A práxis freireana na educação

Autores

  • Tânia Maria Marinho Sampaio Centro Federal de Educação Tecnológica do Rio de Janeiro (CEFET - RJ)

DOI:

https://doi.org/10.14393/REVEDFIL.v10n19a1996-964

Palavras-chave:

Educação, Paulo Freire, Práxis na educação freireana

Resumo

Pautando-nos sob a perspectiva em torno de um paradigma que venha efetivamente expressar a face interna de uma nova sociedade, é que vemos para a realidade brasileira, a prática de Paulo Freire como a via que se coaduna com a possibilidade real de abalar as estruturas em que está pautada a atual sociedade. E dizemos possibilidade real de abalo, posto que de nada adianta, e sabemos bem disso, promover a reforma agrária, a democratização da cultura, a participação decisória pelo voto e tantos outros mecanismos, se realmente não alcançarmos, no seu âmago, o “latifúndio humano” para transformá-lo em justa terra humana. Quantas vezes vivenciamos “atitudes reformistas” que tão-somente condizem com a mera alteração do visual da conjuntura social, que continua escorada numa estrutura rígida, na qual poucos homens permanecem donos de tantos outros. Na alteração puramente conjuntural, apenas as peças são superficialmente trocadas, mas o tabuleiro do jogo social, o qual se faz campo de ação, permanece agasalhando suas peças, tão-somente em posições trocadas; é mister que as regras do jogo essas sim se refaçam justas, se refaçam humanas. 

Palavras-chave: Educação; Paulo Freire; Práxis na educação freireana.

Downloads

Não há dados estatísticos.

Biografia do Autor

Tânia Maria Marinho Sampaio, Centro Federal de Educação Tecnológica do Rio de Janeiro (CEFET - RJ)

Professora do Programa de Pós-Graduação na área de Tecnologia Educacional do CEFET - RJ.

Referências

BRANDÃO, Carlos Rodrigues. O que é metodo Paulo Freire. São Paulo, Brasiliense, 15ª ed., 1989.

FREIRE, Paulo. Ação cultural para a liberdade e outros ensaios. Rio de Janeiro, Paz e Terra, 8ª ed., 1982.

FREIRE, Paulo. Educação como prática da liberdade. Rio de Janeiro, Paz e Terra, 1983.

FREIRE, Paulo. Pedagogia do oprimido. Rio de Janeiro, Paz e Terra, 1983.

SHOR, I. e FREIRE, P. Medo e ousadia: o cotidiano do professor. Rio de Janeiro, Paz e Terra, 1986.

Downloads

Publicado

2008-10-22

Como Citar

SAMPAIO, T. M. M. A práxis freireana na educação. Educação e Filosofia, Uberlândia, v. 10, n. 19, p. 7–16, 2008. DOI: 10.14393/REVEDFIL.v10n19a1996-964. Disponível em: https://seer.ufu.br/index.php/EducacaoFilosofia/article/view/964. Acesso em: 3 mar. 2024.