Reflexão sobre pontos de congruência entre texto e hipertexto

Autores

  • Débora Liberato Arruda Hissa Universidade Estadual do Ceará
  • Valdinar Custódio Universidade estadual do Ceará

DOI:

https://doi.org/10.14393/DL35-v12n3a2018-13

Palavras-chave:

Texto, Hipertexto, Hiperprodutor, Ambiente Digital, Linguística Textual

Resumo

Este artigo tem como objetivo participar da ainda corrente polêmica sobre as relações entre texto e hipertexto. Partimos da consideração a respeito das críticas sobre o tratamento reducionista dos estudos que defendem ser todo texto um hipertexto, para propor um caminho de análise que evite tal reducionismo. Com isso, pretendemos contribuir para o fortalecimento dos postulados feitos sobre o hipertexto, indicando que os estudos a respeito da esfera digital podem se beneficiar enormemente se evitarem uma perspectiva dicotômica de comparação e se adotarem uma concepção de texto menos restritiva e mais fidedigna dos estudos feitos atualmente em Linguística Textual.  

Downloads

Não há dados estatísticos.

Referências

ÁLVAREZ, O. H. O texto eletrônico: um novo desafio para o ensino da leitura e da escrita. Tradução Cláudia Schilling. In: PÉREZ, F. C.; GARCIA, J. R. (Org.). Ensinar a ler ou aprender a ler e a escrever? Aspectos teóricos do processo de construção significativa, funcional e compartilhada do código escrito. Porto Alegre: Artmed, 2001, p. 165-170.

ARAÚJO, J. C. Chat educacional: o discurso pedagógico na Internet. In: COSTA, N. B. (Org.). Práticas discursivas: exercícios analíticos. Campinas: Pontes, 2005, p. 95-109.

_______. Os chats: uma constelação de gêneros na Internet. In: CAVALCANTE, M. M.; BRITO, M. A. P.; MIRANDA, T. P. (Org.). Teses e dissertações: grupo PROTEXTO, v. 2. Fortaleza: PROTEXTO-UFC, 2006. [CD-ROM].

BARROS, K. S. M. Aspectos da interação em aulas pela Internet. In: BARROS, K. S. M. (Org.). Atividades de interação verbal: estratégias e organização. Natal/Recife: PPGEL/ED. Imprensa Universitária da UFPE, 2002, p. 39-50.

BRAGA, D. B. Hipertexto: questões de produção e de leitura. Instituto de Estudos da Linguagem. Universidade de Campinas. Estudos Linguísticos XXXIV, p. 756-761, 2005.

COSCARELLI, C. V. Textos e hipertextos: procurando o equilíbrio. Linguagem em (Dis)curso, [S.l.], v. 9, n. 3, p. p. 549-564, out. 2010. ISSN 1982-4017. Disponível em: http://www.portaldeperiodicos.unisul.br/index.php/Linguagem_Discurso/article/view/428. Acesso em: 10 maio 2018.

GOMES, L. F. Hipertextos multimodais: o percurso de apropriação de uma modalidade com fins pedagógicos. Tese (doutorado) - Universidade Estadual de Campinas, Instituto de Estudos da Linguagem. Campinas – SP, 2007.

______. Hipertexto multimodal: leitura e escrita na era digital. Jundiaí, Paco Editorial, 2010.

______. Hipertexto no cotidiano escolar. São Paulo: Cortez, 2011.

KOCH, I. G. V. Texto e hipertexto. In: _______. Desvendando os segredos do texto. 2. ed. São Paulo: Cortez, 2003, p. 61-73.

KOMESU, F. Pensar em hipertexto. In: ARAÚJO, J. C.; BIASI-RODRIGUES, B. (Org.). Interação na Internet: novas formas de usar a linguagem. Rio de Janeiro: Lucerna, 2005, p. 87-108.

MARCUSCHI, L. A. Gêneros textuais emergentes no contexto da tecnologia digital. In: MARCUSCHI, L. A.; XAVIER, A. C. (Org.). Hipertexto e gêneros digitais: novas formas de construção de sentido. 2. ed. Rio de Janeiro: Lucerna, 2005, p. 13-67.

POSSENTI, S. Notas um pouco céticas sobre hipertexto e construção de sentido. Educar em Revista. Curitiba, n. 20, p. 59-75, 2002.

SNYDER, I. Antes, agora, adiante: hipertexto, letramento e mudança. Educação em Revista [Online], v.26, n. 3, p. 255-288, 2010. Disponível em: http://www.scielo.br/pdf/edur/v26n3/v26n3a13. Acesso em: 10 de maio de 2018.

VIEIRA, I. L. Leitura na Internet: mudanças no perfil do leitor e desafios escolares. In: ARAÚJO, J. C. (Org.). Internet e ensino: novos gêneros, outros desafios. Rio de Janeiro: Lucerna, 2007, p. 244-267.

XAVIER, A. C. O hipertexto na sociedade da informação: a constituição do modo de enunciação digital. 220p. Tese (Doutorado em Linguística). Campinas: Universidade Estadual de Campinas, 2002.

______. Reflexões em torno da escrita nos novos gêneros digitais da internet. Revista Investigações, Recife, v. 18, n. 2, jul. 2005. Disponível em:

https://periodicos.ufpe.br/revistas/INV/article/view/1484. Acesso em: 10 de maio de 2018.

Downloads

Publicado

21-09-2018

Como Citar

ARRUDA HISSA, D. L.; CUSTÓDIO, V. Reflexão sobre pontos de congruência entre texto e hipertexto. Domínios de Lingu@gem, [S. l.], v. 12, n. 3, p. 1720–1758, 2018. DOI: 10.14393/DL35-v12n3a2018-13. Disponível em: https://seer.ufu.br/index.php/dominiosdelinguagem/article/view/40622. Acesso em: 8 ago. 2022.