Abordagem da linguagem na doença de Alzheimer: estudo sobre panorama brasileiro de pesquisas

Autores

  • Nathália Luiz Freitas Universidade Federal de Ouro Preto - UFOP

DOI:

https://doi.org/10.14393/DL12-v6n1a2012-3

Palavras-chave:

Doença de Alzheimer, Linguagem, Linguística

Resumo

A Doença de Alzheimer (DA) é caracterizada por prejuízo irreversível da memória e por alterações cognitivas e comportamentais que interferem nas práticas sociais cotidianas. O comprometimento da linguagem na DA ocorre nos três estágios da neurodegenerescência, se traduzindo, na forma leve, por alterações nos aspectos semântico-lexicais-pragmáticos, na forma moderada, por alterações fonológicas, sintáticas e morfológicas, e, na forma severa, por prejuízo em todas as habilidades lingüísticas, levando o sujeito, muitas vezes, ao mutismo. Considerando que a linguagem é uma das funções cognitivas significativamente afetadas na DA, este artigo pretende investigar as abordagens acadêmico-científicas brasileiras sobre a linguagem em tal doença. Para tanto, foi realizado levantamento bibliográfico sistemático nos portais de periódicos Capes e Scielo, além do Google Acadêmico, utilizando-se como termos de busca os vocábulos linguagem e Alzheimer em conjunto. Os estudos encontrados foram analisados e classificados conforme pertencimento à área do conhecimento, perspectiva subjacente de linguagem e teoria lingüística empregada. O levantamento bibliográfico realizado indica baixo número de estudos sobre linguagem na DA no Brasil, predominância da Linguística em tais pesquisas, prevalência da perspectiva estrutural de linguagem e escasso emprego de teorias lingüísticas nas análises dos dados.

Downloads

Não há dados estatísticos.

Biografia do Autor

Nathália Luiz Freitas, Universidade Federal de Ouro Preto - UFOP

Licenciada em Língua Portuguesa e bacharel em Estudos Linguísticos, ambos pela Universidade Federal de Ouro Preto

Downloads

Publicado

27-06-2012

Como Citar

FREITAS, N. L. Abordagem da linguagem na doença de Alzheimer: estudo sobre panorama brasileiro de pesquisas. Domínios de Lingu@gem, [S. l.], v. 6, n. 1, p. 44–58, 2012. DOI: 10.14393/DL12-v6n1a2012-3. Disponível em: https://seer.ufu.br/index.php/dominiosdelinguagem/article/view/14250. Acesso em: 20 maio. 2022.