Macro e microestruturas de dicionários escolares português-inglês/ inglês-português

Autores

  • Regiani Aparecida Santos Zacarias UNESP- FCL/Assis

DOI:

https://doi.org/10.14393/DL33-v12n1a2018-17

Palavras-chave:

Lexicografia, Dicionário bilíngue escolar, Dicionário pedagógico, Macroestrutura, Microestrutura

Resumo

RESUMO: A Lexicografia tem se preocupado com a necessidade de propor dicionários que forneçam as informações de que os consulentes precisam, privilegiando as estratégias de consulta que realizam. O objetivo deste trabalho é apresentar uma análise da macro e microestrutura de dois dicionários Bilíngues Escolares Inglês/Português - Português/Inglês, considerando-os não apenas como instrumentos de consulta, mas também como ferramentas pedagógicas de grande valor para a construção do conhecimento da língua-alvo. Escolhemos como objeto de estudo os dicionários Longman Dicionário Escolar para estudantes brasileiros (LDE) e o Dicionário Oxford Escolar (DOE). Estes dicionários buscam atender aos aprendizes brasileiros de inglês como língua estrangeira, por meio de algumas inovações em suas arquiteturas e na apresentação das informações de seus verbetes. Ao longo deste artigo, apresentaremos algumas considerações genéricas sobre os dicionários e, em especial, sobre os dicionários bilíngues. Apresentaremos aspectos inovadores, que ressaltam o comprometimento destas obras com o ensino e a aprendizagem da língua inglesa. Em seguida, destacaremos alguns detalhes da macroestrutura e da microestrutura dos dicionários bilíngues escolares inglês/ português-português/inglês mencionados, os quais, em sua essência, visam a facilitar a busca dos usuários-aprendizes a título de exemplificação. Concluiremos o trabalho apresentando argumentos que evidenciam que, embora os dicionários estejam adequando-se ao propósito pedagógico; o uso dos dicionários bilíngues escolares no processo de ensino e aprendizagem de LE deve ser incentivado e orientado pelos professores.

Downloads

Não há dados estatísticos.

Biografia do Autor

Regiani Aparecida Santos Zacarias, UNESP- FCL/Assis

Regiani A. S. Zacarias é docente do Departamento de Letras Modernas da Faculdade de Ciências e Letras UNESP/Assis. Possui Graduação em Letras Inglês/Português, Mestrado em Letras (UNESP) e Doutorado em Estudos da Linguagem (UEL). Desenvolve pesquisas em Linguística Aplicada: ELT, EMI, TESOL, PFL e Lexicografia Pedagógica Bilingue.

Referências

ATKINS, B. T. Monolingual and bilingual learners’ dictionaries: a comparison. Dictionaries, lexicography and language learning – ELT Document, Oxford, n. 120, p. 15-24, 1985.

ASSIRATI, E. T. Uma análise crítica de dicionários escolares bilíngues inglês/português-português/inglês adotados no Brasil e o ensino de língua inglesa nas escolas brasileiras. Tese (Doutorado em Linguística e Língua Portuguesa). Araraquara: UNESP, 2002.

BÉJOINT, H. The foreign student’s use of monolingual English dictionaries: a study of language needs and reference skills. Applied Linguistics, Oxford, v. II, n. 3 Autumn, p. 207-222, 1981. https://doi.org/10.1093/applin/II.3.207

BIDERMAN, M. T. C. Glossário. Alfa Revista de Linguística, São Paulo, v.28 (supl.), p: 135-144, 1984.

COHEN, A. D. Strategies in learning and using a second language. Harlow, Essex: Longman, 1998.

DURAN, M. S. Dicionários Bilíngues pedagógicos: reflexões, análise e propostas. Dissertação (Mestrado em Estudos Linguísticos). Universidade Estadual Júlio de Mesquita Filho, São José do Rio Preto. 2004.

HARTMANN, R. R. K. Interlingual Lexicography (Lexicografica Series Mayor). Tubingen: Max Niemeyer Verlag, n.133, 2007.

HÖFLING, C. Traçando um perfil de usuários de dicionários – estudantes de Letras com Habilitação em Língua Inglesa: um novo olhar sobre dicionários para aprendizes e a formação de um usuário autônomo. Tese (Doutorado em Linguística e Língua portuguesa). Universidade estadual paulista Júlio de Mesquita Filho, Araraquara. 2006.

HUMBLÉ, P. Dictionaries and Language Learners. Frankfurt: Haag + Herchen, 2001.

ILSON, R. Introduction. Dictionaries, lexicography and language learning – ELT Document, Oxford, n. 120, p. 1-6, 1985.

KNIGHT, S. Dictionary Use While Reading: The Effects on Comprehension and Vocabulary Acquisition for Students of Different Verbal Abilities, The Modern Language Journal, n°78, 1994.

MIRANDA, F. B. O que é macroestrutura no dicionário de línguas? As Ciências do Léxico, vol. III, p. 261-272, Campo Grande, 2007.

REY-DEBOVE, J. Étude linguistique et sémiotique dês dictionaires français contemporains. La Haya-París, Mouton, 1971. https://doi.org/10.1515/9783111323459

ROSSNER, R. The Learner as Lexicographer: using dictionaries in second language learning. Dictionaries, lexicography and language learning – ELT Document, Oxford, n. 120, p. 95-102, 1985.

TARP, S. The foundations of a theory of learner’s dictionaries. Lexicographica, n.25, p. 156-168. 2009. https://doi.org/10.1515/9783484605787.155

SCHMITZ, J. R. A problemática dos dicionários bilíngues. As Ciências do Léxico, p. 161-170, Campo Grande, 2001.

______. Dicionários para aprendizes (Learner’s Dictionaries) e o ensino de línguas. Trabalhos em Linguística Aplicada, Campinas, n.16, p.47-53, 1990.

______. Suggestions for improving bilingual dictionaries of English and Portuguese. In: Encontro Nacional de Professores Universitários de Língua Inglesa, n.V, 1983, PUC – SP. Anais V ENPULI. São Paulo: Ed. PUC-SP, vol. II, p. 384-400, 1984.

TARP, S. Lexicografia de aprendizaje. Cadernos de Tradução. Florianópolis: UFSC, 2006.

TOMASZCZYK, J. Dictionaries: users and uses. In: Glottodidactica 12, p. 103-119. 1979.

______. On bilingual dictionaries. The case for bilingual dictionaries for foreign language learners. In: Hartmann, R.R.K. Lexicography: principles and practice. London: Academic Press, 1983.

TOSQUE, P. O dicionário bilíngue como ferramenta de ensino e aprendizagem de uma língua estrangeira. Trabalhos de Linguística Aplicada. Campinas, n. 40, p. 101-114, Jul./Dez.2002.

WELKER, H. A. Dicionários – Uma pequena introdução à lexicografia. Brasília, DF, Thesaurus, 2004.

______. Pesquisando o uso dos dicionários. Linguagem e Ensino, Pelotas, v.9, n.2, p. 223-243, jul./dez.2006.

WERNER, R. Alguns elementos de una teoria del diccionario bilíngue. In: Cicle de Conferencies 95-96. Lexic, corpus i diccionaris. Institut Universitari de Linguística Aplicada – Universitat Pompeu Fabra. Barcelona, 1997.

______. El diccionario bilingue y la enseñanza del español como lengua extranjera. Signum: Estudos da Linguagem, Londrina, n 9, vo1, p. 205-238, jun. 2006.

ZACARIAS, R. A. S. Dicionário e Ensino de Línguas: Estudo das Estratégias de Uso dos Dicionários por Aprendizes Brasileiros de Inglês como Língua Estrangeira. (Dissertação de Mestrado em Letras) – FCL, UNESP, Assis. 1997

ZGUSTA, L. Lexicography Then and Now: Selected essays. Lexicographica Series Maior, vol.129. Tübingen: Max Niemeyer Verlag, 2006. https://doi.org/10.1515/9783110924459

Downloads

Publicado

29-03-2018

Como Citar

ZACARIAS, R. A. S. Macro e microestruturas de dicionários escolares português-inglês/ inglês-português. Domínios de Lingu@gem, [S. l.], v. 12, n. 1, p. 492–525, 2018. DOI: 10.14393/DL33-v12n1a2018-17. Disponível em: https://seer.ufu.br/index.php/dominiosdelinguagem/article/view/38627. Acesso em: 18 maio. 2022.

Artigos mais lidos pelo mesmo(s) autor(es)