Formação de professores: abordagem histórica e políticas curriculares

Autores

  • Mônica Moreira de Oliveira Torres Universidade do Estado da Bahia - UNEB - Bahia - Brasil

DOI:

https://doi.org/10.14393/REPOD-v8n1a2019-48797

Palavras-chave:

Formação de professores, Diretrizes Curriculares de Formação de Professores, Prática de Ensino

Resumo

O texto aborda a formação de professores, as políticas curriculares e reflexos nas licenciaturas. A partir das Diretrizes Curriculares de Formação de Professores vigentes, reflete sobre projetos pedagógicos de curso para formação profissional do professor, as possibilidades de estruturas curriculares mais híbridas de formação em articulação com espaços profissionais. Objetiva identificar contribuições das Diretrizes para formação profissional do professor. Nesse sentido, identifica dispositivos que favorecem a essa formação. Dentre eles destacamos: dimensão pedagógica, práticas de ensino, estágio; iniciação à docência; articulação com as escolas e professores regentes na formação, dentre outros.

 

Downloads

Não há dados estatísticos.

Métricas

Carregando Métricas ...

Biografia do Autor

Mônica Moreira de Oliveira Torres, Universidade do Estado da Bahia - UNEB - Bahia - Brasil

Doutora em Educação e Contemporaneidade pelo PPGEduc – UNEB. Universidade do Estado da Bahia. Grupo de Pesquisa Educação, Políticas Públicas e Desenvolvimento Social.

Referências

ALVES, N. (Org.). Formação de professores: pensar e fazer. 11 Ed. São Paulo: Cortez, 2011.

BORGES, Lívia Freitas Fonseca. DIAS, Ana Maria Iorio. Políticas de Currículo Nacional na Educação Superior: sinal vermelho para a diversidade. VII Colóquio Internacional de Políticas e Práticas Curriculares. João Pessoa: 2015.

BRASIL. Ministério da Educação. Lei Nº 9.394/1996. Lei de Diretrizes e Bases de Educação (LDB). Estabelece as diretrizes e bases da Educação Nacional. Disponível em Acesso em 24 set. 2012.

BRASIL. Ministério da Educação. Conselho Nacional de Educação (CNE). Parecer CNE/CP n° 9/2001. Diretrizes Curriculares Nacionais para a Formação de Professores da Educação Básica, em nível superior, curso de licenciatura, de graduação plena. Diário Oficial da União, Brasília, 18 de janeiro de 2002, Seção 1, p. 31. Disponível em: <http://portal.mec.gov.br/cne/arquivos/pdf/CP022002.pdf>. Acesso em: 06 set. 2011.

BRASIL. Ministério da Educação. Conselho Nacional de Educação (CNE). Parecer CNE/CP N° 28/2001. Dá nova redação ao Parecer CNE/CP 21/2001, que estabelece a duração e a carga horária dos cursos de Formação de Professores da Educação Básica, em nível superior, curso de licenciatura, de graduação plena. Diário Oficial da União, Brasília, de 18 de janeiro de 2002, Seção 1, p. 31. Disponível em http://portal.mec.gov.br/component/content/article?id=12992 Acesso em: 02 jul.2015.

BRASIL. Ministério da Educação. Conselho Nacional de Educação (CNE). Resolução CNE/CP n° 01/2002. Institui Diretrizes Curriculares Nacionais para a Formação de Professores da Educação Básica em nível superior, curso de licenciatura, de graduação plena. Diário Oficial da União, Brasília, 9 de abril de 2002. Seção 1, p. 31. Disponível em: <http://portal.mec.gov.br/cne/arquivos/pdf/rcp01_02.pdf>. Acesso em: 06 set. 2011

BRASIL. Ministério da Educação. Conselho Nacional de Educação (CNE). Plano Nacional de Educação (PNE/2014-2024). Determina diretrizes, metas e estratégias para a política educacional dos próximos dez anos Disponível em: <http://www.planalto.gov.br/CCIVIL_03/_Ato2011-2014/2014/Lei/L13005.htm>. Acesso em 30 jun.14.

BRASIL. Ministério da Educação. Conselho Nacional de Educação (CNE). Resolução CNE/CP n° 2/2002. Institui a duração e a carga horária dos cursos de licenciatura, de graduação plena, de formação de professores da Educação Básica em nível superior. Diário Oficial da União, Brasília, 4 de março de 2002. Seção 1, p. 9. Disponível em: <http://portal.mec.gov.br/cne/arquivos/pdf/CP022002.pdf>. Acesso em: 06 set. 2001.

BRASIL. Ministério da Educação. Conselho Nacional de Educação (CNE). Resolução CNE/CP nº 2 /2015. Institui Diretrizes Curriculares Nacionais para a Formação de Professores. Diário Oficial da União, Brasília, 2 de julho de 2015, Seção 1, p. 8-12. Disponível em: <http://pronacampo.mec.gov.br/images/pdf/res_cne_cp_02_03072015.pdf> Acesso em: 06 set. 2015.

CANÁRIO, Rui. O papel da prática profissional na formação inicial e contínua de professores. In: Congresso Brasileiro de Qualidade na Educação Formação de Professores. 2001. Anais... Brasília: MEC – Ministério da Educação, 15/19 Outubro de 2001.

FIALHO, Nadia H. Universidade Multicampi. Brasília: Autores Associados: Plano Editora, 2005.

FORMOSINHO, João (coord.). Formação de Professores: Aprendizagem profissional e acção docente. Porto. Portugal: Porto Editora, 2009.

FREITAS, Helena Costa Lopes de. Formação de professores no Brasil: 10 anos de embate entre projetos de formação. Educação & Sociedade, vol. 23, n. 80, Campinas, setembro, 2002, p. 136-167. Disponível em: <http://www.cedes.unicamp.br> Acesso em: 14 mar. 2014.

GATTI, Bernadete A. (Coord.); BARRETTO, Elba Siqueira de Sá. Professores no Brasil: impasses e desafios. Brasília: UNESCO, 2009. Disponível em: <http://www.unesco.org/new/fileadmin/multimedia/field/brasilia/pdf/professores_brasil_resumo_executivo_2009.pdf>. Acesso em 01 set. 2011.

GATTI, Bernadete A., BARRETTO, Elba Siqueira de Sá, ANDRÉ, Maria Eliza Dalmazo de Afonso. Políticas Docentes no Brasil: um estado da arte. Brasília: UNESCO, 2011. Disponível em: <http://www.fe.unb.br/catedraunescoead/areas/menu/publicacoes/livros-publicados-pela-unesco/politicas-docentes-no-brasil-um-estado-da-arte> Acesso em 26 set. 2013.

KINCHELOE, Joel L. A formação do Professor como compromisso político: Mapeando o Pós-Moderno. Porto Alegre: Artes Médicas, 1997.

NÓVOA, António Sampaio. Professores: Imagens do futuro presente. Lisboa: Educa, 2009.

PEREIRA, Júlio Emílio Diniz. As licenciaturas e as novas políticas educacionais para a formação docente. Educação & Sociedade. Vol. 20, nº 68, Campinas, Dezembro, 1999, p. 109 -125. Disponível em: <http://www.scielo.br/pdf/es/v20n68/a06v2068.pdf>. Acesso em: 02 mar. 2016.

ZEICHNER, Kenneth M. Repensando as conexões entre a formação na universidade e Tradução: Marcelo de Andrade Pereira. Revista Educação, Santa Maria, v. 35, n. 3, p. 479-504, set./dez. 2010. Disponível em: <http://cascavel.ufsm.br/revistas/ojs-2.2.2/index.php/reveducacao/article/view/2357>. Acesso em 25 jan 2016.

Downloads

Publicado

2019-05-20

Como Citar

Torres, M. M. de O. . (2019). Formação de professores: abordagem histórica e políticas curriculares. Revista Educação E Políticas Em Debate, 8(1), 57–72. https://doi.org/10.14393/REPOD-v8n1a2019-48797

Edição

Seção

Artigos