A percepção do orientador educacional sobre suas atividades e sua função

Autores

  • Zaida Barros Dias

Palavras-chave:

Atuação do Orientador Educacional, Função do Orientador Educacional, Escolas estaduais

Resumo

Este estudo se propõe a analisar o papel e a prática/atuação do Orientador Educacional nas escolas estaduais de 1° Grau existentes na cidade de Uberlândia, a fim de buscar nesta atuação, práticas de orientação educacional que possam contribuir para a melhoria da escola pública.

Portanto, realizou-se entrevistas com 13 Orientadores Educacionais, e a partir de seus relatos e da percepção que os mesmos manifestaram de sua função e de seu papel, foi uma análise crítica do trabalho desenvolvido por estes profissionais.

Pudemos constatar, de acordo com a pesquisa desenvolvida, que a orientação educacional, na prática, não tem objetivos definidos, assumindo características diferentes de uma escola para outra. Esses objetivos introjetados pelos orientadores, às vezes, mais claros para uns, mais difusos para outros, estão ligados ao conceito de Educação, de Orientação e ao tipo de homem que se quer formar.

Tais conclusões levam à necessidade de uma revisão e reorientação do trabalho de orientação educacional nas escolas estaduais.

Palavras-chave: Atuação do Orientador Educacional; Função do Orientador Educacional; Escolas estaduais.

Downloads

Não há dados estatísticos.

Downloads

Publicado

2008-10-15

Como Citar

DIAS, Z. B. A percepção do orientador educacional sobre suas atividades e sua função. Educação e Filosofia, Uberlândia, v. 10, n. 20, p. 297, 2008. Disponível em: https://seer.ufu.br/index.php/EducacaoFilosofia/article/view/960. Acesso em: 17 abr. 2024.

Edição

Seção

Resumos de teses e de dissertações