O declínio dos paradigmas da modernidade e as experiências pós-modernas

tudo que é sólido desmancha no ar?

Autores

  • Maria Vieira Silva Universidade Federal de Uberlândia (UFU)

DOI:

https://doi.org/10.14393/REVEDFIL.v18n35/36a2004-588

Palavras-chave:

Pós-moderno, Crise dos referenciais, Subjetividades

Resumo

O texto discute alguns elementos que possibilitam interpretações sobre rupturas epistemológicas e descontinuidades entre a modernidade e o momento contemporâneo – caracterizado por um significativo campo teórico como pós-modernidade. Legitimamos a colaboração desse campo ao colocar em relevo as incertezas e relativizar os dogmas. Mas questionamos a tendência a um relativismo excessivo e a um niilismo passivo, os quais poderão nutrir discursos que primam pela desresponsabilização do sujeito em relação ao devir. Apresentamos, em contraposição, a necessidade de se estabelecer o debate sobre o lugar do sujeito na construção de projetos coletivos – resguardando o pressuposto segundo o qual o sujeito é transitório e construído por multiplicidades identitárias – ao invés de supor sua morte, sua anulação ou a era “pós-sujeito”.

Palavras-chave: Pós-moderno; Crise dos referenciais; Subjetividades.

 

Abstract: This paper airns to focus on some points concerning the terpreta tions of the so called post-modernity. This label is assumed by a wide theoretical domain and the views about it del with epistemological ruptures and discontinuities between Inodernitv and the contemporary momtent. We recognize the legitimacy of such a fiel of discussion by bringing forward the uncertainties and by showing how relative the dogmas are. We otherwise consider suspicious everv tendencies towards an excessive  and an passve nihilism which could both encourage opnions leading to denv the responsibility of the subject facing the future. As a counterpart we present the necessity of a debate about the place of the subject in the construction of collective projects, instead of presupposing his death, his abolition or a "post-subject" era - taking for granted that subject is transitory and built by identitarian multiplicities.

Key-Words: Post-modern; Crisis of theorical frameworks; Subjectivities.

Downloads

Não há dados estatísticos.

Biografia do Autor

Maria Vieira Silva, Universidade Federal de Uberlândia (UFU)

Professora da Faculdade de Educação da Universidade Federal de Uberlândia

Referências

BAUMAN, Zygmunt (1995). Modernidade e ambivalência in: FEATHERSTONE, Mike. Cultura de Consumo e Pós-Modernismo. São Paulo: Studio Nobel.

______. (1990). Cultura Global: Nacionalismo, Globalização e Modernidade. Petrópolis: Vozes.

FONSECA, Giannetti (20001). A Pós-modernidade. Programa Diálogos Impertinentes. São Paulo: TV PUC/SENAC. 1 vídeo cassete (95 min), VHS, son., color.

HARVEY, David (1992). Condição Pós-Moderna. São Paulo: Loyola.

GIDDENS, Antony. (1991). As consequências da modernidade. São Paulo: UNESP.

LARROSA, Jorge (1998). Agamenon e seu porqueiro. Notas sobre a produção, a dissolução e o uso da realidade nos aparatos pedagógicos e nos meios de comunicação. In: SILVA, L. H. A Escola Cidadã 110 contexto da globalização. Petrópolis, Vozes.

NIC LAR EN, Peter. Fúria e esperança. Entrevista com Peter Mclaren. "Disponível em 21-05-2002 "Acesso em 2305-2002".

ROCHA, Rose Campos. A Pós-modernidade. Programa Diálogos Impertinentes. São Paulo: TV PUC/SENAC, 2001. 1 vídeo cassete (95 min), VHS, son., color.

Downloads

Publicado

2008-07-10

Como Citar

SILVA, M. V. O declínio dos paradigmas da modernidade e as experiências pós-modernas: tudo que é sólido desmancha no ar?. Educação e Filosofia, Uberlândia, v. 18, n. 35/36, p. 127–144, 2008. DOI: 10.14393/REVEDFIL.v18n35/36a2004-588. Disponível em: https://seer.ufu.br/index.php/EducacaoFilosofia/article/view/588. Acesso em: 16 abr. 2024.