Educação e Qualificação Profissional no Contexto do Trabalho Migrante Sul-Norte

Autores

DOI:

https://doi.org/10.14393/REVEDFIL.v36n78a2022-65303

Palavras-chave:

Migração, Trabalhadores/as, Educação, Qualificação Profissional, Globalização, Trabalho

Resumo

Resumo: O artigo aborda historicamente a imigração internacional no sentido dos países do Sul aos países do Norte, apresentando indicativos recentes sobre o tema, a partir da perspectiva da atual globalização econômica, na fase da divisão sociotécnica do trabalho marcada pela difusão da tecnologia digital ou Indústria 4.0. São considerados dados da EUROSTAT (2020), e relatórios da International Organization for Migration (IOM, 2020) e da World Migration Report (2019). Os referenciais teóricos remetem ao materialismo histórico-dialético, centrando-se na relação entre expropriação e exploração do trabalho contemporâneo e considerando o trabalho imigrante, em particular com maiores níveis de formação escolar e qualificação especialmente nos países do Norte, como mais um elemento econômico, ideológico e político, no âmbito das políticas públicas dos governos, para o controle do trabalho pelo capital. Ao fim, algumas questões metodologias são retomadas e indicativos políticos que atualmente se configuram são brevemente apresentados. Para a burguesia e governos neoliberais a imigração é uma estratégia política que, quando concernente à trabalhadores/as de baixa formação e qualificação, se traduz em um “problema”, mas, se tratando daqueles melhores formados e qualificados, tem sido estimulada.

Palavras-chave: Trabalho; Migração; Trabalhadores/as; Educação; Qualificação Profissional; Globalização

Education and professional qualification in the context of south-north migrant work

Abstract: The article historically addresses international immigration, presenting recent indications on the topic, from the perspective of the current economic globalization, in the phase of the socio-technical division of labor marked by the diffusion of digital technology or Industry 4.0. Data from EUROSTAT (2020), and reports from the International Organization for Migration (IOM, 2020) and from the World Migration Report (2019) are considered. Theoretical references refer to historical dialectic materialism, focusing on the relationship between expropriation and exploitation of contemporary work and considering immigrant work, with higher levels of school education and qualification, especially in Northern countries, as another economic element, ideological and political, within the scope of public policies of governments, for the control of labor by capital. At the end, some methodological issues are taken up and political indications that are currently configured are briefly presented. For the bourgeoisie and neoliberal governments, immigration is a political strategy that, when it comes to low-educated and qualified workers, translates into a “problem”, but, in the case of those better trained and qualified, it has been stimulated.

Keyword: Work. Migration. Workers. Education. Professional qualification. Globalization

Educación y Cualificación Profesional en el Contexto del Trabajo Migratorio Sur-Norte

Resumen: El artículo aborda históricamente la inmigración internacional de los países del Sur a los países del Norte, presentando indicios recientes sobre el tema, en la perspectiva de la actual globalización económica, en la fase de la división sociotécnica del trabajo marcada por la difusión de la tecnología digital o Industria 4.0. Se consideran datos de EUROSTAT (2020) e informes de la Organización Internacional para las Migraciones (OIM, 2020) y el Informe sobre las Migraciones en el Mundo (2019). Las referencias teóricas se refieren al materialismo histórico-dialéctico, centrándose en la relación entre expropiación y explotación del trabajo contemporáneo y considerando el trabajo de inmigrantes, en particular con mayores niveles de educación y calificación, especialmente en los países del Norte, como un elemento económico, ideológico y político más. en el ámbito de las políticas públicas de los gobiernos, para el control del trabajo por parte del capital. Al final, se retoman algunos temas metodológicos y se presentan brevemente los indicadores políticos que están configurados actualmente. Para los gobiernos burgueses y neoliberales, la inmigración es una estrategia política que, cuando se trata de trabajadores con baja formación y calificación, se traduce en un “problema”, pero, cuando se trata de los que están mejor educados y calificados, ha sido estimulada.

Palabras llave: Trabajo; Migración; Trabajadores; Educación; Calificación Profesional; Globalización

Data de registro: 03/04/2022

Data de aceite: 26/10/2022

Downloads

Não há dados estatísticos.

Biografia do Autor

Fabiane Santana Previtali, Universidade Federal de Uberlândia (UFU)

Doutora em Ciências Sociais pela Universidade Estadual de Campinas (UNICAMP). Professora Titular na Universidade Federal de Uberlândia (UFU). E-mail: fabiane.previtali@gmail.com. Lattes: http://lattes.cnpq.br/8154680248919577. ORCID: https://orcid.org/0000-0002-8079-5557.

 

Cílson César Fagiani, Universidade de Uberaba (Uniube)

Doutor em Educação (PPGED/UFU, bolsa Fapemig). Docente do Programa de Pós-graduação em Educação da Universidade de Uberaba (UNIUBE). E-mail: cilsoncf@gmail.com. Lattes: http://lattes.cnpq.br/4134706977566412. ORCID: http://orcid.org/0000-0003-4554-5613.

Sérgio Paulo Morais, Universidade Federal de Uberlândia (UFU)

Doutor em História pela Pontifícia Universidade Católica de São Paulo (PUCSP). Professor Associado da Universidade Federal de Uberlândia (UFU). E-mail: moraissp@yahoo.com.br. Lattes: http://lattes.cnpq.br/1338723525544602. ORCID: https://orcid.org/0000-0001-7827-3373.

Referências

Times. Work, Employment and Society, [s. l.], v. 32, n. 3, p. 447-457, 2018. DOI: https://doi.org/10.1177/0950017018762088. Disponível em: https://journals.sagepub.com/doi/10.1177/0950017018762088. Acesso em: 23 jan. 2019.

ANTUNES, Ricardo. O Privilégio da servidão. São Paulo: Boitempo, 2018.

ANTUNES, Ricardo. Os sentidos do trabalho. São Paulo: Boitempo, 2000.

BASSO, Pietro. Imigração na Europa: características e perspectivas. In: ANTUNES, Ricardo (Org.). Riqueza e miséria do trabalho no Brasil. São Paulo: Boitempo, 2013. (v. 2). p. 29-42.

BENSAÏD, Daniel. Os despossuídos: Karl Marx, os ladrões de madeira e o direito dos pobres. In: MARX, Karl. Os despossuídos: debate sobre a lei referente ao uso da madeira. São Paulo: Boitempo, 2017. p. 11-74.

BLACKBURN, Robin. A construção do escravismo no Novo Mundo: do barroco ao moderno, 1492-1800. Rio de Janeiro: Record, 2003.

CASTELLS, Manuel. A sociedade em rede. São Paulo: Paz e Terra, 2009.

CHESNAIS, François. A mundialização do capital. São Paulo: Xamã, 1996.

CILLO, Rossana; PEROCCO, Fábio. Subcontratação e exploração diferenciada dos trabalhadores imigrados: o caso de três setores na Itália. In: ANTUNES, Ricardo (Org.). Riqueza e miséria do trabalho no Brasil IV. São Paulo: Boitempo, 2019. p. 83-99.

COSTA, Emília Viotti da. Da monarquia à república: momentos decisivos. São Paulo: Grijalbo, 1977.

ENGELS, Friedrich. A situação da classe trabalhadora na Inglaterra. São Paulo: Boitempo, 2010.

EUROSTAT. Enforcement of Immigration Legislation Statistics. [S. l.: s. n.], 2020. Disponível em: https://ec.europa.eu/eurostat/statistics-explained/pdfscache/37449.pdf. Acesso em: 3 mai. 2020.

FERNANDES, Florestan. Sociedade de classes e subdesenvolvimento. São Paulo: Global, 2008.

GOES, Eunice. Eleições no Reino Unido: efeitos Brexit e austeridade produzem surpresa eleitoral. Relações Internacionais, Lisboa, n. 56, p. 77-92, 2017. DOI: https://doi.org/10.23906/ri2017.56a05. Disponível em: https://ipri.unl.pt/images/publicacoes/revista_ri/pdf/ri56/RI56art05EG.pdf. Acesso em: 17 mai. 2023.

HARVEY, David. O enigma do Capital. São Paulo: Boitempo, 2011.

HEROD, Andrew. Labor as Agent of Globalization and as a Global Agent. In: COX, Kevin R. (Org.). Spaces of Globalization. New York: Guilford, 1997. p. 167-200.

HOBSBAWM, Eric John. Da revolução industrial inglesa ao imperialismo. 6. ed. Rio de Janeiro: Forense, 2014.

INTERNATIONAL MIGRATION REPORT (IMR). United Nations, department of economic and social affairs, population division. International Migration 2019, Report (ST/ESA/SER.A/438). [S. l.: s. n.], 2019. Disponível em: www.unpopulation.org. Acesso em: 20 abr. 2020.

INTERNATIONAL ORGANIZATION FOR MIGRATION (IOM). World Migration Report 2020. [S. l.: s. n.], 2020. Disponível em: https://www.iom.int/wmr/. Acesso em: 18 abr. 2010.

JAMES, Cyril Lionel Robert. Os jacobinos negros: Toussaint Louverture e a revolução de São Domingos. São Paulo: Boitempo, 2010.

LINEBAUGH, Peter. Todas as montanhas atlânticas estremeceram. Revista Brasileira de História, São Paulo, ano 3, n. 6, p. 7-46, 1983.

LINEBAUGH, Peter; REDIKER, Marcus. A hidra de muitas cabeças: marinheiros, escravos, plebeus e a história oculta do Atlântico revolucionário. São Paulo: Companhia das Letras, 2008.

MARX, Karl. A Lei da queda tendencial da taxa de lucro. In: MARX, Karl. O Capital. São Paulo: Boitempo, 2017b. (v. 3, Seção 3). p. 249-308.

MARX, Karl. O Capital. São Paulo: Boitempo, 2013. (v. 1).

MARX, Karl. Os despossuídos: debate sobre a lei referente ao uso da madeira. São Paulo: Boitempo, 2017a.

MÉSZÁROS, István. Estrutura social e formas de consciência II. São Paulo: Boitempo, 2011.

MORAIS, Sérgio Paulo; SANTANA, Fabiano Silva. Industrialização e trabalhadores: notas de pesquisa sobre trabalho operário globalizado. Revista Caminhos de Geografia (UFU), Uberlândia, v. 14, n. 45, p. 12-21, 2013. DOI: https://doi.org/10.14393/RCG144516787. Disponível em: https://seer.ufu.br/index.php/caminhosdegeografia/article/view/16787. Acesso em: 17 maio 2023.

NADDI, Beatriz Walid de Magalhães; BELUCCI, Vítor Prevedel. Fronteira México-Estados Unidos: um panorama geral. Revista InterAção, Santa Maria, v. 7, n. 7, p. 94-126, 2014. DOI: https://doi.org/10.5902/2357797516807. Disponível em: https://periodicos.ufsm.br/interacao/article/view/94-126. Acesso em: 17 maio 2023.

PEREZ, Carlota. Las Raíces Tecnológicas y las Consecuencias Estructurales de la “Doble Burbuja” en el cambio de siglo. Cuadernos del Cendes, [s. l.], año 35, n. 98, 2018. Disponível em: carlotaperez.org. Acesso em: 10 ago. 2019.

PORTELLI, Alessandro. Terni em greve: 2004. In: PORTELLI, Alessandro et al. (Orgs.). Mundo dos trabalhadores, lutas e projetos: temas e perspectives de investigação na historiografia contemporânea. Cascavel: Edunioeste, 2009.

PRADO JUNIOR, Caio. História econômica do Brasil. São Paulo: Ed. Brasiliense, 2006.

PREVITALI, Fabiane Santana et al. Globalização, relações interfirmas e trabalho no século XXI. História e Perspectivas, Uberlândia, v. 25, n. 46, p. 181-208, 2012. Disponível em: http://www.seer.ufu.br/index.php/historiaperspectivas/article/view/19452. Acesso em: 12 ago. 2018.

PREVITALI, Fabiane Santana. Controle e resistência na organização do trabalho no setor automotivo: o caso de uma empresa montadora nos anos 90. 2002. Tese (Doutorado em Ciências Sociais) - Instituto de Filosofia e Ciências Humanas, Universidade Estadual de Campinas, Campinas, 2002.

PREVITALI, Fabiane Santana; FAGIANI, Cílson César. Estado de bem-estar social, neoliberalismo e estado gestor: aproximações globais. In: LUCENA, Carlos; PREVITALI, Fabiane Santana; LUCENA, Lurdes (Orgs.). A crise da democracia brasileira. Uberlândia: Navegando, 2017.

PREVITALI, Fabiane Santana; FAGIANI, Cílson César. Trabalho e educação na nova ordem capitalista: inovação técnica, qualificação e precarização. Revista HISTEDBR On-line, Campinas, v. 15, n. 65, p. 58-72, 2015. DOI: https://doi.org/10.20396/rho.v15i65.8642696. Disponível em: https://periodicos.sbu.unicamp.br/ojs/index.php/histedbr/article/view/8642696. Acesso em: 17 mai. 2015.

REDIKER, Marcus. O navio negreiro: uma história humana. São Paulo: Companhia das Letras, 2011.

REIS, Rossana Rocha. Soberania, direitos humanos e migrações internacionais. Revista Brasileira de Ciências Sociais, São Paulo, v. 19, n. 55, p. 149-163, 2004. DOI: https://doi.org/10.1590/S0102-69092004000200009. Disponível em: https://www.scielo.br/j/rbcsoc/a/xLMhjxfpPVP6RwxGxzWL6xG. Acesso em: 17 maio 2023.

RUBERY, Jill et al. Challenges and contradictions in the ‘normalising’ of precarious work. Work, Employment and Society, [s. l.], v. 32, n. 3, p. 509-527, 2018. DOI: https://doi.org/10.1177/0950017017751790. Disponível em: https://journals.sagepub.com/doi/10.1177/0950017017751790. Acesso em: 19 mai. 2019.

THOMPSON, Edward Palmer. A formação da classe operária inglesa: a árvore da liberdade. Rio de Janeiro: Paz e Terra, 1987.

THOMPSON, Edward Palmer. Costumes em comum. São Paulo: Companhia das Letras, 1998.

VENDRAMINI, Célia Regina. A categoria migração na perspectiva do materialismo histórico e dialético. Katálysis, Florianópolis, v. 21, p. 239-260, 2018.

VILLEN, Patrícia. A face qualificada-especializada do trabalho imigrante no Brasil: temporalidade e flexibilidade. Caderno CRH, Salvador, v. 30, n. 79, p. 33-50, 2017. DOI: http://doi.org/10.1590/S0103-49792017000100003. Disponível em: https://www.scielo.br/j/ccrh/a/MHNPBTGtNnLsBLMxBKZrPKR. Acesso em: 14 maio 2017.

WILLIAMS, Raymond. O campo e a cidade na história e na literatura. São Paulo: Companhia das Letras, 2011.

Downloads

Publicado

2022-12-15

Como Citar

PREVITALI, F. S.; FAGIANI, C. C.; MORAIS, S. P. Educação e Qualificação Profissional no Contexto do Trabalho Migrante Sul-Norte. Educação e Filosofia, Uberlândia, v. 36, n. 78, p. 1359–1387, 2022. DOI: 10.14393/REVEDFIL.v36n78a2022-65303. Disponível em: https://seer.ufu.br/index.php/EducacaoFilosofia/article/view/65303. Acesso em: 18 jul. 2024.

Edição

Seção

Artigos