A especificidade da linguagem na documentação farmacêutica: um caminho para a tarefa no ensino-aprendizagem de língua estrangeira.

Autores

  • Luciene Novais Mazza Pontifícia Universidade Católica de São Paulo-PUCSP

DOI:

https://doi.org/10.14393/DL13-v7n1a2013-5

Palavras-chave:

Linguística Aplicada, Ensino de Língua Estrangeira, Estudos baseados em Corpus.

Resumo

Este artigo apresenta uma abordagem de ensino baseada em tarefa no desenvolvimento de atividades para o ensino-aprendizagem de língua estrangeira, destacando os processos de aquisição de segunda língua por meio de teorias sobre o uso da linguagem com foco no significado. O nosso objetivo principal é mostrar um desenho de tarefa tendo como base teórico-metodológica os estudos baseados em corpus aplicados ao ensino de língua inglesa. Logo, o nosso objetivo específico é propor, à luz das propostas didático-pedagógicas, a elaboração de materiais nas seguintes direções: (i) foco no significado; (ii) foco na linguagem; e (iii) foco na forma. O corpus coletado para esta análise é parte de uma documentação específica de domínio do segmento farmacêutico.

Downloads

Não há dados estatísticos.

Biografia do Autor

Luciene Novais Mazza, Pontifícia Universidade Católica de São Paulo-PUCSP

Doutoranda em Linguistica Aplicada e Estudos da Linguagem (LAEL) pela PUC-SP.

Downloads

Publicado

30.06.2013

Como Citar

MAZZA, L. N. A especificidade da linguagem na documentação farmacêutica: um caminho para a tarefa no ensino-aprendizagem de língua estrangeira. Domínios de Lingu@gem, Uberlândia, v. 7, n. 1, p. 82–105, 2013. DOI: 10.14393/DL13-v7n1a2013-5. Disponível em: https://seer.ufu.br/index.php/dominiosdelinguagem/article/view/20977. Acesso em: 17 abr. 2024.

Artigos Semelhantes

Você também pode iniciar uma pesquisa avançada por similaridade para este artigo.