O sentido ontológico do trabalho e o desenvolvimento das funções psicológicas superiores: considerações preliminares

Autores

DOI:

https://doi.org/10.14393/REVEDFIL.v33n68a2019-46626

Palavras-chave:

Trabalho, Instrumento, Funções Psicológicas Superiores

Resumo

O sentido ontológico do trabalho e o desenvolvimento das funções psicológicas superiores: considerações preliminares

Resumo: O presente estudo tem por objetivo demonstrar de que forma o trabalho auxilia no processo de hominização do homem. Trata-se de um estudo de natureza teórica, realizado mediante pesquisa bibliográfica, sendo dividido em três momentos principais. No primeiro, apresenta-se como o trabalho é concebido por Marx e apropriado por Lukács e os representantes da Escola de Vigotski. No segundo, trata-se das tensões entre a importância conferida aos aspectos biológicos e aos aspectos sociais para o processo de desenvolvimento do gênero humano, demonstrando de que maneira a produção de instrumentos gesta o progressivo afastamento da barreira natural, ao passo que propicia o desenvolvimento cada vez mais social do homem. Tal reflexão servirá de base para sinalizar como a teoria de Vigotski destaca em seu edifício categorial a relação entre os instrumentos e as funções psicológicas superiores no processo de humanização do homem.

Palavras Chave: Trabalho. Instrumento. Funções psicológicas superiores.

The ontological meaning of work and the development of higher mental functions: preliminary considerations

Abstract: This study we aim to demonstrate how the work supports in the humanization process of the individuals. This is a theoretical study conducted by bibliographic research and divided into three main sessions. In the first moment, we present how the work is conceived by Marx and appropriated by Lukács and the representatives from Vygotsky’s school. In the second, we bring the tensions between the importance attached to the biological aspects and social aspects in the humankind’s development process, demonstrating how the tools’ production manage the progressive separation from the natural barrier, whereas it provides the increasingly social development of individuals. Further consideration will serve as a basis to indicate how Vygotsky’s theory underscore in its categorical building the relationship between the tools and the higher mental functions in the humanizing process of the individuals.

Keywords: Work. Tools. Higher .mental functions.

El sentido ontológico del trabajo y el desarrollo de las funciones psicológicas superiores: consideraciones preliminares

Resumen: El presente estudio tiene por objetivo demostrar de qué forma el trabajo auxilia en el proceso de hominización del hombre. Se trata de un estudio de naturaleza teórica, realizado mediante investigación bibliográfica, siendo dividido en tres momentos principales. En el primero, presentamos cómo el trabajo es concebido por Marx y apropiado por Lukács y los representantes de la escuela de Vigotski. En el segundo, traemos las tensiones entre la importancia conferida a los aspectos biológicos ya los aspectos sociales para el proceso de desarrollo del género humano, demostrando de qué manera la producción de instrumentos gesta el progresivo alejamiento de la barrera natural, mientras que propicia el desarrollo cada vez más social del hombre. Tal reflexión servirá de base para señalar cómo la teoría de Vigotski destaca en su edificio categorial la relación entre los instrumentos y las funciones psicológicas superiores en el proceso de humanización del hombre.

Financiamento: CNPq

Palabras clave: Trabajo. Instrumento. Funciones psicológicas superiores.

Data de registro: 09/01/2019

Data de aceite: 25/10/2019

Downloads

Não há dados estatísticos.

Biografia do Autor

Antonio Dário Lopes Júnior, Universidade Estadual do Ceará (UECE)

Doutorando em Educação pela Universidade Estadual do Ceará (UECE). Graduado em Psicologia pela Universidade Estadual do Ceará e Mestre em Educação pela Universidade Estadual do Ceará. E-mail: adlopesjunior@hotmail.com. ORCID: https://orcid.org/0000-0002-7213-9840.

Ruth Maria de Paula Gonçalves, Universidade Estadual do Ceará (UECE).

Doutora em Educação pela Universidade Federal do Ceará (UFC). Pós-Doutorado em Psicologia pela Universidade Federal do Rio Grande do Norte (UFRN). Professora do mestrado em Educação no Programa de Pós-graduação em Educação PPGE-UECE. E-mail: depaularuth@gmail.com. ORCID: https://orcid.org/0000-0003-0070-4123.

Osterne Nonato Maia Filho, Universidade Estadual do Ceará (UECE)

Doutor em Educação pela Universidade Federal do Ceará (UFC). Pós-Doutorado em Psicologia pela Universidade Federal do Rio Grande do Norte (UFRN). Professor permanente do Programa de Pós-Graduação em Educação da Universidade Estadual do Ceará (PPGE-UECE). E-mail: osterne_filho@uol.com.br. ORCID: https://orcid.org/0000-0003-4636-1912.

Referências

CARMO, F. M.; Vigotski: um estudo à luz da centralidade ontológica do trabalho. 2008. 201 f. Tese (Doutorado em Educação Brasileira) – Faculdade de Educação (FACED). Universidade Federal do Ceará, Fortaleza, 2008.

_____ ; JIMENEZ, S. V.; Em busca das bases ontológicas da psicologia de Vygotsky. Psicologia em Estudo. Maringá, v. 8, n. 4, dez. 2013. Disponível em: <http://www.scielo.br/scielo.php?script=sci_arttext&pid=S1413-73722013000400005&lng=en&nrm=iso>. Acesso em: 03 mar. 2015. https://doi.org/10.1590/S1413-73722013000400005

DUARTE, N. A pedagogia histórico-crítica e a formação da individualidade para si. Germinal: Marxismo e Educação em Debate. Salvador, v. 05, nº 02, p. 59-72, dez., 2013. https://doi.org/10.9771/gmed.v5i2.9699

ENGELS, F. Dialéctica de la naturaleza, 1983, Disponível em: < http://www.dominiopublico.gov.br/pesquisa/ResultadoPesquisaObraForm.do>. Acesso em 15 jun. 2014.

FACCI, M. G. D. Valorização ou esvaziamento do trabalho do professor?: um estudo crítico-comparativo da teoria do professor reflexivo, do construtivismo e da psicologia vigotskiana. Campinas: Autores Associados, 2004.

FURTADO, O. O psiquismo e a subjetividade social. In. BOCK, A. M. B., GONÇALVES, M. G. M., FURTADO, O. Psicologia sócio-histórica: uma perspectiva crítica em psicologia. 5. ed. São Paulo: Cortez, 2011a.

FURTADO, O. Trabalho e solidariedade. São Paulo: Cortez, 2011b.

GONCALVES, R. M. P.; JIMENEZ, S. V. Relações antagônicas entre sentido e significado do trabalho no capital: uma análise na perspectiva ontológica. Psicologia & Sociedade. Belo Horizonte, v. 25, n. 3, p. 685-694, 2013. Disponível em: <http://www.scielo.br/scielo.php?script=sci_arttext&pid=S0102-71822013000300022&lng=pt&nrm=iso>. Acesso em 02 jun. 2017. https://doi.org/10.1590/S0102-71822013000300022

JIMENEZ, S., CARMO, M.; LIMA, M. F. Por uma leitura onto-marxista de Vigotski e seus desdobramentos na relação trabalho-educação. In. JIMENEZ, S., RABELO, J., MENDES SEGUNDO, M. D. (Orgs.). Marxismo, educação e luta de classes: pressupostos ontológicos e desdobramentos ideo-políticos. Fortaleza: UECE, p. 233-263, 2010.

LEONTIEV, A. O desenvolvimento do psiquismo. São Paulo: Centauro, 2004.

LOPES JUNIOR, A. D.; MORAES, B. M.; GONÇALVES, R. M. P. As contribuições de Vigotski para o cenário educacional brasileiro: as funções psicológicas superiores em foco. Educ. em perspectiva., Viçosa – MG. v. 8, n. 1, p. 72-88, jun. 2017.Disponível em: <https://educacaoemperspectiva.ufv.br/index.php/ppgeufv/article/view/802>. Acesso em: 04 jan. 2018. https://doi.org/10.22294/eduper/ppge/ufv.v8i1.802

LUKÁCS, G. Para uma ontologia do ser social. São Paulo: Boitempo, v. 2, 2013.

_____. As bases ontológicas do pensamento e da atividade do homem, 1968, Disponível em: <http://www.gestaoescolar.diaadia.pr.gov.br/arquivos/File/sem_pedagogica/fev_2009/bases_ontologicas_pensamento_atividade_homem_lukacs.pdf>, Acesso em 12 nov. 2018.

LURIA, A. R. A construção da mente. São Paulo: Ícone, 1992.

____. Curso de Psicologia, Vol. I. Rio de Janeiro: Civilização Brasileira, 1991.

____. Curso de Psicologia, Vol. IV. Rio de Janeiro: Civilização Brasileira, 1994.

MARX, K. O capital: crítica da economia política, vol. I. Rio de Janeiro: Civilização Brasileira, 2014.

_____. Manuscritos econômico-filosóficos. São Paulo: Boitempo, 2010.

_____.; ENGELS, F.; A ideologia alemã. São Paulo: Boitempo, 2007a.

_____; A ideologia alemã. Rio de Janeiro: Civilização Brasileira, 2007b.

MOLON, A. I. Subjetividade e constituição do sujeito em Vygotsky. 3. ed. Petrópolis: Vozes, 2010.

RIVIÈRE, A. La psicología de Vygotski. Madrid: A. Machado Libros, 2002.

VIGOTSKI, L. S. A construção do pensamento e da linguagem. 2. ed. São Paulo: Martins Fontes, 2009.

_____. Obras Escogídas: problemas teóricos y metodológicos de la Psicología. Tomo I. Madrid: Visor, 2013

_____. Obras Escogídas: problemas del desarrollo de la psique. Tomo III. Madrid: Visor, 2012.

VYGOTSKY, A transformação socialista do homem, 1930, Disponível em: <https://marxists.anu.edu.au/portugues/vygotsky/1930/mes/transformacao.htm>. Acesso em: 10 fev. 2015.

Downloads

Publicado

2020-12-28

Como Citar

Lopes Júnior, A. D., Gonçalves, R. M. de P., & Maia Filho, O. N. (2020). O sentido ontológico do trabalho e o desenvolvimento das funções psicológicas superiores: considerações preliminares. EDUCAÇÃO E FILOSOFIA, 33(68), 925–957. https://doi.org/10.14393/REVEDFIL.v33n68a2019-46626