A relação entre imaginação, moralidade, política e literatura:

uma análise a partir de Adam Smith e Martha Nussbaum

Autores

DOI:

https://doi.org/10.14393/REVEDFIL.v35n73a2021-54851

Palavras-chave:

Imaginação, Ética, Política, Educação, Literatura

Resumo

FINANCIAMENTO DE PESQUISA: PNPD/CAPES

A relação entre imaginação, moralidade, política e literatura: uma análise a partir de Adam Smith e Martha Nussbaum

Resumo: Este artigo analisa relação da imaginação com a moralidade e a política através da literatura. Parte-se da reflexão sobre o papel da imaginação na sociabilidade e na simpatia moral, segundo Adam Smith. Para o autor, a capacidade de compreender e sentir o que ocorre com o outro exige um exercício imaginativo. Smith considera que a simpatia moral está inseparável da imaginação. Essa questão é ampliada a partir do conceito de imaginação literária ou narrativa desenvolvido por Martha Nussbaum. Para a autora, a capacidade da imaginação pode ser cultivada através da literatura, pois ela possibilita a experiência de vivenciar emoções e compreender situações alheias. Isso promove e amplia uma imaginação moral capaz de proporcionar um entendimento mais amplo das relações humanas. Assim, este artigo sustenta que as humanidades e, em especial, a leitura literária, propicia uma espécie de experiência moral e uma reflexão ética e política. Isso confere à literatura um valor educacional, pois ela é capaz de promover as qualidades de uma cidadania condizente com a sociedade democrática pluralista e cosmopolita. A proposta aqui desenvolvida oferece elementos para se pensar a ética, a política e a educação na sociedade atual, valorizando e resgatando as humanidades e a cultura literária.

Palavras-chave: Imaginação; Ética; Política; Simpatia; Literatura.

The relation between imagination, morality, politics and literature: an analysis from Adam Smith and Martha Nussbaum

Abstract: This article analyzes the relation between imagination, morality and politics through literature. We start with a reflection on the role of imagination in sociability and moral sympathy, as understood by Adam Smith. For the author, the ability to understand and feel what happens to another requires an imaginative exercise. Smith considers that moral sympathy is inseparable from the imagination. This question is amplified from the concept of literary imagination or narrative developed by Martha Nussbaum. For the author, the capacity for imagination can be cultivated through literature, as it allows the experience of emotion and understand other people´s situations. This promotes and broadens a moral imagination, capable of providing a broader understanding of human relationships. Thus, this article maintains that the humanities and, especially, literary reading, provides a kind of moral experience and an ethical-political reflection. This gives literature an educational value, as it is capable of promote the qualities of a citizenship consistent with the pluralist and cosmopolitan democratic society. The proposal developed here offers elements for thinking about ethics, politics and education in today's society, valuing and rescuing the humanities and literary culture.

Key-words: Imagination; ethics; politics; sympathy; literature.

La relación entre imaginación, moralidad, política y literatura: un análisis de Adam Smith y Martha Nussbaum

Resumen: Este artículo analiza la relación entre imaginación, moralidad y política a través de la literatura. Comienza con una reflexión sobre el papel de la imaginación en la sociabilidad y la simpatía moral, según Adam Smith. Para el autor, la capacidad de comprender y sentir lo que le sucede a otro requiere un ejercicio imaginativo. Smith considera que la simpatía moral es inseparable de la imaginación. Esta pregunta se amplifica desde el concepto de imaginación literaria o narrativa desarrollada por Martha Nussbaum. Para el autor, la capacidad de imaginación se puede cultivar a través de la literatura, ya que permite a las personas experimentar emociones y comprender las situaciones de otras personas. Esto promueve y amplía una imaginación moral capaz de proporcionar una comprensión más amplia de las relaciones humanas. Así, este artículo sostiene que las humanidades, y especialmente la lectura literaria, proporcionan una especie de experiencia moral y una reflexión ético-política. Esto le da a la literatura un valor educativo, ya que es capaz de promover las cualidades de una ciudadanía consistente con la sociedad democrática pluralista y cosmopolita. La propuesta desarrollada aquí ofrece elementos para pensar sobre ética, política y educación en la sociedad actual, valorando y rescatando las humanidades y la cultura literaria.  

Palabras clave: Imaginación; Ética; Política; Simpatía; Literatura.

Data de registro: 18/05/2020

Data de aceite: 05/07/2021

Downloads

Não há dados estatísticos.

Biografia do Autor

Wesley Felipe de Oliveira, Universidade Estadual de Londrina (UEL)

* Doutor em Filosofia pela Universidade Federal de Santa Catarina (UFSC). Pós-Doutorando na Universidade Estadual de Londrina (UEL).  E-mail: wesley.filosofia@hotmail.com  ORCID: https://orcid.org/0000-0002-9294-8303. CV: http://lattes.cnpq.br/1342140515469265 Financiamento de Pesquisa com apoio: PNPD/CAPES.

Referências

ADLER, M.; DOREN, C. V. Como ler livros: o guia clássico para a leitura inteligente. Tradução de Edward H. Wolff e Pedro Sette-Câmara. São Paulo: É Realizações, 2010.

ARISTÓTELES. Poética. Tradução de Ana Maria Valente. Prefácio de Maria Helena da Rocha. 3ª. Ed. Lisboa: Fundação Calouste Gulbenkian, 2008.

COETZEE, J. M. Desonra. Tradução de José Rubens Siqueira. São Paulo: Companhia das Letras, 2000.

HUME, D. Tratado da Natureza Humana. Tradução de Déborah Danowski. São Paulo: Editora UNESP: Imprensa Oficial do Estado, 2001.

HUNT, L. A invenção dos direitos humanos: uma história. Tradução de Rosaura Eichenberg. São Paulo: Companhia das Letras, 2009.

MACLEAN, K. Imagination and Sympathy: Sterne and Adam Smith. In: Journal of the history of ideas. v.10, n.3, p. 399-410, 1949. https://doi.org/10.2307/2707044

MCEWEAN, I. A balada de Adam Henry. Tradução de Jorio Dauster. São Paulo: Cia das Letras, 2014.

NUSSBAUM, M. C. Sem Fins Lucrativos: por que a democracia precisa das humanidades. Tradução de Fernando Santos. São Paulo: Editora WMF Martins Fontes, 2015.

______. Fronteiras da justiça: deficiência, nacionalidade, pertencimento à espécie. Tradução de Susana de Castro. São Paulo: Editora WMF Martins Fontes, 2013. – (Biblioteca Jurídica WMF).

______. A Fragilidade da Bondade: fortuna e ética na tragédia e na filosofia grega. Tradução de Ana Aguiar Cotrim. São Paulo: Editora WMF Martins Fontes, 2009.

______. Literature and ethical Theory: allies or adversaries? In: Frame, v. 17, p. 06-20, 2003.

______. Cultivating Humanity: A classical defense of reform in Liberal Education. Harvard University Press, 1997a. https://doi.org/10.2307/j.ctvjghth8

______. Justicia Poética: la imaginación literária y la vida pública. Traducción de Carlos Gardini. Santiago de Chile: Andrés Bello, 1997b.

______. Love´s Knowledge: essays on philosophy and literature. New York: Oxford University Press, 1990.

OATLERY, K.; MAR, R. The Function of Fiction is the abstraction and simulation of social Experience. In: Perspectives of Psychological Science. v. 3, n. 3, may 2008. Disponível em: <http://lchc.ucsd.edu/mca/Mail/xmcamail.2010_01.dir/pdfc8vBXO7Maa.pdf>. Acessado em 12 de Março de 2020.

SMITH. A. Teoria dos Sentimentos Morais. Tradução de Lya Luft. Revisão de Eunice Ostrensky. São Paulo: Martins Fontes, 1999.

SINGER, P.; SINGER, R. The Moral of the Story: an anthology of ethics through literature. Wiley-Blackwell, 2005.

STEWART, D. “Biografia Crítica”. In: SMITH. Adam. Teoria dos Sentimentos Morais. Tradução de Lya Luft. Revisão de Eunice Ostrensky. São Paulo: Martins Fontes, 1999.

TRILLING, L. A Imaginação Liberal: ensaios sobre a relação entre literatura e sociedade. Tradução de Cecília Prada. 1. Ed. São Paulo: É Realizações, 2015.

WOLF. M. O Cérebro no Mundo Digital: os desafios da leitura na nossa era. Tradução de Rodolfo Ilari e Mayumi Ilari. São Paulo: Contexto, 2019.

Downloads

Publicado

2021-08-17

Como Citar

Oliveira, W. F. de. (2021). A relação entre imaginação, moralidade, política e literatura:: uma análise a partir de Adam Smith e Martha Nussbaum . EDUCAÇÃO E FILOSOFIA, 35(73), 159–196. https://doi.org/10.14393/REVEDFIL.v35n73a2021-54851

Edição

Seção

Artigos