Trabalho docente e gestão escolar

formação, deformação e tranformação do educador

Autores

  • Maria Vieira Silva Universidade Federal de Uberlândia (UFU)

Palavras-chave:

Educação, Política, Organização do trabalho escolar

Resumo

Este estudo objetiva refletir sobre a formação do educador e sua atuação, assim como sobre as possibilidades de se construir uma gestão que negue as relações despóticas, hierarquizadoras e burocratizadoras da organização do trabalho escolar. Para tanto, recorremos aos estudos marxianos para depreender a historicidade e contraditoriedade das relações de trabalho, evidenciando que mesmo sob as relações alienadoras de trabalho é possível produzir mecanismos que contribuam para sua superação. Nesse quadro, discutimos o processo de proletarização dos profissionais da educação como também suas manifestações de resistência à lógica do capital.

Ao buscarmos a compreensão desse caráter contraditório intrínseco às relações de trabalho analisamos a historicidade da relação Homem-Natureza-Trabalho - relação esta que determina a identidade do Homem enquanto sujeito histórico - e os mecanismos criados pela sociedade capitalista para mediar a relação capital-trabalho. Para tanto, estudamos algumas teorias do gerenciamento que se consolidaram na fase pós-Revolução Industrial, as novas perspectivas que se efetivam no contexto neoliberal e suas influências no campo educacional. [...]

Palavras-chave: Educação; Política; Organização do trabalho escolar. 

Downloads

Não há dados estatísticos.

Biografia do Autor

Maria Vieira Silva, Universidade Federal de Uberlândia (UFU)

Professora do Departamento de Fundamentos da Educação da UFU

Downloads

Publicado

2008-10-22

Como Citar

SILVA, M. V. Trabalho docente e gestão escolar: formação, deformação e tranformação do educador. Educação e Filosofia, Uberlândia, v. 10, n. 19, p. 211–212, 2008. Disponível em: https://seer.ufu.br/index.php/EducacaoFilosofia/article/view/983. Acesso em: 25 fev. 2024.

Edição

Seção

Resumos de teses e de dissertações