Os pronomes pessoais em português

uma análise à luz da Linguística Sistêmico-Funcional

Autores

  • Jamilson José Alves-Silva PUC/SP; UNIP

DOI:

https://doi.org/10.14393/DL5-v3n1a2009-4

Palavras-chave:

Linguística Sistêmico-Funcional, Língua portuguesa, Pronomes pessoais, Referência

Resumo

Este artigo tem como objetivo analisar a ocorrência dos pronomes pessoais em um corpus em português do Brasil (doravante PB), tentando verificar quais fatores influenciam a maior ocorrência de pronomes pessoais do caso reto nessa língua e sua preferência por, em muitos casos, deixar vazio o lugar das formas pronominais oblíquas. À luz da Gramática Sistêmico-Funcional, propor-se-ão algumas questões sobre quais elementos contribuem para uma maior ou menor ocorrência dos pronomes pessoais em PB.

Downloads

Não há dados estatísticos.

Biografia do Autor

Jamilson José Alves-Silva, PUC/SP; UNIP

Jamilson José Alves da Silva (ALVES-SILVA, J. J.) é graduado e licenciado em Letras pela Universidade de São Paulo (1996) e mestre em Lingüística Aplicada e Estudos da Linguagem pela Pontifícia Universidade Católica de São Paulo (2004). Ademais, é especialista em Língua Inglesa pela Universidade São Judas Tadeu (2006), especialista em Língua Espanhola pelo Centro Universitário Ibero-Americano (1999), além de graduando em Jornalismo pela Universidade Paulista (2010).

Downloads

Publicado

02.02.2011

Como Citar

ALVES-SILVA, J. J. Os pronomes pessoais em português: uma análise à luz da Linguística Sistêmico-Funcional. Domínios de Lingu@gem, Uberlândia, v. 3, n. 1, p. 90–103, 2011. DOI: 10.14393/DL5-v3n1a2009-4. Disponível em: https://seer.ufu.br/index.php/dominiosdelinguagem/article/view/11498. Acesso em: 14 abr. 2024.