Avaliação em larga escala, formação de professores e letramento

entre concepções e práticas no ensino fundamental

Autores

  • Shirlei de Pontes Araujo Secretaria de Educação do Estado do Pará (SEDUC-PA).
  • Myriam Crestian Cunha Universidade Federal do Pará (UFPA)

DOI:

https://doi.org/10.14393/DL30-v11n3a2017-5

Palavras-chave:

Práticas de ensino da leitura, Avaliação em larga escala, Formação de professores

Resumo

Este trabalho aborda as práticas de ensino da leitura e as concepções didáticas subjacentes a essas práticas, relacionando tais questões com as das avaliações em larga escala e da formação continuada de professores suscitadas por essas avaliações. São descritas e analisadas práticas de ensino da leitura de três professores que atuam em turmas de nono ano do ensino fundamental e que já participaram de formações continuadas voltadas para a avaliação das habilidades de leitura descritas na matriz de referência do Sistema de Avaliação da Educação Básica (SAEB) e, mais recentemente, do Sistema Paraense de Avaliação Educacional (SisPAE). Analisa-se o impacto dessas formações nas práticas de leitura desses professores, verificando em que medida se coadunam com o modelo interativo de leitura que embasa as matrizes de referência. Nossos dados – gerados por meio de observações de aulas e do método da autoconfrontação simples – apontam para a permanência de práticas tradicionais e para um quase desconhecimento das habilidades avaliadas no SisPAE. Conclui-se pela ineficiência dessas formações, o que contribui para a manutenção de uma realidade ainda distante dos objetivos de letramento da população escolarizada no Brasil.

Downloads

Não há dados estatísticos.

Biografia do Autor

Shirlei de Pontes Araujo, Secretaria de Educação do Estado do Pará (SEDUC-PA).

Professora do Ensino Fundamental Maior da Secretaria de Educação do Estado do Pará (SEDUC-PA) em Castanhal (PA).

Myriam Crestian Cunha, Universidade Federal do Pará (UFPA)

Professora do Instituto de Letras e Comunicação - Faculdade de Letras Estrangeiras Modernas e Programa de Pós-Graduação em Letras (Estudos Linguísticos).

Referências

ARAÚJO, S, de P. Avaliação da compreensão leitora em larga escala e formação de professores: um estudo de caso. 2016. 109 f. Dissertação (Mestrado em Letras-Estudos Linguísticos). Instituto de Letras e Comunicação, Universidade Federal do Pará, Belém, 2016.

BONAMINO, A.; COSCARELLI, C.; FRANCO, C. Avaliação e letramento: concepções de aluno letrado subjacentes ao SAEB e ao PISA. Educ. Soc., Campinas, vol. 23, n. 81, p. 91-113, dez. 2002. Disponível em http://www.cedes.unicamp.br. Acesso em : 20 de outubro de 2015.

BRASIL. Secretaria de Educação Fundamental. Parâmetros Curriculares Nacionais: língua portuguesa. Brasília: Secretaria de Educação Fundamental, 1997.

COLOMER, T.; CAMPS, A. Ensinar a ler, ensinar a compreender. Trad. Fátima Murad. Porto Alegre: Artmed, 2002.

CUQ, J.-P.; GRUCA, I. Cours de didactique du français langue étrangère et seconde. Grenoble: PUG, 2003.

DELL’ISOLA, R. L. P. A interação sujeito-linguagem em leitura. In: MAGALHÃES, I. (org.) As múltiplas faces da linguagem. Brasília: UNB, 1996. p. 69-75.

FAÏTA, D.. Análise dialógica da atividade profissional. Tradução de Maria da Glória di Fanti, Maristela França e Marcos Vieira. Rio de Janeiro: Imprinta Express, 2005.

FAÏTA, D.; VIEIRA, M.. Réflexions méthodologiques sur l’autoconfrontation croisée. Delta, São Paulo, v. 19, n. 1, p. 123-154, 2003. Disponível em http://www.scielo.br/scielo.php?script=sci_arttext&pid=S0102-44502003000100005&lng=pt&nrm=iso. Acesso em: 22 de abril de 2015.

FERNANDÉZ, A. G. Estrategias de comprensión lectora. Madrid: Sintesis, 2004.

GOMES, E. Avaliação de língua portuguesa do SAEB: da leitura ao letramento. Estudos em Avaliação Educacional, São Paulo, v. 17, n. 34, p. 79-93, maio/ago. 2006. Disponível em http://www.fcc.org.br/pesquisa/publicacoes/eae/arquivos/1286/1286.pdf. Acesso em 6 de maio de 2015.

KATO, M. A. O aprendizado da leitura. 3ª ed. São Paulo: Martins Fontes, 1990.

KLEIMAN, A. Preciso “ensinar” o letramento? Não basta ensinar a ler e a escrever? Campinas: CEFIEL/UNICAMP, 2010.

______. Os estudos de letramento e a formação do professor de língua materna. Linguagem em (Dis)curso, Tubarão (SC), v. 8, n. 3, p. 487-517, set./dez. 2008. Disponível em http://www.scielo.br/pdf/ld/v8n3/05.pdf. Acesso em: 9 de junho de 2015.

______. Oficina de leitura: teoria e prática. Campinas: Pontes, Unicamp, 1995.

LOUSADA, E.; SILVA, E.; MENEZES, M. Méthodes d’intervention, co-analyse et formation au travail enseignant à l’Université de São Paulo. Le français à l'université - bulletin des départements de français dans le monde. AUF, v. 19, n. 02, 2014. Disponível em http://www.bulletin.auf.org/index.php?id=1802#quotation. Acesso em: 5 de setembro de 2015.

MARCUSCHI, L. A. Exercícios de compreensão ou de copiação nos manuais de ensino de língua? Revista Em Aberto. INEP /MEC, 1996. Disponível em http://rbep.inep.gov.br/index.php/emaberto/article/view/2067/2036. Acesso em: 14 de março de 2014.

PERBONI, F.; DI GIORGI, C. A. G. Sistemas de avaliação em larga escala nos estados brasileiros: entre políticas de direita e políticas de esquerda. In: [Anais] XI Encontro de Pesquisa em Educação da região sudeste. São João Del Rei: UFSJ, 2014. v. 1. p. 1-10. Disponível em https://anpedsudeste2014.files.wordpress.com/2015/07/fabio-perboni-cristiano-amaral-garboggini.pdf. Acesso em: 20 de fevereiro de 2016.

SISTEMA PARAENSE DE AVALIAÇÃO EDUCACIONAL - SISPAE 2015. Revista Pedagógica - Ensino Médio - Língua Portuguesa. Belém: SEDUC, 2015. Disponível em http://www.vunesp.com.br/sepa1401/arquivos/LP_EnsinoFundamental.pdf. Acesso em: 02 de março de 2014.

SOLÉ, I. Estratégias de leitura. Trad. Claudia Schilling. 6ª ed, Porto Alegre: Artmed, 1998.

Downloads

Publicado

10.06.2017

Como Citar

ARAUJO, S. de P.; CUNHA, M. C. Avaliação em larga escala, formação de professores e letramento: entre concepções e práticas no ensino fundamental. Domínios de Lingu@gem, Uberlândia, v. 11, n. 3, p. 548–567, 2017. DOI: 10.14393/DL30-v11n3a2017-5. Disponível em: https://seer.ufu.br/index.php/dominiosdelinguagem/article/view/37302. Acesso em: 22 jun. 2024.