A moral humeana em contexto

Autores

  • Cícero Araújo Universidade de São Paulo (USP)

DOI:

https://doi.org/10.14393/REVEDFIL.v9n18a1995-987

Resumo

Como tantos literati do século XVIII, David Hume (1711-1776) escreveu sobre quase tudo. Para a posteridade, Hume deixou textos sobre filosofia “pura” (metafísica), Moral, Direito e Política, História, Religião, Economia, Crítica literária e Estética – só para citar os mais importantes.

Para o historiador das ideias, tal profusão de temas é muito estimulante, quando vista pelo ângulo das fontes de acesso ao seu pensamento. Mas constitui também uma tremenda dor de cabeça, quando se trata de indicar como se comunicam entre si todas essas incursões do autor na variada paisagem do mundo intelectual. 

O problema torna-se ainda mais complexo ao tentarmos descrever não só a economia da obra do autor, mas suas interações com as ideias de seus contemporâneos, e essas com os diversos fluxos intelectuais provenientes do passado, próximo ou remoto. Se há um campo do mundo das ideias que possui uma ligação atávica com a tradição, esse campo é o das ideias filosóficas. Um físico pode solucionar um problema específico de sua área sem ter que se voltar para a história desse problema e das tentativas de sua solução. Importa-lhe resolver o problema. Filósofos, contudo, têm uma obsessão por acertar contas com o passado. E para o passado se voltam menos para encontrar soluções do que para escavar seus problemas. [...] 

Palavras-chave: Hume; Moral; Filosofia.

Downloads

Não há dados estatísticos.

Biografia do Autor

Cícero Araújo, Universidade de São Paulo (USP)

O autor fez o seu doutorado no Departamento da Filosofia na Universidade de São Paulo.

Downloads

Publicado

2008-10-23

Como Citar

ARAÚJO, C. A moral humeana em contexto. Educação e Filosofia, Uberlândia, v. 9, n. 18, p. 45–58, 2008. DOI: 10.14393/REVEDFIL.v9n18a1995-987. Disponível em: https://seer.ufu.br/index.php/EducacaoFilosofia/article/view/987. Acesso em: 2 mar. 2024.