Manuais de ensino de lingua portuguesa na Província da Bahia no século XIX

Autores

  • Emília Helena Portella Monteiro de Souza Universidade Federal da Bahia

DOI:

https://doi.org/10.14393/DL20-v9n4a2015-3

Palavras-chave:

Manuais didáticos. Gramáticas. Ensino. Século XIX. Bahia

Resumo

 

Este artigo se insere no campo de pesquisa sobre a língua portuguesa e a escolarização em perspectiva histórica. Dialoga-se com os estudos da história da cultura escrita no Brasil e com a constituição histórica do português brasileiro na formação das normas cultas. Tem-se, como objetivos, apresentar os manuais didáticos que circularam nas escolas baianas, em especial nas primárias, na segunda metade do século XIX, e proceder a considerações sobre duas gramáticas dirigidas à escola primária, na Bahia: a de Bernardino Martagão, (1880), e a de Hilário Ribeiro (1907 [1882]). Essas considerações devem evidenciar como a escola se relacionou com os padrões normativos em voga no século XIX. Do ponto de vista metodológico, parte-se de um corpus já constituído, como parte do projeto de pesquisa. Os manuais didáticos, objetos de investigação, foram inventariados em bibliotecas de Salvador-Ba, e em documentos oficiais da época.  

Downloads

Não há dados estatísticos.

Biografia do Autor

Emília Helena Portella Monteiro de Souza, Universidade Federal da Bahia

Professora Associada da Universidade Federal da Bahia, Departamento de Educação II, Metodologia e Prática de Ensino de Língua Portuguesa I e II. Permanente do Programa de Pós-Graduação em Língua  Cultura (PPGLinC), na área de Linguística Histórica.

Downloads

Publicado

30-12-2015

Como Citar

SOUZA, E. H. P. M. de. Manuais de ensino de lingua portuguesa na Província da Bahia no século XIX. Domínios de Lingu@gem, [S. l.], v. 9, n. 4, p. 43–63, 2015. DOI: 10.14393/DL20-v9n4a2015-3. Disponível em: https://seer.ufu.br/index.php/dominiosdelinguagem/article/view/31452. Acesso em: 16 ago. 2022.