.

______. Redes sociais na internet. Porto Alegre: Sulina, 2009.

Downloads

Publicado

21-09-2018

Como Citar

GUERRA, C.; GIACOMINI BOTTA, M. O meme como gênero discursivo nativo do meio digital: principais características e análise preliminar. Domínios de Lingu@gem, [S. l.], v. 12, n. 3, p. 1859–1877, 2018. DOI: 10.14393/DL35-v12n3a2018-17. Disponível em: https://seer.ufu.br/index.php/dominiosdelinguagem/article/view/40639. Acesso em: 11 ago. 2022.