Apontamentos retóricos sobre o conceito de oração em Teresa d'Ávila:

rumo a uma pedagogia mística

Autores

DOI:

https://doi.org/10.14393/REVEDFIL.v35n75a2021-59384

Palavras-chave:

Oração, Técnica, Ensino, Retórica, Conhecimento

Resumo

Apontamentos retóricos sobre o conceito de oração em Teresa d'Ávila: rumo a uma pedagogia mística

Resumo: Neste texto apresento algumas reflexões que se constituíram por meio de leituras do pensamento filosófico e religioso de Teresa D’Ávila. Meus objetivos concentram-se em identificar elementos teóricos vinculados à educação do pensamento renascentista-moderno na Espanha. Dentre os conceitos investigados, ressalto a relação entre ensino, oração e praxis no discurso cristão, inferindo, neste contexto, sobre a possibilidade de uma pedagogia teresiana. O foco de minha análise repousa na obra Castelo interior, a qual, do ponto de vista retórico, configura-se como um relato da experiência vivida pela autora. Tal fato leva-me a refletir os escritos da monja carmelita como um certo tipo de ensino, fundado na experiência mística. Assim, a estrutura do conceito de oração em Teresa desvela-se em uma prática de meditação que gera e impulsiona o conhecimento de si e para o outro. A oração, então, pode ser apreendida tal como qualquer outro tipo de instrução (técnica), por meio de etapas (método), e apresentando um resultado: a união entre a alma e Deus. Dessa união resulta um tipo subjetivo de conhecimento, a saber: o conhecimento místico.

Palavras chaves: oração; técnica; ensino; retórica; conhecimento.

Rhetorical notes on the concept of prayer in Teresa of Ávila: towards a mystical pedagogy

Abstract: In this paper, I present some reflections resulting from readings on Teresa of Ávila philosophical and religious thought. My objectives are focused on identifying theoretical elements that are linked to education in the Renaissance Modern thought in Spain. Among the concepts investigated, I highlight the relationship between teaching, prayer and praxis in Christian discourse, inferring, in this context, the existence of a Teresian pedagogy. The focus of my analysis is on  Interior castle, which, from a rhetorical point of view, is configured as an account of the experience lived by the author. This fact leads me to reflect on the writings of the Carmelite nun as a certain type of teaching, based on mystical experience. Thus, the structure of the concept of prayer in Teresa is revealed in a meditation practice that generates and impels knowledge of oneself and for the other. Prayer, then, can be apprehended just like any other kind of instruction (technique), through stages (method), and presenting a result: the union between the soul and God (mystical knowledge). From this union results a subjective type of knowledge, namely: mystical knowledge.

Key-words: prayer; technique; teaching, rhetoric; knowledge.

Note retoriche sul concetto preghiera in pensiero teresiano: verso uma pedagogia mistica

Astratto: In questo testo presentiamo alcune riflessioni che sono state costituite attraverso letture del pensiero filosofico e religioso di Teresa de Ávila. Nostri obiettivi sono focalizzati sull'individuazione di elementi teorici legati all'educazione del pensiero medievale. Tra i concetti indagati, si evidenzia il rapporto tra insegnamento, preghiera e prassi nel discorso cristiano, inferendo, in questo contesto, la possibilità di una pedagogia teresiana. Il fulcro della nostra analisi poggia sull'opera Castelo interior, che, da un punto di vista retorico, si configura come racconto dell'esperienza vissuta dall'autore. Questo fatto ci porta a riflettere gli scritti della monaca carmelitana come un certo tipo di insegnamento, basato sull'esperienza mistica. Così, la struttura del concetto di preghiera in Teresa si rivela in una pratica meditativa che genera e spinge alla conoscenza di sé e per l'altro. La preghiera, quindi, può essere appresa proprio come qualsiasi altro tipo di istruzione (tecnica), attraverso passaggi (metodo), e presentando un risultato finale: l'unione tra l'anima e Dio (conoscenza mistica).

Parola chiave: preghiera; técnica; insgnamento; retorica; conoscenza.

Data de registro: 19/02/2021

Data de aceite: 20/10/2021

Downloads

Não há dados estatísticos.

Biografia do Autor

Gustavo Piovezan, Universidade Federal de Rondônia (UNIR)

Doutor em Educação para a Ciência e a Matemática pela Universidade Estadual de Maringá (UEM). Professor na Universidade Federal de Rondônia (UNIR). E-mail: gpiovezan@unir.br. ORCID: https://orcid.org/0000-0001-8483-6283. LATTES: http://lattes.cnpq.br/0241426638379939

Referências

AGOSTINHO, SANTO. Confissões (Livros VII, X e XI. Tradução de Arnaldo Espírito Santo, João Beato e Maria Cristina Castro-Maia de Souza Pimentel. Covilhã: LusoSofia, 2008.

BARBOZA, Marcos A. Pedagogia, mística e espiritualidade na configuração do pensamento de São João da Cruz (1542-1591). Maringá: Aduem, 2010.

BÍBLIA. Bíblia de Jerusalém. São Paulo: Paulus, 2002.

CRUZ, João da. Noite escura da alma. In: Obras Completas. Petrópolis: Vozes, 2002, p.437-572.

D´ÁVILA, Teresa. Castelo interior ou moradas. 14. ed. Tradução das Carmelitas Descalças do Convento de Santa Teresa do Rio de Janeiro. São Paulo: Paulus, 2008.

_____. Livro da vida. In: Obras completas. Coord. Frei Patrício Sciadini. Trad.texto estabelecido por T. Álvarez. São Paulo: Carmelitanas, Loyola, 1995. p. 21-294.

_____. Castelo interior ou moradas. In: Obras completas. Coord. Frei Patrício Sciadini. Trad. texto estabelecido por T. Álvarez. São Paulo: Carmelitanas, Loyola, 1995. p. 433-590.

_____. Poesias. In: Obras completas. Coord. Frei Patrício Sciadini. Trad. Texto estabelecido por T. Álvarez. São Paulo: Carmelitanas, Loyola, 1995. p. 955-1036.

GUERSON, Cláudio V. O amor na perspectiva de Teresa de Ávila. Tese de Doutorado. Pós Graduação em Ciência da Religião, Universidade Federal de Juiz de Fora, MG. 2013.

MERTON, Thomas. Místicos e mestres Zen. Rio de Janeiro: Civilização Brasileira, 1972

MENEZES, Léa de Sousa Campos de. Teresa de Ávila: fatos, feitos e preceitos. In: Hispanista, Rio de Janeiro, s/v, n. 68 Jan/Março. 2017. Disponível <http://www.hispanista.com.br/revista/artigo548.htm> Acesso em: 20 Jan. 2019

OLIVEIRA, Terezinha. Os mendicantes e o ensino na universidade medieval: Boaventura e Tomás de Aquino. In: Anais do XXIV Simpósio Nacional de História - Anpuh (Associação Nacional de História). São Leopoldo – RS; 2007.

PÁDUA, Lúcia Pedrosa. “Que lástima é não saber quem somos”: mística e antropologia no “Castelo Interior ou Moradas” de Santa Teresa de Ávila. In: Revista do Depto Teologia da PUC – Rio, ano X, nº 22, jan-abr. 2006.

PÁDUA, Lúcia Pedrosa. Teresa de Ávila, testemunha do mistério de Deus. In: Persp. Teol, p.156-186. 2003.

PERELMAN, Chaim.; OLBRECHTS-TYTECA, Lucy. Tratado da argumentação: a Nova Retórica. Tradução de Maria Ermantina Galvão. São Paulo: Martins Fontes, 1996.

PONCE, Aníbal. Educação e Luta de Classes/ Aníbal Ponce; tradução de Jose Severo de Camargo Pereira. 9ª ed. São Paulo: Cortez: Autores Associados, 1989.

REBOUL, Olivier. Introdução à Retórica. Tradução de Ivone Castilho Benedetti. São Paulo: Martins Fontes, 2004.

SESÉ, Bernard. Teresa de Ávila: a mística e andarilha de Deus. 1 ed. São Paulo: Paulinas, 2008. 148p.

VASCOUTO, Helena Dresch; SBISSA, Pedro; TAKASE, Emílio. A utilização da meditação no contexto escolar: uma análise da literatura. Revista Caminhos, Rio do Sul, a. 4, n. 6, p.87-106, 2013.

Downloads

Publicado

2022-01-06

Como Citar

Piovezan, G. (2022). Apontamentos retóricos sobre o conceito de oração em Teresa d’Ávila:: rumo a uma pedagogia mística. EDUCAÇÃO E FILOSOFIA, 35(75). https://doi.org/10.14393/REVEDFIL.v35n75a2021-59384

Edição

Seção

Artigos