O narrar para explicar e o narrar para argumentar em artigos de divulgação científica midiática (DCM) para crianças e adultos: a relação entre a dominante sequencial e o macroato de discurso

Autores

  • Ehlers Iracet Universidade do Vale do Rio dos Sinos (UNISINOS)
  • Maria Eduarda Giering UNISINOS

DOI:

https://doi.org/10.14393/DLE-v9n5a2015-10

Palavras-chave:

Linguística Aplicada, Linguística Textual, Análise Textual dos Discursos, divulgação científica midiática, narrar para explicar, narrar para argumentar, dominante sequencial, macroato de discurso.

Resumo

Este artigo objetiva analisar a relação entre a dominante sequencial e o macroato de discurso em textos de DCM construídos por meio do encaixamento de sequências narrativas e explicativas ou argumentativas. Para tanto, analisam-se artigos publicados nas revistas Ciência Hoje e Ciência Hoje das Crianças, considerando-se aspectos relacionados ao contrato de midiatização da ciência (CHARAUDEAU, 2008a, 2009) e à estruturação sequencial dos textos (ADAM, 2011). Como resultados, evidenciam-se a organização textual predominantemente narrativa a serviço de diferentes macroatos discursivos, bem como a influência direta do contrato de comunicação midiático na construção de gêneros textuais híbridos, baseados no narrar para explicar e no narrar para argumentar.

Downloads

Não há dados estatísticos.

Downloads

Publicado

28-08-2015

Como Citar

EHLERS IRACET, .; GIERING, M. E. O narrar para explicar e o narrar para argumentar em artigos de divulgação científica midiática (DCM) para crianças e adultos: a relação entre a dominante sequencial e o macroato de discurso. Domínios de Lingu@gem, [S. l.], v. 9, n. 5, p. 193–215, 2015. DOI: 10.14393/DLE-v9n5a2015-10. Disponível em: https://seer.ufu.br/index.php/dominiosdelinguagem/article/view/29181. Acesso em: 27 maio. 2022.

Edição

Seção

Artigos