RODOVIAS COMO ELEMENTO DE CONTROLE DA ACURÁCIA POSICIONAL DE IMAGENS OLI/LANDSAT 8 DO PANTANAL

Conteúdo do artigo principal

Waleria Menezes Barros
José Marcato Junior
Antônio Conceição Paranhos Filho

Resumo

Em áreas como a planície pantaneira, onde há elevado grau de dificuldade em se obter pontos de controle à serem usados como referência na correção geométrica de imagens de satélite, poder contar com produtos de boa qualidade posicional é de suma importância para a excelência de projetos que envolvam este recurso. Considerando que o traçado da rodovia BR-262 é um dos mais notórios elementos à orientação no Pantanal, objetivou-se verificar a acurácia posicional da imagem coletada pelo sensor OLI/Landsat 8, para essa região. Dados levantados com receptor GNSS (Global Navigation Satellite System) com acurácia variando de 5-10 metros foram usados como referência. Os resultados obtidos, por meio de aplicação de técnica desenvolvida com base em retas de controle, são altamente satisfatórios, demonstrando que o distanciamento entre os pontos aferidos é inferior ao tamanho do pixel da imagem (30 metros). A grande vantagem da técnica desenvolvida para a análise da qualidade posicional é a facilidade em identificar as rodovias nas imagens Landsat 8, visto que essas apresentam características espectrais bastante diferentes se comparadas ao seu entorno.

Downloads

Não há dados estatísticos.

Métricas

Carregando Métricas ...

Detalhes do artigo

Como Citar
BARROS, W. M.; JUNIOR, J. M.; PARANHOS FILHO, A. C. RODOVIAS COMO ELEMENTO DE CONTROLE DA ACURÁCIA POSICIONAL DE IMAGENS OLI/LANDSAT 8 DO PANTANAL. Revista Brasileira de Cartografia, [S. l.], v. 68, n. 5, 2016. DOI: 10.14393/rbcv68n5-44425. Disponível em: https://seer.ufu.br/index.php/revistabrasileiracartografia/article/view/44425. Acesso em: 16 abr. 2024.
Seção
Artigos

Artigos mais lidos pelo mesmo(s) autor(es)