Confiança na educação

fundamento para o ato educativo protestante no Brasil

Autores

  • Almiro Schulz Centro Universitário do Triângulo (UNITRI)

DOI:

https://doi.org/10.14393/REVEDFIL.v16n32a2002-666

Palavras-chave:

Protestantismo, Educação, Confiança

Resumo

Abstract: Protestantism, on being inserted in Brazil, at the end of the later century, has given great confidence on education. It was considered as indispensable to the influence that one intended to exercise on Brazilian society. This conception had its roots in American Liberalism and it was founded on sacred writings. Its approach and education practice was turned to the individual, who has became the center of Protestant educative act. It has given confidence also in an education worried to the use of a modern pedagogy and methodology, in a country where education was precarious. Progress would be reached by means of a protestant culture and education.

Key words: Protestantism; Education; Confidence.

 

Resumo: O Protestantismo ao se inserir no Brasil, no final do século passado e início deste, depositou grande confiança na educação; considerava-a indispensável para a influência que pretendia exercer na sociedade brasileira. Essa sua concepção tem suas raízes no liberalismo norte americano, sendo fundamentada nas Escrituras Sagradas. Sua visão e prática educativa esteve voltada para o indivíduo, que se tornou o centro de seu ato educativo. Confiava também numa educação voltada para o uso de uma pedagogia e metodologia moderna, num país cuja educação era precária; entendia que o progresso seria alcançado através da educação e cultura protestante.

Palavras-chave: Protestantismo; Educação; Confiança.

Downloads

Não há dados estatísticos.

Biografia do Autor

Almiro Schulz, Centro Universitário do Triângulo (UNITRI)

Professor Adjunto no Programa de Mestrado em Educação do Centro Universitário do Triângulo -UNIT.

Referências

ALVES, R. Dogmatismo e Tolerância. São Paulo: Edições Paulinas, 1982.

_____. Protestantismo e Repressão. São Paulo: Editora Atila, 1979.

AMARAL, E. M. do. O Protestantismo e a Reforma. São Paulo: Sociedade Cristianismo, 1962.

AZEVEDO, F. de. A Cultura Brasileira. São Paulo: Universidade de Brasília, 1963.

AZEVEDO, I. B. de. A Celebração do Indivíduo — A forma liberal do protestantismo Batista no Brasil. Rio de janeiro: 1995 (mimeografado).

BARBANTI, M. L. S.H. Escolas Americanas de Confissão Protestante na Província de São Paulo. São Paulo: USP, 1977 (mimeografado).

CAVALCANTI, R. Cristianismo e Política. Campinas: Nascente Editora, 1985.

CESAR, V. Protestantismo e Imperialismo na América Latina. Petrópolis: Editora vozes, 1968.

COMÉNIO, J. A. Didactica Magna. Porto: Fundação Calouste Gulbenkian, 1985.

CRABTREE, A Q. História dos Batistas no Brasil. Rio de Janeiro: Casa Publicadora Batista, 1962.

DEWEY, J. Liberalismo, Liberdade e Cultura. São Paulo: Companhia Editora Nacional, 1970.

GARCEZ, B. N. Mackenzie. São Paulo: Casa Editora Presbiteriana, 1970.

GARCIA, W. E. Inovação Educacional no Brasil; problemas e perspectivas. São Paulo: Cortez Editora / Autores Associados, 1980.

HACK, O. H. Protestantismo e Educação Brasileira. São Paulo: Casa Publicadora Presbiteriana, 1985.

LEPARGNEUR, H. Humanismo Cristão e Educação Brasileira. In: Reflexão. Campinas: PUCAMP, 25:5-3à, jan/abril, 1972.

LANGSTON, A B. O Princípio do Individualismo em suas Expressões Doutrinárias ou um Exame dos Alicerces das Crenças Batistas. Rio de Janeiro: Casa Publicadora Batista,1933.

_____. Esboço de Teologia Sistemática. Rio de Janeiro: Casa Publicadora Batista, s/ d.

LASKI, H. J. O Liberalismo Europeu. São Paulo: Editora Mestre Jou, 1973.

LEONARD, É. G. O Protestantismo Brasileiro. São Paulo: ASTE, 1963.

MACHADO, J. N. Ideologia da Proposta de Educação Batista à Luz da Teoria de Morin. Piracicaba: UNIMEP, 1997 (mimeografado).

MACIEL, E. O Pietismo no Brasil. Goiânia: 1972 (mimeografado).

MENDONÇA, A. G. O Celeste Porvir; a Inserção do Protestantismo no Brasil. São Paulo: Edições Paulinas, 1984.

_____. Ideologia e Missão Religiosa. In: Simpósio. São Paulo: ASTE, 19, julho de 1979. p. 143-158.

NASCIMENTO, J. do. O Sistema Pedagógico Confessional Metodista. São Paulo: Fundação Escola de Sociologia e Política de São Paulo, 1980 (mimeografado).

NOVAES NETO, A. F. de. As Crises de um Ideal: os primórdios dos Institutos Granbery. Piracicaba: UNIMEP, 1997.

RAMANLHO, J. P. Prática Educativa e Sociedade. Rio de Janeiro: Zahar Editores, 1976.

RIBEIRO, B. Protestantismo e Cultura Brasileira. São Paulo: Casa Publicadora Presbiteriana, 1981.

SANTOS: T. M. Noções de Filosofia da Educação. São Paulo: Companhia Editora Nacional, 1966.

SAVIANI, D. Escola e Democracia. São Paulo: Cortez Editora, 1983.

SHEPARD, J. W. Entrevista para O Jornal Batista. Rio de Janeiro: Casa Publicadora Batista, s/ d.

SHROEDER, E. O. Análise da Proposta Educacional das Escolas Metodistas. Rio de Janeiro: Fundação Getúlio Vargas, 1982 (mimeografado).

VASQUES, A. S. Ética. Rio de Janeiro: Civilização Brasileira, 1985.

VIEIRA, D. G. Protestantismo, Maçonaria e a Questão Religiosa no Brasil-

WALKER, W. História da Igreja Cristã. s/d.

WEBER, Max. Ética Protestante e o Espírito do Capitalismo. São Paulo: Livraria Pioneira, 1967.

Downloads

Publicado

2008-08-11

Como Citar

SCHULZ, A. Confiança na educação : fundamento para o ato educativo protestante no Brasil. Educação e Filosofia, Uberlândia, v. 16, n. 32, p. 31–62, 2008. DOI: 10.14393/REVEDFIL.v16n32a2002-666. Disponível em: https://seer.ufu.br/index.php/EducacaoFilosofia/article/view/666. Acesso em: 22 fev. 2024.