O efeito do ensino de relações grafofonológicas na redução de erros ortográficos na Educação de Jovens e Adultos

Autores

DOI:

https://doi.org/10.14393/DL43-v14n3a2020-7

Palavras-chave:

Ortografia, Educação de Jovens e Adultos, Relações grafofonológicas

Resumo

A escrita é socialmente valorizada, pois representa o saber legitimado e também possibilita o acesso aos bens de cultura. Escrever, pautado pelo que orienta a norma ortográfica, torna-se uma necessidade para que o indivíduo realize um uso eficiente da língua e não seja estigmatizado pelo domínio de apenas uma modalidade linguística. Nas várias etapas de ensino, ainda se percebem dificuldades na ortografia; entretanto, com alunos que apresentam uma trajetória escolar irregular, como os da Educação de Jovens e Adultos (EJA), as dificuldades são acentuadas.Este trabalho, portanto, objetiva avaliar os efeitos do ensino das relações grafofonológicas na redução dos casos de desvios à norma na turma de modalidade EJA nível VI (8º/9º anos).  O objeto de análise consistedos três erros mais frequentes na turma, constatados a partir de investigação diagnóstica, sendo eles o apagamento do <r> em coda de verbos no infinitivo, a hipercorreção da grafia da coda de verbos terminados em [w], e a monotongação de verbos no pretérito perfeito do indicativo. Trata-se de uma pesquisa-ação com avaliação quali-quantitativa dos dados de pré e pós-testes entremeados por atividades interventivas. Os resultados apontaram a pertinência de um trabalho sistematizado com a ortografia a fim de corrigir problemas que tendem a se perpetuar na trajetória escolar dos alunos, uma vez que a quantidade de desvios diminuiu de 103 para 24 após as intervenções. Chegou-se à conclusão de que atividades ortográficas que relacionem os conhecimentos da turma a informações sobre a estrutura e sobre o funcionamento da língua ajudam a reduzir desvios à norma.

Downloads

Não há dados estatísticos.

Referências

BAGNO, M. Preconceito linguístico: o que é, como se faz. 49 ed. São Paulo: Loyola, 2007.

BORTONI-RICARDO, S. M. Educação em língua materna – a sociolinguística na sala de aula. São Paulo. Parábola Editorial, 2009.

BRASIL, Ministério da Educação/Inep. Mapa do analfabetismo no Brasil. Disponível em: www.portal.inep.gov.br.

CAGLIARI, L. C. Alfabetização e ortografia. Educar, Curitiba, Editora UFPR, n. 20, p. 43-58. 2002. DOI https://doi.org/10.1590/0104-4060.263

CAGLIARI, L. C. Alfabetizando sem o bá-bé-bi-bó-bu. São Paulo: Scipione, 1999.

FREIRE, P. A educação na cidade. 3. ed. São Paulo: Cortez, 1991.

GNERRE, M. Linguagem, escrita e poder. 4ª ed. São Paulo: Martins Fontes, 1998.

KATO, M. A. No mundo da escrita: Uma perspectiva psicolinguística. 7 ed. São Paulo: Ática, 2009.

KLEIMAN, A. B. (org.). Os significados do letramento: uma nova perspectiva sobre a prática social da escrita. Campinas: Mercado das Letras, 2008.

LEMLE, M. Guia teórico do alfabetizador. – 17. ed. – São Paulo: Ática, 2007.

MORAIS, A. G.; LEAL, T. F.; ALBUQUERQUE, E. B. C. (Orgs.). Alfabetizar letrando na EJA: fundamentos teóricos e propostas didáticas. Belo Horizonte: Autêntica Editora, 2010.

MORAIS, A. G. Ortografia: ensinar e aprender. São Paulo: Ática, 2008.

MORAIS, A. G. O diagnóstico como instrumento para o planejamento do ensino de ortografia. In: SILVA, A. MORAIS, A. G.; MELO, K. L. R. (org.). Ortografia na sala de aula. Belo Horizonte: Autêntica, 2007a. p. 45-60.

MORAIS, A. G.; SILVA, A. Ensinando ortografia na escola. In: MELO, K. L. R.; MORAIS, A. G.; SILVA, A. (org.). Ortografia na sala de aula. Belo Horizonte: Autêntica, 2007. P. 61-75

REGO, L. L. B. O aprendizado da norma ortográfica. In: MELO, K. L. R; MORAIS, A. G.; SILVA, A. (org.). Ortografia na sala de aula. Belo Horizonte: Autêntica, 2007.

ROBERTO, T. M. G. Fonologia, fonética e ensino: guia introdutório. São Paulo: Parábola Editorial, 2016.

SOARES, M. Alfabetização e letramento. 7. ed. São Paulo: Contexto, 2017.

SOUZA, O. Escrever na Escola: formação de cidadania e espaço para prosa de autor? Educação. Porto Alegre – RS, ano XXVII, n. 2 (53), p. 349 – 365, Mai./Ago. 2004.

Downloads

Publicado

19-05-2020

Como Citar

SILVA, F. A. A.; LIMA JR, R. M. O efeito do ensino de relações grafofonológicas na redução de erros ortográficos na Educação de Jovens e Adultos. Domínios de Lingu@gem, [S. l.], v. 14, n. 3, p. 879–907, 2020. DOI: 10.14393/DL43-v14n3a2020-7. Disponível em: https://seer.ufu.br/index.php/dominiosdelinguagem/article/view/47683. Acesso em: 25 maio. 2022.