CRESCIMENTO URBANO DE OURO PRETO-MG ENTRE 1950 E 2004 E ATUAIS TENDÊNCIAS

Conteúdo do artigo principal

Leandro Duque de Oliveira
Frederico Garcia Sobreira

Resumo

A partir de 1950 o município de Ouro Preto - MG, que até então vivia uma fase de declínio em função do esgotamento
do ouro e a transferência da capital para Belo Horizonte, iniciou a recuperação econômica impulsionado pela industrialização, incentivando o retorno populacional ao município. A cidade, centro político, econômico e educacional, evoluiu
sobre condições físicas de relevo muito especiais, vales encaixados, encostas íngremes e rochas bastante alteradas. A
ocupação sem planejamento resultou na inobservância dos métodos técnicos de construção e de utilização adequada
do meio físico. O número de locais para a construção são reduzidos acarretando em problemas típicos como ocupação
irregular de terrenos e em áreas de risco. O presente trabalho objetivou cartografar as direções dos movimentos populacionais durante cinco décadas numa área de 35 km². Fotografias aéreas foram utilizadas para elaborar os mapas
da evolução da área urbana de Ouro. Os procedimentos indicaram dez áreas atualmente com tendências a expansão
urbana na cidade. Detectaram-se setores que são aptos a expansão enquanto outros devem ser controlados ou mesmo
vetados para a ocupação urbana, procurando contribuir com a proposta de zoneamento do Plano Diretor e Lei de Uso
e Ocupação do Solo do município.

Downloads

Não há dados estatísticos.

Métricas

Carregando Métricas ...

Detalhes do artigo

Como Citar
DE OLIVEIRA, L. D.; SOBREIRA, F. G. CRESCIMENTO URBANO DE OURO PRETO-MG ENTRE 1950 E 2004 E ATUAIS TENDÊNCIAS. Revista Brasileira de Cartografia, [S. l.], v. 67, n. 4, p. 867–876, 2015. DOI: 10.14393/rbcv67n4-49114. Disponível em: https://seer.ufu.br/index.php/revistabrasileiracartografia/article/view/49114. Acesso em: 2 dez. 2022.
Seção
Artigos