Estudo em tempo aparente e em tempo real do uso do sujeito nulo na fala de Belo Horizonte

Autores

  • Nasle Maria Cabana

Palavras-chave:

Sujeito pronominal, Português falado, Belo Horizonte, Sociolinguística

Resumo

Neste artigo, analisa-se o comportamento do sujeito pronominal lexical e sujeito pronominal nulo no português falado em Belo Horizonte/MG, utilizando dois corpora constituídos de falas obtidas por meio de entrevistas sociolingüísticas realizadas na década de 1980 e ano de 2004 e considerado o grupo de fatores idade. Os dados foram submetidos à análise quantitativa e análise qualitativa, tendo-se em vista a evidência de Tempo Aparente e a realização de uma abordagem em Tempo Real de curta duração cf. LABOV: 1972,1994. De acordo com os resultados encontrados, o uso do sujeito pronominal nulo mostra-se sensível ao grupo de fatores idade e constitui evidência de mudança em progresso na direção de seu uso.

Downloads

Não há dados estatísticos.

Downloads

Publicado

28-01-2011

Como Citar

CABANA, N. M. Estudo em tempo aparente e em tempo real do uso do sujeito nulo na fala de Belo Horizonte. Domínios de Lingu@gem, [S. l.], v. 1, n. 1, 2011. Disponível em: https://seer.ufu.br/index.php/dominiosdelinguagem/article/view/11404. Acesso em: 16 ago. 2022.