Indícios de efeito retroativo no ensino de Língua Portuguesa a partir do Novo Exame Nacional do Ensino Médio

Autores

  • Lívia Zanier Gomes IFTM/UFU
  • Maria Inês Vasconcelos Felice

DOI:

https://doi.org/10.14393/DL28-v11n1a2017-11

Palavras-chave:

Efeito retroativo, Novo Enem, Língua Portuguesa

Resumo

Este artigo traz resultados de uma pesquisa de mestrado que investigou se o Novo Exame Nacional do Ensino Médio tem gerado efeito retroativo em aulas de Língua Portuguesa do Ensino Médio. Embasa-se teoricamente em Chapelle (1999) e Scaramucci (2011) na conceituação de validade e em Alderson e Wall (1992) e Scaramucci (2004) na conceituação de Efeito Retroativo. A análise interpretativista dos instrumentos foi realizada à luz da metodologia da Análise de Conteúdo, estabelecida por Bardin (2010). Como resultados, percebeu-se que o efeito retroativo manifesta-se nas escolas negativamente e que a ideia de senso-comum de que as escolas particulares adaptam-se mais rapidamente e até mais eficientemente à mudança não se comprovou cientificamente.

Downloads

Não há dados estatísticos.

Biografia do Autor

Lívia Zanier Gomes, IFTM/UFU

Doutoranda em Estudos Linguísticos e Mestre em Estudos Linguísticos pelo Programa de Pós Graduação em Estudos Linguísticos da Universidade Federal do Triângulo Mineiro. Professora efetiva (DE) do Instituto Federal do Triângulo Mineiro

Referências

ALDERSON, J. C.; WALL, D. Does washback exist? Working Paper Series 11. CRILE, Lancaster University Republicado em Applied Linguistics 14, p. 115-129, 1993.

BAKHTIN, M. Estética da criação verbal. 2. ed. São Paulo: Martins Fontes, 1997.

BARDIN, L. Análise de Conteúdo. Lisboa: Edições 70, 2010 Linguistics, 19. p. 254-272.

BRONCKART, J. P. Atividade de linguagem, textos e discursos: por um interacionismo sociodiscursivo. São Paulo: EDUC, 2003.

BURROWS, C. Washback in classroom-based assessment: a study of the washback effect in the Australian adult migrant English program. In: Em Cheng, L., Watanabe, Y; Curtis, A. Washback in Language Testing – Research Contexts and Methods. Lawrence Erlbaum Associates, New Jersey, 2004. p. 113-128.

CHAPELLE, C. A. Validity in language assessment. Annual Review of Applied, 1999.

FAZENDA, I. C. A. (Org.) Didática e interdisciplinaridade. Campinas: Papirus, 1998.

GOMES, L. L. Z; FELICE, M. I. V. Um estudo a partir das questões de língua portuguesa de provas do novo Enem. Revista L@el em (dis-)curso, v. 6, n. 2, 2014.

HUGHES, A. Testing for language teachers. Cambridge: Cambridge University Press, 1989.

INEP. Matriz de Referência para o ENEM 2009. Brasília, s/d. Disponível em: <http://www.enem.inep.gov.br> Acesso em: 27 set. 09.

LI, Y. A preparação de candidatos chineses para o exame CELPE-Bras: aprendendo o que significa "uso da linguagem". Dissertação de mestrado. Programa de Pós Graduação em Letras, IL, UFRGS.

MCNAMARA, T. Language Testing. Oxford: Oxford University Press, 2000.

PEÑA, M. D. J. Interdisciplinaridade: questão de atitude. In: FAZENDA, I. (Org.) Práticas interdisciplinares na escola. São Paulo, Cortez, 2005. pp.57-64

PESSÔA, A. R. O efeito retroativo de um exame de seleção no ensino de inglês. Trabalhos em Lingüística Aplicada, Campinas, v. 43, n. 2, p. 287-305, Jul./Dez. 2004.

PIRES, M. F. C. Multidisciplinaridade, interdisciplinaridade e transdisciplinaridade no ensino. Interface (Botucatu) [online]. 1998, v. 2, n. 2, p. 173-182. https://doi.org/10.1590/S1414-32831998000100010

RETORTA, M. S. Efeito retroativo do vestibular da Universidade Federal do Paraná no ensino de língua inglesa em nível médio no Paraná: uma investigação em escolas públicas, particulares e cursos pré-vestibulares. Sínteses, vol. 13. Unicamp: 2008. Disponível em <http://www.iel.unicamp.br/revista/index.php/sinteses/article/ viewFile/835/586>. Acesso em 30 set 2010.

SCARAMUCCI, M. V. R. Vestibular e ensino de língua estrangeira (Inglês) na escola pública. Trabalhos em Lingüística Aplicada, 34, p. 7-20, Departamento de Lingüística Aplicada, Unicamp. 1999.

______. Efeito retroativo da avaliação no ensino/aprendizagem de línguas: o estado da arte. Trabalhos em Lingüística Aplicada, v. 43, n. 2, 2004. p. 203-226. https://doi.org/10.1590/S0103-18132004000200002

______. Validade e conseqüências sociais das avaliações em contextos de ensino de línguas. Arena. Vol. 2. Ano 2011. p. 103-120

Downloads

Publicado

27-12-2016

Como Citar

GOMES, L. Z.; FELICE, M. I. V. Indícios de efeito retroativo no ensino de Língua Portuguesa a partir do Novo Exame Nacional do Ensino Médio. Domínios de Lingu@gem, [S. l.], v. 11, n. 1, p. 208–232, 2016. DOI: 10.14393/DL28-v11n1a2017-11. Disponível em: https://seer.ufu.br/index.php/dominiosdelinguagem/article/view/32308. Acesso em: 26 maio. 2022.