Reflexões a partir da observação de uma aula de Língua de Sinais Brasileira como primeira língua

Autores

  • Maria Cristina Pires Pereira UFSM

Palavras-chave:

Língua de Sinais Brasileira, Primeira língua, Surdos

Resumo

Apesar dos avanços, em termos de legislação, os educadores da linguagem que trabalham com crianças e jovens surdos ainda carecem de conhecimentos teóricos consistentes que embasem as suas práticas. O que vem acontecendo é a reprodução de estratégias sem uma devida reflexão sobre elas. As aulas de língua de sinais brasileira (Libras), conseqüentemente, transformam-se em aulas de tradução para a língua portuguesa. Através de uma observação de uma aula de Libras como primeira língua e de uma entrevista com o professor surdo, proponho alternativas com viés interativo.

PALAVRAS-CHAVE: Língua de Sinais Brasileira - Primeira língua - Surdos.

Downloads

Não há dados estatísticos.

Biografia do Autor

Maria Cristina Pires Pereira, UFSM

Intérprete de Língua de Sinais da Rede Metodista de Educação do Sul. Mestre em Lingüística Aplicada, Universidade do Vale do Rio dos Sinos.

Downloads

Publicado

31-01-2011

Como Citar

PEREIRA, M. C. P. Reflexões a partir da observação de uma aula de Língua de Sinais Brasileira como primeira língua. Domínios de Lingu@gem, [S. l.], v. 2, n. 1, 2011. Disponível em: https://seer.ufu.br/index.php/dominiosdelinguagem/article/view/11477. Acesso em: 17 ago. 2022.