Qualidade do Posicionamento em Aplicativos VGI Obtido por Sensores de Localização em Smartphones

Conteúdo do artigo principal

Gabriel Araujo Oliveira
José Almir Cirilo
Patrícia Lustosa Brito
Elias Nasr Naim Elias

Resumo

O artigo apresenta a avaliação da qualidade do posicionamento obtido por sensores de localização acoplados em smartphones, abordando o seu desempenho para a coleta de Informações Geográficas Voluntárias (VGI). Os experimentos foram realizados na forma de estudo de caso, em que as coordenadas coletadas em um aplicativo VGI (Hidromapp) foram comparadas com seus respectivos homólogos de referência. As amostras foram coletadas em condições distintas, utilizando 05 smartphones com características e configurações diferentes. Com base nas discrepâncias, a acurácia posicional foi calculada para cada uma das amostras através do indicador estatístico RMSE, incluindo a análise de diferentes fatores observados no experimento. Em seguida, a qualidade do posicionamento foi avaliada na perspectiva da destinação final dos dados (fitness-for-purpose), sendo observado se a acurácia posicional calculada atende aos propósitos do aplicativo Hidromapp. Foi identificado que smartphones possibilitam a realização de levantamentos com acurácia posicional planimétrica entre 5m e 20m (faixa segura observada), dependendo das condições de levantamento, e das características e configurações dos dispositivos utilizados. Para o aplicativo Hidromapp, que visa fornecer dados observados de suporte para modelos hidrodinâmicos e simulação de inundações, o desempenho dos smartphones foi considerado satisfatório de acordo com o parecer dos pesquisadores consultados.

Downloads

Não há dados estatísticos.

Métricas

Carregando Métricas ...

Detalhes do artigo

Como Citar
OLIVEIRA, G. A.; ALMIR CIRILO, J.; LUSTOSA BRITO, P.; NASR NAIM ELIAS, E. Qualidade do Posicionamento em Aplicativos VGI Obtido por Sensores de Localização em Smartphones. Revista Brasileira de Cartografia, [S. l.], v. 71, n. 3, p. 806–831, 2019. DOI: 10.14393/rbcv71n3-49478. Disponível em: https://seer.ufu.br/index.php/revistabrasileiracartografia/article/view/49478. Acesso em: 22 maio. 2022.
Seção
Artigos Originais