Ritmo da escrita e ritmo da fala: congruências e não congruências

Autores

  • Plinio Almeida Barbosa UNICAMP

DOI:

https://doi.org/10.14393/vol%25viss%25ipp%25p

Palavras-chave:

ritmo da fala, ritmo da escrita, ritmização, audição, visão

Resumo

Este trabalho explora para os ritmos da fala e da escrita uma proposta apresentada por Pierre Sauvanet para caracterizar a experiência rítmica a partir de três balizas: periodicidade, estruturação e movimento. A periodicidade refere-se à ocorrência regular de uma unidade mínima, a estruturação refere-se à constituição in actu de agrupamentos bem como ao destaque de uma unidade em relação a outros, enquanto o movimento refere-se à quebra de expectativa dessas duas últimas balizas. As três balizas são examinadas considerando fala e escrita como sistemas autônomos submetidos às operações perceptivas respectivamente da audição e da visão. As congruências entre os dois ritmos se concentram na equivalência de operação das três balizas enquanto a não congruência se limita à escolha da unidade mínima para a baliza da periodicidade, para além das diferenças de meio de manifestação da fala e da escrita.

Downloads

Não há dados estatísticos.

Downloads

Publicado

29.11.2013

Como Citar

BARBOSA, P. A. Ritmo da escrita e ritmo da fala: congruências e não congruências. Domínios de Lingu@gem, Uberlândia, v. 7, n. 2, p. 47–70, 2013. DOI: 10.14393/vol%viss%ipp%p. Disponível em: https://seer.ufu.br/index.php/dominiosdelinguagem/article/view/23104. Acesso em: 26 nov. 2022.