O Interdiscurso no gênero charge: um estudo do discurso humorístico sob a perspectiva da Análise do Discurso Francesa

Autores

  • Telma Cristina Gomes da Silva UFPB

DOI:

https://doi.org/10.14393/DL12-v6n1a2012-16

Palavras-chave:

Charge, Interdiscurso, Análise do Discurso

Resumo

Objetiva-se com este artigo analisar o interdiscurso enquanto elemento constitutivo da produção de sentidos no gênero charge. Considerando que há sempre um diálogo interdiscursivo entre diversos enunciados para a produção de sentidos nesse gênero, pretende-se compreender como o discurso humorístico é constituído à luz da teoria da Análise do Discurso de vertente francesa. Para analisar essa produção de sentidos no referido gênero, analisamos as charges de Regis Soares, veiculadas no site desse chargista no período primeiro trimestre de 2011, nas quais percebesse sempre um diálogo interdiscursivo entre os discursos que circulam na mídia nacional, e, em particular, na paraibana. Para a realização deste estudo foram adotados dois tipos de investigação: a pesquisa bibliográfica considerando o conceito de formação discursiva e de interdiscurso e, em seguida, a seleção de charges veiculadas no site de Regis Soares para a constituição do corpus. O corpus foi constituído a partir da temática, a transição do governo do estado da Paraíba no ano de 2011, sendo observados os enunciados que circularam na mídia em torno da referida temática e, mostrando, como diferentes enunciados dialogam para a constituição do discurso humorístico.

Downloads

Não há dados estatísticos.

Biografia do Autor

Telma Cristina Gomes da Silva, UFPB

Professora pesquisadora doutoranda do PROLING/UFPB na área de Linguística e Práticas Sociais.

Downloads

Publicado

01-07-2012

Como Citar

SILVA, T. C. G. da. O Interdiscurso no gênero charge: um estudo do discurso humorístico sob a perspectiva da Análise do Discurso Francesa. Domínios de Lingu@gem, [S. l.], v. 6, n. 1, p. 302–321, 2012. DOI: 10.14393/DL12-v6n1a2012-16. Disponível em: https://seer.ufu.br/index.php/dominiosdelinguagem/article/view/14742. Acesso em: 17 ago. 2022.