O embate do encontro:

o currículo cultural da educação física como lugar de conflitos

Autores

DOI:

https://doi.org/10.14393/REVEDFIL.v34n71a2020-52940

Palavras-chave:

Educação Física, Currículo Cultural, Filosofia

Resumo

O embate do encontro: o currículo cultural da educação física como lugar de conflitos

Resumo: Neste artigo, tenciona-se aproximar, problematizar e refletir sobre a relação entre duas divindades gregas: Dionísio e Apolo - e o Currículo Cultural da Educação Física. Buscamos amparo metodológico na criação filosófico conceitual, pois sua utilização pode redesenhar relações estabelecidas e permitir jogar com elementos distintos e, inicialmente, não aproximáveis. Influenciados por Dionísio, ao final, trazemos duas criações pedagógicas a fim de transgredir os limites dados pelo "excesso de Apolo" na escrita acadêmica.
Palavras-chave: Educação Física; Currículo Cultural; Filosofia.

The fight of the meeting: the curriculum of physical education as a place of conflicts 

Abstract: In this article, we intend to approximate the relationship between two Greek deities: Dionysus and Apollo - and the Cultural Curriculum of Physical Education. We seek methodological support in the conceptual philosophical creation, as its use can redesign established relationships and allow us to play with different and, initially, not approximable elements. Influenced by Dionísio, at the end, we bring two pedagogical creations in order to transgress the limits given by the "excess of Apollo" in academic writing.
Keywords:  Physical Education; Cultural Curriculum; Philosophy.

La lucha de la reunión: el currículo cultural de la educación física como lugar de conflictos 

Resumén: En este artículo, tenemos la intención de aproximar la relación entre dos deidades griegas: Dioniso y Apolo, y el Currículo Cultural de Educación Física. Buscamos apoyo metodológico en la creación filosófica conceptual, ya que su uso puede rediseñar las relaciones establecidas y nos permite jugar con elementos diferentes e, inicialmente, no aproximables. Influenciado por Dionísio, al final, traemos dos creaciones pedagógicas para transgredir los límites dados por el "exceso de Apolo" en la escritura académica.
Palabras clave: Educación Física; Curriculum Cultural; Filosofia.

Data de registro: 02/03/2020
Data de aceite: 05/08/2020

Downloads

Não há dados estatísticos.

Biografia do Autor

Fidel Machado de Castro Silva , Universidade Estadual de Campinas (UNICAMP)

Doutor em Educação Física na Universidade Estadual de Campinas (UNICAMP). E-mail: fidel_machado@yahoo.com.br. ORCID: https://orcid.org/0000-0002-8289-7733

Mário Luiz Ferrari Nunes, Universidade Estadual de Campinas (UNICAMP)

** Doutor em Educação pela Faculdade de Educação da Universidade de São Paulo (FE-USP). Professor na Universidade Estadual de Campinas (UNICAMP). E-mail: mario.nunes@fef.unicamp.br.   ORCID: https://orcid.org/0000-0003-0680-5777

Referências

ALMEIDA, R. M. de. A cultura, o Estado e a Educação nos “Escritos Trágicos” de Nietzsche. Filosofia e Educação, Campinas, v. 6, n. 1, p. 110-133, fev. 2014. https://doi.org/10.20396/rfe.v6i1.8635388

ALMEIDA, R. M. de. Nietzsche e Freud: Eterno retorno e compulsão a repetição. São Paulo: Loyola, 2005.

BARRANECHEA, M. A. de. Nietzsche e a liberdade. 2.ed.. Rio de Janeiro: 7 Letras, 2008.

BARRENECHEA, M. A. de. Nietzsche e o corpo. Rio de Janeiro: 7Letras, 2009.

BONETTO, P. X. R.; NEIRA, M. G. A escrita-currículo da perspectiva cultural da Educação Física: por que os professores fazem o que fazem?. Educação. Santa Maria. Revista Educação. Santa Maria. v. 44, p. 01-23, 2019. https://doi.org/10.5902/1984644433532

FOUCAULT, M. A ética do cuidado de si como prática de liberdade. In: Ditos e Escritos V: Ética, Sexualidade, Política. Rio de Janeiro: Forense Universitária, p.258-280, 2004.

FOUCAULT, M. Prefácio à transgressão. In: Ditos e Escritos III: Estética, literatura, pintura e cinema. Rio de Janeiro: Forense Universitária, p. 28-46,2009.

KOSSOVITCH, L. Signos e poderes em Nietzsche. Rio de Janeiro: Azougue, 2004.

HALL, S. Quem precisa de identidade? In: SILVA, T. T. A identidade e a diferença na perspectiva dos Estudos Culturais. Petrópolis: Vozes, 2000.

MARTINS, A. Filosofia e saúde: métodos genealógico e filosófico-conceitual. Cad. Saúde Pública, v.20, n.4, p.950-8, 2004. https://doi.org/10.1590/S0102-311X2004000400009

NEIRA, M. G. Educação Física. São Paulo: Blucher, 2011.

NEIRA, M.G.; NUNES, M.L.F. Pedagogia da Cultura Corporal: críticas e alternativas. São Paulo: Phorte, 2006.

NEIRA, M. G.; NUNES, M. L. F. Educação Física, Currículo e Cultura. São Paulo: Phorte, 2009a.

NEIRA, M. G.; NUNES, M. L. F. (org.) Praticando Estudos Culturais na Educação Física. São Paulo: Yendis editora, 2009b.

NEIRA, M. G.; NUNES, M. L. F. As possibilidades de emergência do currículo cultural da Educação Física: contribuições do Grupo de Pesquisas em educação Física escolar da FEUSP (GPEF). In: MALDONADO, D. T.; NOGUEIRA, V. A.; FARIAS, U. S. (orgs.). Os professores como intelectuais: novas perspectivas didático-pedagógicas na Educação Física Brasileira. Curitiba: CRV, 2018. p. 281-300.

NIETZSCHE, F. Além do bem e do mal: Prelúdio de uma filosofia do futuro. Rio de Janeiro: Vozes, 2014.

NIETZSCHE, F.Assim falou Zaratustra. Rio de Janeiro: Civilização Brasileira, 2005.

NIETZSCHE, F. Aurora: reflexões sobre os preconceitos morais. São Paulo: Companhia das Letras, 2016.

NIETZSCHE, F. Crepúsculo dos ídolos: ou, Como se filosofa com o martelo. São aulo: Companhia das Letras, 2006.

NIETZSCHE, F. Ecce homo: como alguém se torna o que é. São Paulo: Companhia das Letras, 2008.

NIETZSCHE, F. Genealogia da moral. São Paulo: Companhia das Letras, 2009.

NIETZSCHE, F. O nascimento da tragédia ou helenismo e pessimismo. São Paulo: Companhia das Letras, 1992.

NUNES, M. L. F. Afinal, o que queremos dizer com a expressão “diferença”? In: NEIRA, M. G.; NUNES, M. L. F (organizadores). Educação Física Cultural: por uma pedagogia da(s) diferença(s). Curitiba: CRV, 2016.

NUNES, M.L.F. Planejando a viagem ao desconhecido.o plano de ensino e o currículo cultural da Educação Física. In: FERNANDES, C. (ORG) Ensino Fundamental: planejamento da prática pedagógica - revelando desafios, tecendo ideias. Appris: Curitiba, 2018.

ONFRAY, M. A sabedoria trágica: sobre o bom uso de Nietzsche. Belo Horizonte: Autêntica Editora, 2014.

SILVA, T.T. Pedagogia Crítica em Tempos Pós-Modernos. In: SILVA, T.T. Teoria Educacional Crítica em Tempos Pós-Modernos. Porto Alegre: Artes Médicas, 1993: 122-140.

SILVA JÚNIOR, W.S. Currículo Cultural e a ressignificação: efeito das práticas de resistência. Relatório de Qualificação - Mestrado - Faculdade de Educação Física da Unicamp. Campinas, 2020.

SOARES, et al. Metodologia do Ensino de Educação Física. Rio de Janeiro: Cortez, 1992.

WILLIAMS, J. Pós-estruturalismo. Petrópolis: Vozes, 2012

Downloads

Publicado

2021-02-27

Como Citar

MACHADO DE CASTRO SILVA , F.; NUNES, M. O embate do encontro: : o currículo cultural da educação física como lugar de conflitos. Educação e Filosofia, Uberlândia, v. 34, n. 71, p. 789–818, 2021. DOI: 10.14393/REVEDFIL.v34n71a2020-52940. Disponível em: https://seer.ufu.br/index.php/EducacaoFilosofia/article/view/52940. Acesso em: 22 jul. 2024.