A invenção do tempo: diálogos no precipício do texto

Autores

DOI:

https://doi.org/10.14393/REVEDFIL.v36n78a2022-65341

Palavras-chave:

Byung-Chul Han, Tempo, Arte e Educação

Resumo

A obra em questão, Favor fechar os olhos: em busca de um outro tempo, de Byung-Chul Han, nascido na Coreia e radicado na Alemanha, onde é professor de Filosofia e Estudos Culturais na Universidade de Berlim, se trata de uma reflexão filosófica acerca das questões que envolvem o paradigma digital contemporâneo atrelado à problemática do tempo, e, mais propriamente, acerca do ato natural de fechar os olhos ante a coação permanente pelo visual, pela vigilância.

O ensaio de Byung-Chul Han está dividido em cinco capítulos, os quais poderíamos nominar de cinco tempos: O tempo do silêncio, O tempo bom, O tempo da festa, O tempo do outro e Em um tempo inoportuno; à partida se pode observar os títulos como uma espécie de ideia reguladora, ou seja, como uma dimensão de alteridade, de algum modo, inspirada em um pensamento ético como o de Emmanuel Lévinas. Nesta resenha crítica, procuramos esboçar reflexões possíveis advindas desse trabalho.

Data de registro: 07/04/2022

Data de aceite: 27/10/2022

Downloads

Não há dados estatísticos.

Biografia do Autor

Bernardo Gomes Barbosa Nogueira, Universidade Vale do Rio Doce (Univale)

Doutor em Direito pela Pontifícia Universidade Católica de Minas Gerias (PUC-MG). Professor de Direito e no Programa de Pós-Graduação em Gestão Integrada do Território da Universidade do Vale do Rio Doce (Univale). E-mail: bernardo.nogueira@univale.br. Lattes: http://lattes.cnpq.br/8970715085414975. ORCID: https://orcid.org/0000-0002-8882-6223.

Eunice Maria Nazarethe Nonato, Universidade Vale do Rio Doce (Univale)

Doutado pela Universidade Vale do Rio dos Sinos (Unisinos). Professora no curso de Pedagogia e no curso de Mestrado em Gestão Integrada do Território da Universidade Vale do Rio Doce (Univale). E-mail: eunice.nonato@univale.br. Lattes: http://lattes.cnpq.br/7829989727493141. ORCID: https://orcid.org/0000-0003-3583-3777.

Edmarcius Carvalho Novaes, Universidade Vale do Rio Doce (Univale)

Doutorando em Ciências Humanas na Universidade Federal de Santa Catarina (UFSC). Professor, pesquisador e Gestor na (UNIVALE). E-mail: edmarcius@hotmail.com. Lattes: http://lattes.cnpq.br/1839934028603060. ORCID: https://orcid.org/0000-0002-1901-0167.

Referências

ADORNO, Theodor. W. Indústria Cultural e sociedade; seleção de textos Jorge Mattos Britto de Almeida; tradução Julia Elisabeth Levy [et. al]. São Paulo: Paz e Terra, 2002.

ARISTÓTELES. Ética a Nicômaco. Coleção: Os pensadores. São Paulo: Nova Cultural, 1987.

BADIOU, Alain; TRUONG, Nicolas. Elogio ao amor. Tradução Dorothée de Bruchard. São Paulo: Martins Fontes, 2013.

BAUMAN, Zygmunt. Modernidade líquida. Rio de Janeiro: Editora Zahar, 2001.

CRARY, Jonathan. 24/7: capitalismo tardio e os fins do sono. Tradução Joaquim Toledo Jr. São Paulo: Ubu Editora. 2016.

DARDOT, Pierre; LAVAL, Christian. A nova razão do mundo: ensaio sobre a sociedade neoliberal. São Paulo: Editora Boitempo, 2013.

HAN, Byung-Chul. A agonia do eros. Petrópolis/RJ: Vozes, 2019.

HAN, Byung-Chul. Favor fechar os olhos: em busca de um outro tempo. tradução de Lucas Machado. Petrópolis/RJ: Vozes, 2021.

HAN, Byung-Chul. Sociedade do cansaço. Petrópolis/RJ: Vozes, 2017.

HARTOG, François. Regimes d’historicité; présentisme et expériences du temps. Paris: Seuil, 1997.

LEVINAS, Emmanuel. Totalidade e infinito: trad. José Pinto Ribeiro. - 3ª ed. - Lisboa: Edições 70, 2008

NORBERT, Elias. Sobre o Tempo. Rio de Janeiro: Jorge Zahar, 1998.

KRENAK, Ailton. A vida não é útil. Pesquisa e organização Rita Carelli. 1ª ed. São Paulo: Companhia das Letras, 2020.

Downloads

Publicado

2023-01-04

Como Citar

NOGUEIRA, B. G. B.; NONATO, E. M. N.; NOVAES, E. C. A invenção do tempo: diálogos no precipício do texto. Educação e Filosofia, Uberlândia, v. 36, n. 78, p. 1863–1876, 2023. DOI: 10.14393/REVEDFIL.v36n78a2022-65341. Disponível em: https://seer.ufu.br/index.php/EducacaoFilosofia/article/view/65341. Acesso em: 17 jul. 2024.

Edição

Seção

Resenhas