A função da imitação no projeto educativo da República e a questão do estilo imitativo dos diálogos de Platão

Autores

  • Guilherme da Costa Assunção Cecílio IFRJ e PPGF-UFRJ

DOI:

https://doi.org/10.14393/REVEDFIL.issn.0102-6801.v31n62a2017-p943a957

Palavras-chave:

Platão, República, Imitação, Educação

Resumo

A função da imitação no projeto educativo da República e a questão do estilo imitativo dos diálogos de Platão

Resumo: O correto entendimento da teoria platônica da imitação – μίμησις – evidencia que o filósofo não tem objeções à imitação em si; muito pelo contrário, ela é um recurso de grande importância para seu projeto educativo e filosófico. Essa compreensão nos possibilita redimensionar a crítica à poesia apresentada na República e também justificar o gênero de sua obra filosófica.

Palavras-chave: Platão; República; Imitação; Educação.

The role of imitation in the Republic's educational project and the question of the imitative style of Plato's dialogues

Abstract: The correct understanding of Plato’s theory of imitation – μίμησις – shows that the philosopher does not have any objection to imitation as such; on the contrary, it is a resource of the utmost importance to his educational and philosophical project. This understanding allows us to grasp the real scope of the critique of poetry presented in his Republic and to justify the style of his own philosophical work.  

Keywords: Plato; Republic; Imitation; Education.

La funzione dell'imitazione nel progetto educativo della Repubblica e la questione delllo stile imitativo dei dialoghi di Platone

Riassunto: La corretta comprensione della teoria platonica dell'imitazione - μίμησις - evidenzia che il filosofo non ha obiezioni sull'imitazione in sé; al contrario, essa è una risorsa di grande importanza per il suo progetto educativo e filosofico. Questa comprensione ci permette di ridimensionare la critica alla poesia presentata nella Repubblica e anche di giustificare il genere della sua opera filosofica.

Parole chiave: Platone; Repubblica; Imitazione; Educazione.

Data de registro: 19/12/2015

Data de aceite: 18/05/2016

Downloads

Não há dados estatísticos.

Biografia do Autor

Guilherme da Costa Assunção Cecílio, IFRJ e PPGF-UFRJ

Doutor em Filosofia pelo Programa de Pós-Graduação em Filosofia da Universidade Federal do Rio de Janeiro (PPGF-UFRJ). Professor de Filosofia do Instituto Federal do Rio de Janeiro (IFRJ) e do Programa de Pós-Graduação em Filosofia da Universidade Federal do Rio de Janeiro (PPGF-UFRJ).

Referências

BELFIORE, E. A theory of imitation in Plato's Republic, Transactions of the American Philological Association, Cleveland, v. 114, p. 121-146, 1984. https://doi.org/10.2307/284143

BURNET, J. Platonis opera - recognovit brevique adnotatione critica instruxit Joannes Burnet. Oxford: Clarendon Press, 1903. (Coleção Oxford Classical Texts)

CECÍLIO, G. C. A. A crítica ontológica às artes miméticas no Livro X da República de Platão, Revista do Seminário dos Alunos do PPGLM/UFRJ, Rio de Janeiro, v. 1, artigo eletrônico 7, 2010.

CECÍLIO, G. C. A. Considerações sobre os sentidos de mímesis na República de Platão e a critica à poesia, Ítaca (UFRJ), Rio de Janeiro, v. 27, p. 12-33, 2014.

CHANTRAÎNE, P. Études sur le vocabulaire grec. Paris: Klincksieck, 1956.

FERRARI, G. Plato and Poetry. In: KENNEDY, G. A. The Cambridge history of literary criticism - Volume I: Classical Criticism. Cambridge: Cambridge University Press, 1989. p. 92-148. https://doi.org/10.1017/CHOL9780521300063.004

HAVELOCK, E. Prefácio a Platão. Tradução de Enid Abreu Dobránzsky. Campinas: Papirus, 1996.

PEREIRA, M. H. da R A República. 9. ed. Lisboa: Fundação Calouste Gulbenkian, 2001.

Downloads

Publicado

2017-08-30

Como Citar

Cecílio, G. da C. A. (2017). A função da imitação no projeto educativo da República e a questão do estilo imitativo dos diálogos de Platão. EDUCAÇÃO E FILOSOFIA, 31(62), 943–957. https://doi.org/10.14393/REVEDFIL.issn.0102-6801.v31n62a2017-p943a957