Processos metonímicos e interpretação

uma leitura em Olhar, de Rubem Fonseca

Autores

  • Jenny Miki Yoshioka
  • Odair José Silva dos Santos Universidade de Caxias do Sul

DOI:

https://doi.org/10.14393/DL30-v11n3a2017-24

Palavras-chave:

Linguística Cognitiva, Literatura, Processos metonímicos, Rubem Fonseca.

Resumo

Como matéria do pensamento e veículo de comunicação, a linguagem nos traz conceitos que, conforme Lakoff e Johnson (1980) apontam, estruturam a forma como percebemos, como transitamos no mundo, na realidade que nos cerca, e como nos relacionamos com o outro. Portanto, ao estabelecer um diálogo entre Linguística e Literatura, este artigo tem o objetivo de fazer uma análise acerca dos processos metonímicos presentes no conto, Olhar, de Rubem Fonseca, interpretando e realizando leituras possíveis. O trabalho partiu dos estudos de Feltes (2007), Silva (1997) e Martelotta e Palomanes (2008) referentes à Linguística Cognitiva, dando enfoque à metonímia com Lakoff e Johnson (1980) e Radden e Kövecses (1999). Como resultado, constatou-se que a forma como pensamos, as nossas experiências e vivências diárias são questões intimamente ligadas não só à metáfora, mas, especialmente, à metonímia, por se caracterizar como um processo primário que nos permite definir um elemento por sua relação com outro. Assim, visto como mais do que um simples recurso poético ou retórico, a metonímia ultrapassa a questão de linguagem para se situar no social, tornando-se um dos meios pelos quais interagimos com o outro, como percebemos o mundo e, o mais importante, o significamos.

Downloads

Não há dados estatísticos.

Biografia do Autor

Odair José Silva dos Santos, Universidade de Caxias do Sul

Possui graduação em Letras - Língua Portuguesa, Espanhola e respectivas literaturas - pela Universidade da Região da Campanha - URCAMP (2010) e Pós-graduação em Língua Portuguesa pelo Centro Universitário Barão de Mauá (2012). Foi professor de Língua Portuguesa e Literatura na rede pública municipal e particular de Itaqui. Atualmente é mestrando em Letras, Cultura e Regionalidade pela Universidade de Caxias do Sul (UCS), Bolsista Capes - Prosup/Taxa, membro convidado do GTLex da ANPOLL e professor de Língua Portuguesa e Produção Textual no Instituto Cultural Mutirão. Atua principalmente nos seguintes temas: Lexicologia, Estudos do Texto e Estudos Discursivos.

Referências

BARTHES, R. Linguística e Literatura. In: BARTHES, R. et alii. Linguística e Literatura. Lisboa: Edições 70, 1968.

BORSATO, F. R.; PENHAFORT, R. P; RIBEIRO JUNIOR, R. T. Aprendizes da carne: a antropofagia em Olhar, de Rubem Fonseca e Hannibal, de Ridley Scott. Revista Literatura em Debate, 2007. Dados disponíveis em http://revistas.fw.uri.br/index.php/literaturaemdebate/article/view/424 Acesso em 15 de novembro de 2016.

BOSI, A. Situações e formas do conto brasileiro contemporâneo. In: BOSI, A. O conto brasileiro contemporâneo. São Paulo: Editora Cultrix, EDUSP, 1975.

CARDOSO, F. Rubem Fonseca: violento, erótico e, sobretudo, solitário. In: Publicações de Alunos de Graduação e Pós-graduação do Instituto de Estudos da Linguagem da Unicamp, 2005. Dados disponíveis em http://www.unicamp.br/iel/site/alunos/publicacoes/textos/r00004.htm Acesso em 16 de outubro de 2016.

FELTES, H. P. de M. Semântica cognitiva: ilhas, pontes e teias. Porto Alegre: EDIPUCRS, 2007.

FIORIN, J. L. Prefácio. In: FIORIN, J. L. (org.) Introdução à linguística. 6. ed. São Paulo: Contexto, 2010, p. 7-9.

FONSECA, R. Olhar. In: FONSECA, R. Romance Negro e outras histórias. São Paulo: Companhia das Letras, 1992, p. 59-73.

http://www.infoescola.com/biografias/rubem-fonseca/ Acesso em 16 de outubro de 2016.

http://www.aulete.com.br/meton%C3%ADmia Acesso em 24 de outubro de 2016.

LAKOFF, G.; JOHNSON, M. Metonymy. In: LAKOFF, G.; JOHNSON, M. Metaphors we live by. Chicago: The University of Chicago Press, 1980, p. 35-40.

LAKOFF, G.; JOHNSON, M. Metonímia. In: LAKOFF, G.; JOHNSON, M. Metáforas da vida cotidiana. Campinas, SP: Mercado de Letras: Educ, 2002, p. 91-98.

MARTELOTTA, M. E.; PALOMANES, R. (2012) Linguística Cognitiva. In: MARTELOTTA, M. E. (org.) Manual de Linguística. São Paulo: Contexto, p. 177-192.

MOISÉS, M.. Dicionário de termos literários. 12. ed. ver. e ampl. São Paulo: Cultrix, 2004. Dados disponíveis em https://books.google.com.br/books?id=0Pn4qAZ-QyoC&printsec=frontcover&hl=pt-br&source=gbs_ge_summary_r&cad=0#v=onepage&q&f=false Acesso em 24 de outubro de 2016.

PANTHER, K.-U. Metonymy as a usage event. In: KRISTIANSEN, G. et al. (Ed.) Cognitive linguistics: current applications and future perspectives. Berlin: Mouton de Gruyter, 2006, p. 145-179.

PETTER, M. Linguagem, língua, linguística. In: FIORIN, J. L. (org.) Introdução à linguística. 6. ed. São Paulo: Contexto, 2010.

RADDEN, G; KÖVECSES, Z. Towards a Theory of Metonymy. In: PANTHER, K; RADDEN, G. Metonymy in Language and Thought. Human cognitive processing. 4° vol. John Benjamins Publishing: 1999. Dados disponíveis em https://books.google.com.br/books?id=82R4CnbaQ0kC&printsec=frontcover&hl=pt-BR&source=gbs_ge_summary_r&cad=0#v=onepage&q&f=false Acesso em 25 de outubro de 2016.

RADDEN, G. How metonymic are metaphors? In: BARCELONA, A., ed., Metaphor and Metonymy at the Crossroads: A Cognitive Perspective, p. 93-108. Berlin, New York: Mouton de Gruyter, 2000.

SILVA, A. S. da. A Linguística Cognitiva: Uma breve introdução a um novo paradigma em Linguística. Dados disponíveis em http://www.inf.unioeste.br/~jorge/MESTRADOS/LETRAS%20-%20MECANISMOS%20DO%20FUNCIONAMENTO%20DA%20LINGUAGEM%20-%20PROCESSAMENTO%20DA%20LINGUAGEM%20NATURAL/ARTIGOS%20INTERESSANTES/Lingu%EDstica%20Cognitiva.pdf Acesso em 10 de janeiro de 2017.

TAYLOR, J. R. Category Extension: Metonymy and Metaphor. In: TAYLOR, J. R. Linguistic Categorization. 3rd. ed. New York: Oxford University Press, 2003, p. 124-132.

Downloads

Publicado

01-10-2017

Como Citar

MIKI YOSHIOKA, J.; SILVA DOS SANTOS, O. J. Processos metonímicos e interpretação: uma leitura em Olhar, de Rubem Fonseca. Domínios de Lingu@gem, [S. l.], v. 11, n. 3, p. 968–982, 2017. DOI: 10.14393/DL30-v11n3a2017-24. Disponível em: https://seer.ufu.br/index.php/dominiosdelinguagem/article/view/37298. Acesso em: 22 maio. 2022.