Nota:

Para quê?

Autores

  • Reinaldo Matias Fleuri Universidade Federal de Uberlândia (UFU).

DOI:

https://doi.org/10.14393/REVEDFIL.v1n2a1987-1999

Palavras-chave:

Nota, Metodologia de ensino, Paulo Freire, Instituição, Avaliação

Resumo

Desde alguns anos atrás, eu já sentia os sistemas de avaliação geralmente adotados nas escolas não eram muito adequados para avaliar a aprendizagem dos alunos, nem para encaminhar processos educacionais alternativos. Vi diversas tentativas de se aperfeiçoar ou inovar procedimentos de avaliação na escola caírem no vazio ou tornarem inviáveis. E acabei percebendo que estas tentativas fracassaram porque eram absorvidas pela estrutura e pela ideologia burocratizante e autoritária da instituição em que eram desenvolvidas. Aplicar “remendo novo em pano velho”, sem assumir um posicionamento e uma visão crítica, não dá certo! Para encaminharmos um processo de transformação no contexto em que atuamos (seja escola, seja outra instituição ou grupo social), é preciso que sejamos “radicais”, não sectários, como diz Paulo Freire em seu Prefácio à Pedagogia do Oprimido. É preciso ir à raiz da questão: desmitificar as estruturas e instrumentos da repressão e investir corajosamente na articulação coerente e competente de processos de libertação. [...]

Palavras-chave: Nota; Metodologia de ensino; Paulo Freire; Instituição; Avaliação.

Downloads

Não há dados estatísticos.

Biografia do Autor

Reinaldo Matias Fleuri, Universidade Federal de Uberlândia (UFU).

Professor do Departamento de Pedagogia da Universidade Federal de Uberlândia (UFU).

Downloads

Publicado

2009-04-28

Como Citar

FLEURI, R. M. Nota: : Para quê?. Educação e Filosofia, Uberlândia, v. 1, n. 2, p. 99–107, 2009. DOI: 10.14393/REVEDFIL.v1n2a1987-1999. Disponível em: https://seer.ufu.br/index.php/EducacaoFilosofia/article/view/1999. Acesso em: 24 jul. 2024.